Conecte-se agora

Cansado de apanhar da mulher, homem assalta loja e se entrega à polícia

Publicado

em

Um homem identificado como Romão tomou uma atitude inusitada: decidiu assaltar uma loja com o propósito de ser preso para livrar-se da esposa que o torturava todos os dias, com surras homéricas.

O crime aconteceu na véspera de Natal (24). A Polícia Militar informou que o homem foi categórico ao afirmar que roubou para ser preso e ficar longe de sua esposa.

Romão estava armado e, ameaçando atirar, dominou o caixa da loja e exigiu dinheiro, tendo recebido a quantia de R$ 70. Após pegar o dinheiro, ele se sentou na porta da loja e chamou o guarda, dizendo que ele era a pessoa por quem a polícia iria procurar.

Mostrando-se muito tranquilo, Romão foi detido e, ao chegar à delegacia, disse às autoridades que seu desejo era ser preso para fugir do convívio com a esposa.

Antes de cometer o assalto, Romão deixou um bilhete para sua mulher, com a seguinte redação: “Não tô aguentando apanhar todo dia de tu. É melhor tá na cadeia do que em casa contigo”.

Romão relatou à polícia que vinha apanhando da esposa e, por isso, tomou essa decisão.

Fonte: O Imparcial

Propaganda

Acre

Bolsonaro cresce nas intenções de voto de antipetistas, revela Ibope

Publicado

em

A mais recente pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, divulgada nesta segunda, 24, revelou que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) parou de crescer – se estabilizou com 28% das intenções de voto. Mas há um segmento específico do eleitorado no qual ele continua avançando: o dos antipetistas. Entre os brasileiros que não votariam no PT de jeito nenhum – grupo formado por três em cada 10 eleitores –, Bolsonaro cresceu 18 pontos porcentuais desde que foi alvo de uma facada, em 6 de setembro, quando fazia campanha em Juiz de Fora.

O candidato do PSL tem agora 59% das intenções de voto entre os antipetistas – a taxa era de 41% no dia 5 (véspera do atentado) e de 53% no dia 11. Nesse período, ao mesmo tempo em que Bolsonaro subia 18 pontos, a soma das taxas dos adversários caía 11 pontos. Ou seja, os antipetistas cerraram fileiras em torno do candidato do PSL.

Com isso, o PSDB, que por mais de 25 anos polarizou a política nacional com o PT, perdeu na atual campanha o papel de protagonista no eleitorado avesso ao partido de Luiz Inácio Lula da Silva. Entre os antipetistas, o tucano Geraldo Alckmin tem apenas 10% dos votos, o equivalente a um sexto da taxa de Bolsonaro.

Para medir o eleitorado antipetista e averiguar sua composição social, o Ibope perguntou aos eleitores: “Em qual desses partidos políticos o(a) senhor(a) não votaria de jeito nenhum?” Com 30%, o PT ficou em primeiro lugar no quesito rejeição, com larga margem sobre o segundo colocado, o PSDB (8%).

Os dados da mais recente pesquisa Ibope foram coletados entre os dias 22 e 23 de setembro. Foram entrevistadas 2.506 pessoas em 178 municípios. A margem de erro estimada é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que há 95% de chance de os resultados refletirem o atual momento eleitoral. A pesquisa foi contratada pelo Estado e pela TV Globo. O registro no Tribunal Superior Eleitoral foi feito sob o protocolo BR‐06630/2018.

Continuar lendo

Acre

Marina Silva diz que relacioná-la ao PT ‘não faz nenhum sentido’

Publicado

em

A candidata da Rede ao Palácio do Planalto nas eleições 2018, Marina Silva, reforçou na manhã desta terça-feira, 25, que tem um histórico de atuação independente e que, por isso, não fazem sentido as afirmações de que ela seguiria a linha de governo do PT caso seja eleita. “A sociedade precisa ter uma visão correta do que é a relação das pessoas com a política. As pessoas mudam”, declarou, em resposta a usuários do Twitter.

“Fui do Partido dos Trabalhadores, ajudei a fundar o PT, mas saí em 2009 exatamente por discordar dos rumos que o partido estava tomando”, explicou. “Tenho posicionamento independente na defesa do desenvolvimento sustentável, do combate à corrupção, da Justiça social”, completou a candidata da Rede.

A ex-ministra do Meio Ambiente criticou a banalização da corrupção no ambiente político. “Hoje, se banalizou o rouba mas faz e ,infelizmente, o PT fez a mesma coisa. Na sociedade, está generalizado ‘o rouba mas é de esquerda, rouba mas é de direita, rouba mas faz reformas’. Nosso compromisso é fazer com competência e sem roubar”, disse Marina.

Questionada sobre políticas de proteção à mulher, a candidata explicou que tem como compromisso imediato o combate à violência e medidas para aumentar a independência da mulher, com creche em tempo integral para os filhos e garantia de equiparação salarial.

Continuar lendo

Destaque 2

“A oposição vai continuar envenenada. Ela tem o veneno na língua”, diz Sebastião ao responder sobre falta de fardamento da PM

Publicado

em

Pressionado pela opinião pública, o governador Sebastião Viana entregou nesta terça-feira, 25, mais de 800 novos uniformes para a Polícia Militar, 200 coletes balísticos, além de equipamentos eletrônicos. A solenidade aconteceu na frente do quartel da PM.

A falta de fardamento na Polícia Militar é uma das pautas dos críticos do governo de Sebastião Viana. Ao ser perguntado sobre o que acha da acidez da oposição, Viana respondeu: “A oposição vai continuar envenenada. Ela tem o veneno na língua e ela vai continuar fazendo o papel dela. E nós procurando a paz e o trabalho”.

Por outro lado, Viana afirmou que “nenhum governo no Brasil investiu proporcionalmente o que nós investimos nas polícias do Acre. Uma folha de pessoal que saiu de R$ 165 milhões, quando eu assumo, para R$ 507 milhões esse ano. Todos os itens foram fortalecidos: contratação de pessoal, plano de cargo e carreira, a logística das ações e o fardamento das polícias é a última etapa”.

Foram entregues ainda: notebooks; computadores; HD externo; nobreak’s; impressoras; câmeras entre outros equipamentos para o Instituto Socioeducativo (ISE) e também às equipes do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) da Polícia Militar.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.