Conecte-se agora

Águas do Rio Madeira se aproximam da BR-364 e autoridades pedem mudanças na operação das usinas hidrelétricas

Publicado

em

As águas do Rio Madeira que estão apresentando elevação acima da media em relação aos anos anteriores se aproximam da BR 364, que liga Rondônia ao Estado do Acre, e preocupa autoridades. Segundo informações vindas da região do Abunã e Mutum, o nível do Madeira chegou a 19,90 metros, alertando a população e os condutores de veículos que trafegam pela rodovia.

O superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) no Acre, Thiago Caetano, informou ao ac24horas que fez contato com a superintendência do DNIT em Rondônia que confirmou a elevação das águas do rio Madeira. “Fizemos contato com Rondônia e eles confirmaram a situação do rio chegando a BR 364. Inclusive o rio apresenta uma elevação de suas águas superior ao mesmo período que aconteceu aquela grande enchente que deixou o Acre isolado. E diante dessa situação o risco é muito grande de uma nova enchente e isolamento do Acre”, destacou.

Thiago também disse que com as intensas chuvas era previsto uma mudança na operação das usinas com abertura de mais comportas para garantir à vazão da água que oriunda das cabeceiras do rio Madeira. “Fiz questão de entrar em contato com a bancada acreana, por meio do senador Glason Cameli, para intervir junto aos ministérios do Meio Ambiente, Integração Nacional e principalmente a Agência Nacional de Águas – ANA, para que seja feito uma mudança nas operações das usinas hidrelétrica, e com isso possa regular de imediato esta situação”, explica.

O superintende informa ainda que se não mudar a parte da operação da Usina Hidroelétrica e continuar tendo o nível de chuva nas cabeceiras do rio Madeira, o rio pode transbordar sobre a BR 364, “Por isso tem que ser uma ação rápida, imediata o mais breve possível”, finalizou Thiago.

A direção do DNIT no Acre estará em Rondônia na próxima segunda-feira (15) para tratar da situação de uma possível enchente do rio Madeira, montando um plano de contingenciamento no qual o DNIT no Acre se colocará a disposição.

Propaganda

Destaque 6

Acre já registra 333 mortes violentas em 2018, diz SESP

Publicado

em

O Acre registrou, em setembro, 29 mortes violentas, sendo 25 homicídios, e quatro latrocínios. Os números, divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Acre (SESP/AC), que em 10 meses já está com o terceiro gestor, somam-se aos demais meses, resultando no total de 333 mortes em 10 meses.

Os dados, contudo, mostram uma redução no quantitativo de mortes nos últimos meses. Em agosto, por exemplo, foram 35 mortes violentas, sendo 33 homicídios e dois outros latrocínios. Houve, desta forma, uma queda de 17% no mapa da morte que se iniciou com a gestão do delegado da Polícia Civil, Emylson Farias, junto à pasta

Em janeiro, o ano começou apontando alta: foram 52 crimes. Depois, fevereiro teve queda: 30 mortes. Em março, o Acre registrou 30 casos, mas em abril o número subiu para 33 mortes. Já em maio, o balanço voltou a apontar aumento, com o registro de 37 mortes violentas. Em junho, mais 37 mortes. Julho marcou 50, o mesmo de janeiro, e agosto 37, somando-se aos outros 29 de setembro.

Continuar lendo

Destaque 6

No Papo Informal, David Hall diz que não se recusaria a colaborar com o governo de Gladson

Publicado

em

O filósofo David Hall, que foi candidato a governador pelo Avante no Acre nas últimas eleições, foi o convidado do Papo Informal nesta quarta-feira, 17.

Na oportunidade, Hall, que retorna à sala de aula na próxima semana, afirmou que a candidatura a governador lhe ajudou a enxergar a política de uma forma mais ampla. O professor disse ainda que não recusaria um convite de Gladson Cameli para colaborar com o governo progressista que começa em janeiro de 2019.

Hall falou ainda sobre alguns dos filósofos clássicos e conceitos filosóficos.

Continuar lendo

Destaque 6

Após derrota, Marcus Viana inicia agenda de agradecimento

Publicado

em

O candidato derrotado ao governo do Acre, Marcus Viana (PT) iniciou na manhã desta terça-feira (16) o que chamou de “agenda da gratidão”. O petista esteve no Mercado Elias Mansour, no Centro de Rio Branco, onde conversou com permissionários e comerciantes e agradeceu o apoio recebido na eleição para governador e também as parcerias enquanto foi prefeito da capital por seis anos.

Após a eleição do dia sete de outubro, Marcus Viana tirou uns dias de descanso com a família em Rondônia, e no retorno iniciou agenda de agradecimento. O ex-prefeito de Rio Branco é servidor do quadro do Estado, e dará continuidade à sua carreira profissional como Engenheiro Civil da Secretaria de Obras.

Marcus Viana aproveitou para desejar boa sorte aos eleitos no último pleito e o desejo de que o estado seja próspero. Quanto a eleição presidencial, ele apoia o candidato Fernando Haddad, do PT, e continuará a defender as bandeiras de luta a que acredita. Marcus afirma que agora o partido está focado na eleição do Haddad.

Sobre essa questão das eleições, o Marcus Viana disse que não é hora para fazer qualquer tipo de avaliação do processo eleitoral, e que isso será feito no momento certo, sem o calor da emoção.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.