Conecte-se agora
Fechar

Paciente do Pronto Socorro aguarda cirurgia plástica há 25 dias; Direção explica demora

Publicado

em

O paciente Edvaldo Cananéia, de 48 anos, está há 2 dias internado no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) aguardando por uma cirurgia plástica para reconstituir parte da perna, que ficou dilacerada após um acidente de moto em Rio Branco.

Edvaldo já não sabia mais a quem recorrer, e procurou o ac24horas para denunciar a situação que, como diz a sobrinha, Nayra Cananéia, de 19 anos, é “humilhante” e “preocupante”. Os familiares do paciente temem que o trabalhador tenha que amputar a perna e fique com deficiências pelo corpo.

“A gente está hoje com 25 dias esperando o cirurgião plático. Ele chegou a fazer uma primeira avaliação, mas disse que não podia ainda fazer a cirurgia. Agora, esses dias, ele veio, passou em todos os leitos, mas não foi só no do meu tio. Já procuramos a Direção, e o quaro é a cada dia pior”, diz a sobrinha.

Segundo a Direção do Huerb, o caso de Edvaldo é bastante complexo e delicado. O trabalhador ainda não passou por uma cirurgia plástica porque está com o membro bastante inflamado, e a cirurgia pode causar outros problemas ao paciente. Um cirurgião plástico avaliou Advaldo Cananéia após o contato do portal.

A informação do hospital foi confirmada pela sobrinha Nayra. “O médico veio e fez a avaliação, e disse que ainda não dá para operar”, relatou a sobrinha. A Direção do Huerb também esclareceu que o paciente está sendo acompanhado de perto e que ele deve passar por uma nova avaliação em sete dias.

Propaganda

Acre

Governo do Acre pode perder quase R$ 100 milhões do Ministério da Agricultura

Publicado

em

O Governo do Acre pode perder quase R$ 100 milhões empenhados pela bancada federal para a recuperação de ramais. O dinheiro já está disponível, mas o estado precisa fazer uma contrapartida de R$ 5 milhões à Caixa Econômica, o que, pela crise financeira, está demorando.

Uma reportagem da TV Gazeta, afiliada Record TV no Acre, revelou o problema. Em reunião entre governo e bancada, os R$ 94 milhões foram destinados à manutenção e melhoria das estradas vicinais, tanto da Capital, como do interior. Um projeto para alcançar até 4 mil quilômetros de estrada.

O superintendente do Ministério da Agricultura, Luziel de Carvalho, revelou que a Caixa Econômica Federal só vai liberar o recurso se o estado apresentar uma contrapartida de quase R$ 5 milhões. Dinheiro que, como explicou o chefe da pasta, será utilizado para a drenagem dos ramais que serão atendidos.

Para o superintendente do Ministério da Agricultura, o governo não pode perder mais tempo com conversas. “É preciso informar se vai ou não entrar com a contrapartida. Se adotar o sistema da burocracia e do silêncio, o dinheiro vai embora”, alertou Luziel.

O Ministério da Agricultura já teria sido inclusive procurado por produtores rurais que precisam de ajuda para escoar a produção. Caso o estado perca o dinheiro garantido pelos deputados e senadores, a situação dos produtores rurais pode ficar ainda mais complicada para ganhar o pão de cada dia.

Procurado, o diretor presidente do Deracre, André Mansuor, conversou com o ac24horas por telefone e disse que não tem conhecimento sobre a necessidade de apresentar os R$ 5 milhões à Caixa. Além disso, explicou que está em tratativas com o banco para que o recurso seja liberado o quanto antes. Ele não soube dar detalhes sobre o assunto.

Continuar lendo

Acre

Jéssica é eleita vice-presidente de uma das comissões mais importantes da Câmara

Publicado

em

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) foi eleita na manhã desta quarta-feira (18), em Brasília, como a 2ª Vice-Presidente da Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA), comissão temática, permanente da Câmara dos Deputados que tem como principal objetivo debater proposições que os parlamentares federais consideram importantes para o desenvolvimento das regiões brasileiras e integração do país.

“É uma comissão estratégica, colegiado importante para todos os estados, sobretudo para o Acre, região Norte e Amazônia por uma atuação de defesa dos interesses regionais principalmente na redução das desigualdades. Por ela, tramitam os projetos de interesses regionais relacionados ao desenvolvimento econômico e social. É mais uma oportunidade de ampliar os debates sobre projetos de interesse do nosso Estado”, destaca Jéssica Sales.

Segundo a parlamentar acreana, além da apreciação e votação de projetos, a Cindra é responsável pela realização de audiências públicas, seminários e visitas externas para debater e acompanhar ocorrências e situações de conflito, prestação de serviços por empresas públicas e privadas, demarcação e disputa de terras, exploração mineral, ocupações ilegais, assuntos indígenas e extrativistas, serviços de empresas de telefonia, empresas aéreas entre outros.

“O Acre marca presença no colegiado responsável pela formulação de políticas de desenvolvimento econômico e social, visando a integração de todos os estados da nação respeitando as diferenças regionais e proporcionando uma melhor qualidade de vida aos cidadãos, através de políticas públicas principalmente aos menos favorecidos, os quilombolas, os ribeirinhos os pescadores , os seringueiros pequenos produtores, os indígenas, os artesãos”, destaca Jéssica.

Atribuições da Cindra

Compete à Comissão a apreciação de matérias referentes aos seguintes campos temáticos ou áreas de atividade: integração regional e limites legais; valorização econômica; assuntos indígenas; caça, pesca, fauna e flora e sua regulamentação; exploração dos recursos minerais, vegetais e hídricos; turismo; desenvolvimento sustentável; desenvolvimento e integração da região amazônica; planos regionais de desenvolvimento econômico e social; incentivo regional da Amazônia; desenvolvimento e integração de regiões; planos regionais de desenvolvimento econômico e social; incentivos regionais; planos nacionais e regionais de ordenação do território e de organização político-administrativa; assuntos de interesse federal nos municípios, estados, Territórios e no Distrito Federal; sistema nacional de defesa civil; política de combate às calamidades; migrações internas.

 

 

Continuar lendo

Acre

Amigos e fãs de Gleici vão acompanhar a final do BBB18 no Ginásio Coberto, na capital

Publicado

em

Os amigos e admiradores da finalista do Big Brother Brasil (BBB) 2018, Gleici Damasceno, estão organizando um grande evento para acompanhar ao vivo a transmissão da final nesta quinta-feira (19).

A concentração será no Ginásio Álvaro Dantas localizado, no bairro Aeroporto Velho. A transmissão está sendo realizada por um grupo de amigos de Gleici Damasceno.

A acreana, que é tida como preferida, já está na grande final na disputa pelo prêmio de R$ 1,5 milhão. A ideia dos amigos de Gleici é dá início a concentração da torcida a partir das 17h. A organização do evento irá liberar acesso a internet para que a torcida possa votar pela acreana.

Quem sair vitorioso do Big Brother Brasil 18 vai embolsar o valor de 1,5 milhão de reais – valor que chega ao bolso do ganhador livre de impostos —, além de um carro novinho, avaliado em torno de 54 mil reais. O prêmio do segundo colocado cai um bocado: 150.000 reais, enquanto o terceiro leva 50.000 reais.

Para além dos três vencedores, o reality show da Rede Globo entrega aos concorrentes durante o confinamento prêmios variados.

Neste pacote, Gleici já obteve o montante de R$ 11 mil – quantia que ela esperava que já estivesse nas mãos de sua mãe, em Rio Branco no Acre. “Já ajudaria muito ela”, comentou na época dentro da casa. Nesta semana, a jovem ganhou mais um presente de uma das marcas patrocinadoras do programa: um Smartphone.

Os prêmios, contudo, só são entregues aos participantes quando eles saem do confinamento, juntamente com o “salário” que a Globo paga a cada brother e sister: algo em torno de 500 reais por semana.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.