Conecte-se agora
Fechar

Deputado tucano Major Rocha dispara: corte em salários dos servidores é manobra para fazer caixa em 2018

Publicado

em

O novo cálculo para o pagamento da sexta parte dos servidores dos três poderes do Acre continua dando o que falar: desse vez o deputado federal Major Rocha (PSDB) aparece em um vídeo amador dizendo que o intuito de reajustar o calculo é apenas uma manobra do governador Sebastião Viana para fazer caixa em 2018.

Além de criticar a postura do Palácio Rio Branco, o deputado federal faz uma séria de críticas ao Tribunal de Justiça e ao Ministério Público do Acre que, segundo Rocha, tem sido omisso em debater, por exemplo, o pagamento da pensão a ex-governadores, tema que já foi inclusive deliberado pelos deputados estaduais.

“Não bastasse a crise que vivemos em todos os setores da administração pública, agora o governador Tião Viana dá um presente de grego para os policiais militares, bombeiros militares, e para os trabalhadores da saúde. Estou falando da gratificação da sexta parte, que tem previsão constitucional”, diz o político.

Segundo Rocha, o governo acreano está se baseando em uma decisão judicial que é ilegal e vai contra a constituição estadual. “O governo usa um argumento falacioso de que há uma deliberação do Tribunal de Justiça. E pior: uma deliberação que desrespeita a constituição estadual. Lamentavelmente, não sei por quais motivos, mas imagino quais”, completa.

Na opinião do deputado, esse é um jeito de governar já bastante conhecido pelos acreanos: “O governo utiliza esse modus operandi já há muito tempo: aproveita o recesso do judiciário para solapar os direitos dos trabalhadores. O governador só quer fazer caixa. Aí o governador que, ao invés de cortar gastos e demitir os cabos eleitorais pagos com nosso dinheiro, quer retirar dinheiro dos trabalhadores”, finaliza.

Cidades

Vídeo mostra funcionários da Uninorte dançando “Que Tiro Foi Esse”

Publicado

em

Um vídeo que circula na internet mostra trabalhadores da Uninorte, apelidados de “azulzinhos”, fazendo a coreografia da música “Que Tiro Foi Esse”, da funkeira carioca Jojo Toddynho, uma das mais ouvidas atualmente. O vídeo é bastante criativo e divertido, e recebe elogios nas redes sociais.

Em sua página oficial, a Uninorte brinca: “Nossos “azulzinhos” entraram no clima da brincadeira e prepararam esse vídeo Top!”.

“Que Tiro Foi Esse” se espalha na rede e deve ser o hit do Carnaval 2018.

Continuar lendo

Cidades

Detran do Acre anuncia que emissão de Carteira Nacional de Habilitação eletrônica já está valendo

Publicado

em

O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) é o quinto do Brasil a emitir a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica. Desde o dia 15 deste mês, o serviço opcional e gratuito já pode ser utilizado no Acre. O anúncio foi feito pelo diretor do Detran, Pedro Longo.

Longo destaca que o sistema possibilitará mais segurança e comodidade, pois com a CNH digital o condutor não precisará está munido do documento impresso, já que o sistema eletrônico armazena os dados em QR Code. Deste modo, agentes de fiscalização poderão fazer a leitura dos dados com um smartphone ou tablets.

“CNH é uma forma não física de apresentar o mesmo documento, que a Carteira Nacional de Habilitação. Basta se habilitar aqui no Detran, cadastrar um e-mail no telefone celular e baixar a sua CNH digital”

A CNH-e ou CNH Digital tem o mesmo valor jurídico da versão impressa e pode ser acessada a partir de um aplicativo desenvolvido pelo SERPRO, empresa de tecnologia da informação do governo federal, para Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Continuar lendo

Cidades

Coronel Ulysses Araújo aceita convite para ser candidato ao governo do Estado do Acre pelo Democratas

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas

Publicado

em

A candidatura de terceira via defendida por Tião Bocalom está mais viva do que nunca. Após uma reunião com a cúpula do Democratas, Coronel Ulysses Araújo aceitou o convite e será candidato pelo DEM. O militar afirma que sua decisão de disputar a cadeira do executivo estadual não depende de negociações.

“Com muita honra, eu aceitei o convite do Bocalom para ser o candidato do DEM. Esta decisão não é negociável. Não posso sair desmoralizado depois de conversar com as pessoas e colocar que podemos fazer um trabalho que poderá mudar a realidade do nosso sofrido Estado em vários setores”, destaca o militar.

Mesmo com o apoio do PMDB para o DEM indicar o vice de Gladson Cameli (PP), Bocalom manteve a proposta de filiação de Ulysses Araújo. “Conversamos sobre nossas possibilidade e chegamos à conclusão que temos plena condições de disputar e vencer as eleições pelo governo do Acre”, diz Ulysses.

Araújo destaca que o DEM poderá oferecer melhor estrutura, tempo de TV e quadros qualificados para fazer uma campanha equilibrada com os demais grupos pretendem conquistar o comando da administração estadual que está nas mãos do PT e da Frente Popular há mais de 20 anos.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.