Conecte-se agora

“Encaro as eleições de 2018 como a chance do Acre experimentar um novo momento com novas ideias”, diz Gladson

Publicado

em

Em entrevista exclusiva ao ac24horaso senador Gladson Cameli (Progressistas) avalia que o ano de 2017 foi positivo para o estado do Acre e grandes objetivos de seu mandato foram alcançados. Ele dá destaque especial à restauração da BR 364, bandeira que o parlamentar abraçou quando ninguém queria ser o “pai da obra” inacabada, que ameaçava isolar mais de 250 mil pessoas em três regionais do estado.

Outro indicador apontado como avanço, é o da recuperação econômica do Brasil com a diminuição do desemprego. Para o senador, estão criadas as condições para uma retomada do crescimento em 2018. Visto como liberador de emendas para todos os municípios do Acre, o engenheiro revelou o segredo para conseguir recursos em Brasília.

Inocentado na investigação do Ministério Público Federal na Operação Lava Jato, pré-candidato ao governo por um conjunto de partidos de oposição, Cameli mudou o discurso com relação à postura adotada pelo Democratas de Tião Bocalom e ao pedir respeito a uma nova via política, chamou para si a responsabilidade da liderança do processo.

“Essa eleição não será pela política. Será pelas pessoas”, garante o parlamentar.

Veja na íntegra a entrevista concedida pelo senador Gladson Cameli ao site ac24horas.

Ac24horas – O senhor assumiu o desafio de restaurar a BR 364 quando ninguém queria apadrinhar a recuperação da rodovia. O senador chegou a ter medo de assumir uma bandeira tão complexa como essa?
Gladson Cameli – Eu gosto de desafios. Confesso que quando o governo federal começou a contingenciar recursos por conta da crise instalada nesse país, eu cheguei a pensar que os objetivos do DNIT não seriam alcançados. Foi preciso fincar o pé na porta do Ministério dos Transportes e graças a Deus conseguimos sensibilizar o ministro Maurício Quintela e a direção nacional do DNIT da necessidade de não cortar recursos para a obra. Deu certo, com a conquista da Superintendência no Acre eu me tranquilizei, era a certeza de que os recursos estavam em boas mãos e que seriam aplicados corretamente. O resultado do meu empenho, da união da bancada federal e da transparência na gestão do Thiago Caetano está aí, a BR aberta e com mais de 150 km restaurados.

ac24horas – Essa é a maior conquista nessa área de infraestrutura para o Acre ou existiram outros avanços?
Gladson Cameli – Nós temos um conjunto de obras importantes para o desenvolvimento do estado, a BR 364 tem uma importância muito grande para a ligação do Juruá com o restante do Brasil, o escoamento da produção, a garantia de abastecimento, mas tem um outro corredor fundamental que é a BR 317. Já tem recursos orçados em R$ 63 milhões para a recuperação total dela, desde a divisa do Amazonas até Assis Brasil. Temos o cronograma da ponte sobre o Rio Madeira, mais R$ 140 milhões de investimentos, sem atraso e a expectativa de inaugurar essa obra em 2018. Essa ponte com a conclusão do Anel Viário entre Epitaciolândia e Brasileia fecha as grandes obras necessárias para ligação com o Pacífico. O projeto de reconstrução da BR 364 garante obras para os próximos quatro anos.

ac24horas – O que representou a liberação de exportação da carne suína para a Bolívia?
Gladson Cameli – Ouvir um empresário falar em triplicar a geração de emprego e renda em um momento que o estado vive um caos na segurança pública é muito gratificante. O ministro Blairo Maggi demonstrou para o Acre que com vontade política é possível fazer. O que não resolveram durante décadas, levamos seis meses para colocar nas mãos do Paulo Santoyo, sócio proprietário da Dom Porquito. E vamos avançar rumo ao mercado andino. O Acre precisa produzir, fortalecer o agronegócio. Vejo isso como grande alternativa econômica. Como senador, estou trabalhando para melhorar a vida das pessoas do meu estado e do meu país. Foi isso que me honrou com a escolha do meu trabalho como merecedor do título de melhor senador do Acre.

ac24horas – O senhor é pré-candidato ao governo. Como vai conciliar a atividade parlamentar com as eleições em 2018, caso o seu nome seja referendado pelos partidos de oposição? Já lhe criticaram até pelo o senhor cumprir mais agenda no Acre do que no Senado Federal.
Gladson Cameli – Na semana que me criticaram eu voltava de Brasília com a garantia de 25 ambulâncias, uma para cada município do meu estado. O cidadão hoje está mais preocupado em manter ou conseguir seu emprego do que com política. Está mais amedrontado com essa crise de segurança do que preocupado com campanha. Então, nossa obrigação, como senador é agora buscar soluções e investimentos que ajudem ao Acre suportar essa terrível crise.

ac24horas – Mas as eleições foram antecipadas, o senhor acredita que tem como fugir desse debate?
Gladson Cameli – Eu estou encarando esse momento como uma chance do Acre experimentar um novo momento, com novas ideias para a saúde, para a educação, para discutirmos como o cidadão vai poder sair e chegar em casa com segurança, poder voltar a pensar num futuro melhor. Sou um senador que anda, que conversa com todos os prefeitos independente de cores partidárias, desde Marechal Thaumaturgo até Assis Brasil. Esse debate eu venho tendo diariamente com a população.

ac24horas – O senhor pediu respeito à decisão do Tião Bocalom de marchar com o Democratas com a pré-candidatura do Cel. Ulisses, isso significa o fim das tratativas com o Democratas?
Gladson Cameli – Representa um ponto final nas picuinhas, nos debates pequenos. O Acre é muito maior do que os ataques criados a partir das decisões de grupos políticos. O adversário do Bocalom é o mesmo meu, ou seja, o PT. Nosso objetivo também é comum, de tirar esse grupo que endividou o estado, que persegue o produtor rural, desde o grande até o pequeno, impedido o progresso com um discurso vazio de florestania. Mas voltando à sua pergunta, não é o fim do diálogo, creio que vamos continuar fazendo uma conversa ampla, mas pensando no Acre e nas pessoas.

ac24horas – Com a decisão do DEM, o PSDB é o partido credenciado para indicar a vaga de vice na sua chapa?
Gladson Cameli – Eu tenho dito que o PSDB tem dado gestos positivos. Essa questão é como um casamento, precisa de confiabilidade e fidelidade. Eles apresentaram o nome do médico Eduardo Veloso, estão tratando isso com muita responsabilidade com os demais partidos. A busca não é apenas de um nome para ser vice, mas um perfil que possa confirmar a união das nossas ideias, trazer novas visões e somar ainda mais competência ao nosso grupo.

ac24horas – Como o senhor avalia as últimas denúncias com relação ao seu mais forte adversário político, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre?
Gladson Cameli – Acho que cabe a ele responder melhor essa pergunta. Fui eleito o senador com o melhor trabalho em prol do meu estado e sou ficha limpa. Isso é o que realmente importa.

Ac24horas – Qual suas considerações finais e a expectativa para 2018?
Gladson Cameli – O país caminha com expectativas de crescimento. Participei de um encontro mundial onde um estudo aponta a projeção maior do PIB brasileiro para 2018. Estou com muita esperança e vontade de continuar trabalhando. Quero agradecer a toda população do meu estado pelo forte sentimento que a gente recebe nas ruas. Agradecer minha esposa, Ana Paula, meu filho Guilherme por tudo de bom que Deus tem proporcionado em nossas vidas e desejar um feliz natal e um próspero ano novo para todas as famílias do meu estado.

Propaganda

Acre 01

Gladson reúne multidão em ato político pelas ruas de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Uma multidão de apoiadores caminhou com Gladson Cameli (Progressistas), Major Rocha (PSDB) e os candidatos ao Senado, Petecão e Márcio Bittar, nas principais ruas e avenidas de Cruzeiro do Sul neste sábado, 22. O ato político começou na avenida Mâncio Lima e se encerrou no centro da cidade.

Gladson ouviu moradores, comerciantes e taxistas e falou de seu plano de governo para o Acre destacando que seu projeto de gestão contempla as peculiaridades de cada região.

“Não podemos nos conformar com as condições em que o Acre se encontra. Todos nós somos prejudicados com o atual modelo econômico que o PT instalou no nosso estado, quebrando as empresas, perseguindo os servidores públicos e impondo medo a todos que se contrapõem ao seu projeto perpétuo de poder”, disse Cameli.

Cameli e aliados continuam a agenda política da oposição neste final de semana nos municípios de Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Porto Walter, na região do Juruá.

Continuar lendo

Acre

Justiça determina e Facebook retira conteúdo ofensivo contra Ney

Publicado

em

O Facebook Serviços Online do Brasil, por meio dos operadores da empresa americana, excluiu um vídeo que maculava a imagem do deputado Ney Amorim na página do ‘Movimento Brasil Livre – Acre’. A decisão é do desembargador Samoel Evangelista, do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre, o TRE/AC, emitida na última terça-feira, 18.

A assessoria jurídica de Ney Amorim entrou com um pedido de liminar para determinar que a empresa retirasse postagem ofensiva contra o candidato ao Senado da República, fazendo ligações mentirosas de seu nome com supostos esquemas de corrupção na Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

Em sua decisão, o desembargador Samoel Evangelista afirma que “trata-se de conteúdo ofensivo ao requerente, sendo bastante razoável inferir que a insinuação ali contida, agrida, ainda que subliminarmente, o candidato nela mencionado”.

Evangelista entende que “os limites da garantia da livre manifestação de pensamento estão contidos na Constituição Federal, que dentre outros veda o anonimato (artigo 5º, IV), protege a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurando o direito de indenização pelo dano material e moral decorrente de sua violação (artigo 5º, X) e garante o direito de resposta proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral e à imagem (artigo 5º, V)”.

Se o Facebook tivesse descumprindo a decisão de Samoel Evangelista, a pena de multa diária determinada pelo TRE/AC era de R$ 1 mil por dia.

Continuar lendo

Acre 01

Marcus Viana participa da Caminhada que reuniu milhares de militantes em Rio Branco

Publicado

em

O Centro de Rio Branco ficou movimentado na manhã deste sábado, dia 22, durante a Caminhada das Flores, um ato de campanha do candidato ao governo Marcus Viana (PT). O evento cortou o rio Acre, pegando o 2º Distrito e retornando para o 1º Distrito.

A caminhada foi realizada pelas líderes mulheres da Frente Popular do Acre (FPA), coligação encabeçada pelo Partido dos Trabalhadores. O candidato Marcus Viana comentou o ato político que deixou por vários minutos a Av. Getúlio Vargas bloqueada, segurando o trânsito.

“Essa foi a caminhada mais linda e mais animada da história da Frente Popular. Muito obrigado a todas as mulheres que deram um colorido especial à nossa campanha. Nós fizemos a caminhada das flores porque a nossa campanha é alegre, respeitosa, é do carinho e do amor”, enalteceu Marcus Alexandre.

As mulheres da FPA entregaram, no mês de julho, uma carta de propostas a um provável governo de Viana. Isso ocorreu após vários encontros realizados em todos os 22 municípios do estado. Além de Marcus, o candidato ao Senador, Jorge Viana, também participou do encontro. Ney Amorim, também candidato ao Senado, não compareceu ao evento.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.