Conecte-se agora

O primeiro teste do ano do Tião Viana

Publicado

em

No último embate de 2017, na Assembléia Legislativa, a base do governo quase em peso – só escapou o deputado Daniel Zen (PT) – peitou e votou contra a orientação do governador Tião Viana (foto), de derrubar um Projeto que, supostamente, resolveria a questão dos servidores do PRÓ-SAÚDE. Tião foi o único governador petista a ser derrotado pela própria base de apoio, nestas duas décadas no poder. Logo após a derrota, não sancionou a matéria aprovada, sob o argumento jurídico de inconstitucionalidade: o projeto teria que ser apresentado pelo Executivo. Em seguida opôs um veto e enviou para a mesa diretora da ALEAC. O Projeto de Lei está agora sob o estudo da assessoria jurídica do Legislativo e o veto será apreciado em fevereiro, quando do retorno dos deputados do recesso. É o primeiro teste de fogo para o Tião Viana saber realmente com quem conta na ALEAC. Se o seu veto for derrubado, o seu governo mostrará fragilidade política num momento em que precisaria da sua base, neste período de transição. Politicamente, a derrota, mostraria que perdeu a confiança dos próprios apoiadores.

“OPERAÇÃO PEGA NO LAÇO”
O PT começou a “Operação Pega no Laço”, para compor a sua chapa de deputado estadual. A arraia miúda será tarrafeada pelo dirigente do PT, Cesário Braga. E os peixes mais graúdos, pelo arrastão do candidato ao governo, prefeito Marcus Alexandre. O primeiro peixe malhado foi a secretária municipal da Juventude, Temylis Silva, que será candidata para completar a chapa. Para atrair candidatos; eles usam uma isca falsa, a de que, o PT elegerá oito nomes para a ALEAC. No popular: é vender terreno na lua.

PIADA DE PORTUGUÊS
Não passa de uma falácia a estratégia dos dirigentes petistas que elegerão oito deputados estaduais. Não elegeram quando o governo estava mais forte e a oposição não tinha um candidato tão forte como o atual, vão eleger agora? Contem outra piada de português!

RUMO ÁS ÔROPAS
O governador Tião Viana embarca hoje à noite para as ÔROPAS, acompanhado do deputado federal César Messias (PSB). Retorno previsto para o dia 20.

ORÇAMENTO TRANCADO
A viagem do governador Tião Viana significa que o orçamento para 2018 somente será aberto após a sua volta, o que deixará todos os pagamentos pendentes até o seu retorno ao Acre.

POUCO SE LIXANDO
O presidente do PDT, Luiz Tchê, se mostra despreocupado em a sigla ser desconvidado de ser membro da chapinha de Federal formada pelo PMB-PSDC-PHS-PSOL-PRP-PV-PROS. “O PDT terá chapa própria para Federal e estadual, já tinha participado para eles”, enfatizou Tchê.

PHS DANÇA NA MAIONESE
O único vereador do PHS, Raimundo Neném, vai apoiar a reeleição do deputado Manoel Moraes (PSB). A confirmação me foi feita ontem pelo próprio Moraes, que aproveitou para dizer que, o PSB sairá de chapa própria para a disputa de vagas na Assembléia Legislativa.

O MESMO QUE NÃO TER VEREADOR
Na verdade, o presidente do PHS, Manoel Roque, amarrou mal a sua chapa de candidatos a vereador. Errou em coligar com o PODEMOS, a quem serviu de escada para eleger o vereador Railson (PODEMOS). Com a decisão do vereador Neném (PHS) de apoiar um candidato do PSB, mostrou a faceta real que, o PHS tem um vereador, na Capital, só no nome. É como não ter.

NESTE PONTO É CRAQUE
Você pode criticar o PT nas mais variadas facetas. E que são muitas! Mas não questão partidária é um craque, quem se elege pelo PT, raramente, deixa de ser fiel ao partido.

LEI DO MURICY
Um aliado do senador Sérgio Petecão (PSD) fez ontem o comentário, sobre a tese de se colar as candidaturas ao Senado do PSD e PMDB. “Interessante, Crica, a gente aqui, o na campanha de dia e de noite; o Bittar de férias, e nós temos de pedir votos para ele”? Observou.

NÃO ESTÁ ERRADO
O grupo do senador Sérgio Petecão (PSD) que defende a idéia de tocar a campanha em frente sem esperar por parcerias, não está errado. Essa história de colar candidaturas ao Senado, só não derrotou o senador Jorge Viana (PT), quando fez esta brincadeira com o candidato Edvaldo Magalhães (PCdoB), porque tinha uma estrutura forte, mas perdeu muitos votos na ocasião.

ESFORÇO REDOBRADO
O prefeito Marcus Alexandre terá de arrumar uma maneira de dobrar as equipes da EMURB, ou não conseguirá nestes dois meses que lhe restam à frente da prefeitura, passar o cargo para a vice-prefeita Socorro Nery, com a cidade sem buracos. Até aqui está perdendo esta guerra para a buraqueira.

INVERNO NÃO APERTOU
E a lembrar que o inverno vai começar a apertar este mês e o próximo, o que dificulta as operações tapa-buracos. E ainda o Marcus tem que torcer para não acontecer alagação.

AO TED O QUE É DO TED
Os méritos da tradicional queima de fogos na Base devem ser creditados ao Ted Fogueteiro, sem ele não haveria a festa, porque é quem toma a frente. O Governo e PMRB entraram com o mínimo de estrutura. Por isso não podem posar na mídia como se fossem donos da festa.

FOGO NADA AMIGO
Há toda uma campanha de bastidor tentando torpedear o nome do médico Eduardo Veloso (PSDB) para não ser o vice na chapa do candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP). Derrubar o Veloso hoje será o mesmo que peitar o PSDB, a quem coube indicar o vice.

NÃO HÁ COMO COMPOR
Conversei ontem com importante aliado do prefeito de Senador Guiomard, André Maia, e este me adiantou que é cada dia mais provável o apoio de André ao candidato Marcus Alexandre (PT). “Depois de tudo que o PP fez na campanha e vem fazendo contra ele”, não há retorno.

PODE SER ISSO
Não sei o que move o deputado Jesus Sérgio (PT) a disputar uma vaga de deputado federal. Com grande chance de se reeleger, o mesmo não se pode dizer da sua candidatura a Federal. Na política ninguém morre de véspera, mas o Jesus da Aleac, diferente do outro, não faz milagres. Quem sabe tem algum trunfo financeiro guardado que se desconhece! Quem sabe!

ABRAÇO DOS AFOGADOS
“Quem vai querer se coligar com o PODEMOS e o PRB para deputado estadual, se juntos têm quatro deputados? Só algum partido comandado por um louco varrido!” Comentário feito ontem por um dirigente de um partido nanico, num rápido papo no térreo da ALEAC.

QUASE COLANDO
A pesquisa do Instituto PARANÁ, um dos grandes do Brasil, mostrou o candidato Jair Bolsonaro (PATRIOTA) se aproximando mais do Lula (PT). O Lula apareceu com 29% e o Bolsonaro com 21%. E com o Lula não sendo candidato, Jair Bolsonaro lidera a corrida presidencial.

FORA DO BARCO
O PSD rejeitou uma coligação com o PMDB para deputado estadual. No que está certo! Só se o senador Sérgio Petecão (PSD) tivesse um surto psicótico! Acabaria com a sua chapa para a Aleac e serviria só de escada para o PMDB, que tem nomes fortes como Eliane Sinhasique, Roberto Duarte, Antonia Sales e Meiri Serafim. Coligar com o PMDB é servir de boi de piranha.

ABRAÇO DOS AFOGADOS
Cessem esta paranóia de que se pode fazer uma campanha para o Senado com um candidato pedindo voto para o outro. Isso é romântico, é delirante, uma verdadeira utopia. Seria o chamado abraço dos afogados. Com sete candidatos ao Senado o jogo será bruto.

DEFINIR RÁPIDO
Para evitar intrigas, o disse e me disse, o candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP), tem que definir logo quem é o seu vice, ficar com este abacaxi no colo mais tempo só gera desgaste e debates que não acrescentam nada ao processo da sua candidatura.

MÃOS AO ALTO!
Já chego num Posto de Gasolina com a sensação que estou sendo assaltado. Já foi anunciado o primeiro aumento do preço do combustível mal o ano de 2018 se iniciou. Mãos ao alto, senhores motoristas!

UM CASO CLÁSSICO
O deputado que se limita a apenas em ocupar a tribuna e não complementa seu mandato com ações fora, corre o sério risco de não se reeleger. Estar todo dia no debate é importante para não ser do bloco dos mudinhos, mas tem que ter ações sociais relevantes, como o deputado Heitor Junior (PDT), com os portadores de hepatites, aos quais, o seu apoio é sempre presente.

TODO NOS TRINQUES!
Um bom observador da política comentava ontem que, o candidato a deputado federal pelo PSDB, Marivaldo Melo, tem que se popularizar. Chega nas reuniões com sapato cromo alemão, camisas e calças de grife italiana, todo nos trinques! “O eleitor, de sandália, tem até medo se aproximar dele”, comentou quem viu a cena.

NÃO GUARDEM ILUSÕES!
Os novos candidatos não guardem ilusões que, por causa das ações da Lava-Jato, a eleição deste ano para deputados federais e deputados estaduais, estes dois, principalmente, serão limpas e sem compra de votos. Vai funcionar exatamente como funcionou na campanha passada, com a compra de cabos-eleitorais e as famosas listas de eleitores colocando os seus votos à venda. Se eleger sem dinheiro, sem estrutura, apenas na conversa, é uma mera peça ficcional, especialmente, no Acre. A justiça eleitoral não tem como combater de forma eficaz que isso volte a ocorrer, primeiro porque, falta-lhe a estrutura, e segundo: porque a compra de votos acontece entre quatro paredes e nos bastidores. Será esta mais uma eleição do voto vendido e do voto comprado. Ponto final e não me venham com ilusões românticas bestas.

Propaganda

Blog do Crica

A verba da mídia e PM

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Rocha: “O governo vai passar por uma severa auditoria”

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Aberta a temporada de caça às bruxas no PT

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.