Conecte-se agora

“MPF é local onde vi mais ilegalidades”, diz procurador que atuou na “lava jato”

Publicado

em

“Em nenhum local por onde passei eu vi se cometer tanta ilegalidade quanto dentro do Ministério Público Federal”, diz o procurador regional da República Manoel Pastana. Em entrevista à Revista Press, o Pastana, que atua no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, afirma que o MPF fiscaliza a todos, mas não é fiscalizado. É um sistema, diz ele, que deu poderes absolutos à Procuradoria-Geral da República, estimulando o cometimento de ilegalidades pelos membros do órgão.

Pastana está para lançar um livro, De Faxineiro a Procurador da República, para contar bastidores da briga de procuradores por poder. Na entrevista, ele conta que, de sua posição no MPF, constatou que Janot atuava de forma sutil para parar a “lava jato” e proteger o PT. O momento de virada foi a gravação do então senador Delcídio do Amaral, que teria deixado Janot sem opções.

“Ele [Janot] não queria que soubessem que o filho do Cerveró foi orientado por alguém da equipe dele para gravar o cara que ele queria proteger. Essa gravação não era ilegal, mas eles esconderam isso para que o Janot não soubesse. No fim, ele teve que pedir a prisão do Delcídio”, diz Pastana.

O procurador afirma que Janot e seus antecessores Antonio Fernando, Cláudio Fonteles e Roberto Gurgel fazem parte de um grupo autointitulado Tuiuiús. São procuradores, diz Pastana, ligados à esquerda e que se comprometeram a proteger o governo petista em troca de a Presidência da República seguir a lista tríplice de candidatos eleita pelos membros da Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR), uma entidade de classe não oficial.

Pastana afirma que Janot nunca foi próximo de Michel Temer, mas, depois do impeachment, nomeou Bonifácio de Andrada, ligado ao PSDB, para vice-PGR, numa tentativa de se aproximar do governo. Como não conseguiu e viu a possibilidade de seu grupo sair da chefia do MPF, Janot promoveu as denúncias contra Temer, na tentativa de derrubá-lo, diz Pastana.

Conchavos para lista

Pastana também falou sobre a eleição para a lista tríplice do MPF. Ele afirma que a ANPR criou a eleição para tentar levar os tuiuiús à cúpula do MPF.

Tuiuiú é uma ave pantaneira que tem dificuldade para voar e por isso voa baixo. Os integrantes desse grupo, até 2003, se consideravam isolados da PGR pelos procuradores mais antigos na carreira. Criaram o grupo para se opor às gestões de Geraldo Brindeiro e Aristides Junqueira.

“Para ganhar essa eleição, eles fazem de tudo, inclusive compra de votos, pressão”, afirma Manoel Pastana, à Revista Press. Ele conta que, quando Roberto Gurgel era candidato à recondução, se encontrou com o então governador do Distrito Federal José Roberto Arruda. A informação vazou para a imprensa e Gurgel perdeu o apoio. Mas logo antes da eleição da ANPR, foi autorizado o pagamento da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE), verba devida a procuradores que ingressaram até 1997. “Eu entrei em 1996, então, peguei bem pouco, os que entraram antes receberam bem mais. Eu recebi R$ 60 mil. Meu amigo, não se viu mais nenhuma crítica”, disse.

O procurador diz que Dilma Rousseff não queria reconduzir Roberto Gurgel para chefia da PGR. A estratégia foi, então, arquivar um inquérito que havia sido aberto para investigar a evolução patrimonial de Antonio Palocci, ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil. “Gurgel deu uma canetada, arquivou e mandou cópia para Dilma no mesmo dia que ele promoveu o arquivamento. No outro dia, a Dilma reconduziu ele. Isso é um exemplo típico de como funcionava essa nomeação”, conta Pastana.

Revista Consultor Jurídico, 6 de janeiro de 2018, 10h55

Propaganda

Acre

Bombeiros resgatam corpo de homem que se afogou no Riozinho do Rôla, na capital

Publicado

em

O corpo de um senhor identificado apenas como “Lucimar” foi resgatado por uma equipe dos Bombeiros na tarde deste domingo (15), dentro do Riozinho do Rôla, na Estrada do Amapá, após ter sido visto sendo levado pela correnteza por testemunhas.

A informação era de que ele teria ingerido bebidas alcoólicas e estava subindo e descendo o rio quando ao entrar no remanso, não conseguiu controlar o próprio corpo e acabou sendo levado pela correnteza.

Ele foi encontrado 18 minutos depois por populares que o puxaram para a margem e aguardaram a chegada da guarnição de salvamento do segundo Batalhão dos Bombeiros para o resgate. O corpo foi deixado no Instituto Médico Legal (IML).

Continuar lendo

Acre

França domina Croácia, consagra nova geração e é bicampeã mundial da Copa

Publicado

em

Por

Assim como em 1998, a França venceu a Copa do Mundo com a força na bola parada como protagonista. Neste domingo (15), com novamente precisão cirúrgica nesse tipo de lance e um segundo tempo de autoridade, os franceses bateram a Croácia por 4 a 2, no Luzhniki Stadium, em Moscou, para se juntar ao seleto clube das seleções com dois ou mais títulos mundiais.

Mandzukic (contra) e Griezmann, na etapa inicial, fizeram para a França, que ainda contou com gols de Pogba e da sensação Mbappé em uma final cheia de bolas na rede. Perisic e o mesmo Mandzukic, agora a favor, anotaram para os vice-campeões.

Diante de 78 mil torcedores, a França de Didier Deschamps, campeão como treinador e jogador, conquistou o título para referendar a quantidade enorme de bons jogadores que revelou para o mundo após uma década que começou turbulenta com Raymond Domenech e que teve a frustração de perder uma Eurocopa em casa há dois anos.

Continuar lendo

Acre

Câmara de Rio Branco entra em recesso após debates intensos e polêmicos

Publicado

em

Em um contexto de polêmica sobre o aumento da passagem de ônibus de Rio Branco e debates intensos sobre temas como a regulamentação dos aplicativos de transportes de passageiros, lei aprovada na última quinta-feira, a Câmara de Rio Branco entrou no chamado recesso do meio do ano.

A atual legislatura completa um ano e meio. E apesar do desgaste que enfrenta a classe política nos quatro cantos do país, os vereadores de Rio Branco conseguem arrancar elogios de parte da opinião pública e da imprensa. Isso se deve muito a atuação de uma oposição barulhenta que incomoda e a condução dos debates pela presidência da Casa.

Dos 17 vereadores, seis, pelo menos em tese, são de oposição, mas só quatro atuam na política anti-Socorro Neri: Roberto Duarte (MDB), Emerson Jarude (sem partido), Lene Petecão (PSD) e N. Lima (PSL).

No bloco dos parlamentares de situação, as defesas comumente são feitas naturalmente pelo líder da prefeita, o comunista Eduardo Farias, e o líder do PT, Rodrigo Forneck.

“Estamos tendo uma legislatura muito produtiva, são dezessete vereadores que estão atentos nas ruas atendendo a nossa população, pois esse é nosso maior compromisso, com o povo. Tivemos grande temas que foram debatidos nas audiências, dentre eles a prestação de contas da saúde, código de obras, combate a violência contra a mulher, prevenção ao suicídio, combate a discriminação racial, discussão da lei orçamentária do município, foram alguns temas que estivemos debatendo”, avalia o presidente da Câmara, Manuel Marcos (PRB).

As audiências públicas e parceria com instituições do Estado e prefeitura, principalmente, são outros dois destaques da atual legislatura, lembra Manuel Marcos.

Neste ano, seguindo a tendência da informatização, a Casa passou a disponibilizar em seu site institucional a leis aprovadas nos últimos 16 anos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.