Conecte-se agora
Fechar

Prefeito Gedeon, de Plácido de Castro, esclarece situação sobre recolhimento previdenciário

Publicado

em

O prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros (PSDB), esclarece que a retenção feita pela Receita Federal na
primeira parcela do FPM do município ocorreu porque o pagamento feito à Previdência Social, patronal e segurado, de R$ 234.977,61 (Duzentos e Trinta e Quatro Mil, Novecentos e Setenta e Sete Mil e Sessenta e Hum Centavos) relativo ao 13º salario, foi realizado pela prefeitura no dia 29/12/2017, porém, em virtude do horário bancário diferenciado deste dia, a GPS – Guia de Recolhimento da Previdência Social somente foi processada pelo Banco do Brasil no dia 02/01/2018, o que fez com que a RFB não reconhecesse este pagamento relativo à competência do 13º salário.

Tão logo verificada a retenção, a Secretaria de Finanças informou o pagamento à RFB e o valor retido no FPM de R$ 232.723,82 (Duzentos e Trinta e Dois Mil, Setecentos e Vinte e Três Reais e Oitenta e Dois Centavos) já serão usados como créditos para abatimento no próximo pagamento previdenciário que ocorrerá no dia 20 do corrente mês.

O esclarecimento vem após o ac24horas divulgar matéria onde 12 municípios do Acre, incluído Plácido, tiveram recursos retidos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) devido a problemas previdenciários.

Destaque 5

Repórter faz pegadinha do “Que Tiro Foi Esse” e quase apanha em loja do Via Verde Shopping

Publicado

em

O repórter cinematográfico Moisés Santos estreou seu canal de humor no YouTube com o hit “Que Tiro Foi Esse”, no Via Verde Shopping, mas quase apanhou.

O “mico” ocorre quando ele cai no chão dentro de uma loja na hora do “tiro”, conforme a estrofe da música, sai dançando e quase apanha de um homem, que não gostou nenhum pouco da brincadeira.

O vídeo do canal de humor tinha mais de 900 visualizações até a manhã desta segunda-feira, 22.

Link do Canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC6b6No-NOOe4qjZOSm4zq8A

Assista:

 

Continuar lendo

Destaque 5

Osmir Neto prova que vítimas eram maiores de idade e pena é reduzida em 12 anos

Publicado

em

Condenado a 54 anos de prisão, o empresário Osmir Lima Neto teve a pena reduzida em 12 anos após conseguir provar que duas das garotas com quem se relacionou eram maiores de idade. Osmir foi condenado por crimes de estupro de vulnerável e aliciamento de menores. Ao todo, 19 meninas teriam sido vítimas do empresário.

Segundo apurou ac24horas, Osmir ganhou a redução no Poder Judiciário, mas a publicação disso ainda não foi feita. Contudo, a Defesa do colunista social continua trabalhando para que outros erros do processo sejam revistos e corrigidos. Agora, com a redução de 12 anos, Osmir precisará cumprir 43 anos de reclusão.

Outra informação que chama a atenção, é que os advogados acreditam que Neto terá a pena reduzida ainda mais. Isso, claro, se os desembargadores do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC) aceitarem os questionamentos dos advogados de Osmir.

A investigação contra Osmir Lima Neto começou em setembro de 2009, e a partir disso a polícia identificou que o colunista social abusava sexualmente de mulheres, todas elas atraídas com a promessa de que se tornariam grandes e conhecidas modelos de sucesso. Ao fim das investigações, já eram 19 jovens denunciando os abusos.

Continuar lendo

Destaque 5

Daniel Zen vai deixar a presidência do PT e Kamai vai assumir o comando no Acre

Publicado

em

Após um ano na presidência do PT, o deputado estadual Daniel Zen, líder do governo de Sebastião Viana na Assembleia Legislativa vai deixar a presidência do partido. No lugar dele vai assumir o comando do PT no Acre, o chefe da Casa Civil da prefeitura de Rio Branco, André Kamai.

Zen vai deixar a presidência do PT em abril, mês em que o prefeito Marcus Viana se desincompatibiliza do cargo de chefe do Executivo Municipal para ser candidato a governador do Acre.

Daniel Zen usou o bom senso. Quer evitar desconforto com seus colegas de partido que também serão candidatos como ele.

“Até pra não causar nenhum constrangimento com os outros candidatos da chapa. A condição de candidato não se coaduna com a de presidente do Partido. O presidente do partido é o ordenador de despesas dos recursos do fundo partidário e, a partir desse ano, do novo fundo eleitoral. Não seria justo com meus companheiros de partido ser aquele que decide sobre a alocação de recursos para as diferentes candidaturas, sendo também candidato”, justifica.

Zen lembra ainda que o presidente do PT sempre acaba desempenhando a função de coordenador-geral da campanha majoritária. Nessa função ele não teria condições de conduzir sua própria campanha.

André Kamai é parte da nova safra de lideranças petistas que compõem o corpo de articuladores políticos da Frente popular. É uma cópia de Francisco Nepomuceno, o Carioca.

Como presidente do PT, Kamai será, naturalmente, um dos homens na linha de frente da campanha de Marcus Viana ao Palácio Rio Branco.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.