Conecte-se agora
Fechar

Padrinho não reclama do afilhado

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Se existe alguém que, não pode reclamar da administração do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), este é o seu padrinho e tutor, da sua candidatura á campanha eleitoral, bancando tudo financeiramente, o ex-prefeito Vagner Sales (PMDB)- foto-. Ele é tão responsável quanto o Ilderlei, pelos desacertos do momento e, os que ainda vierem ocorrer na atual gestão. Não adianta agora querer encarnar a figura de Pilatos e lavar as mãos. O Vagner foi aconselhado por vários amigos a escolher outro nome para disputar a sua sucessão. Mas, no seu estilo turrão, de não ouvir ninguém, ele insistiu em dar o batismo e a crisma ao seu afilhado. Agora o leite é derramado e não adianta tentar recolocar no copo. Aplica-se ao presente caso a velha máxima popular de que o padrinho e tutor é o responsável pelas travessuras que o afilhado vier a cometer. Vai ter que assistir tudo de camarote sem um pio.

A PALAVRA É O VENENO DA ALMA
Esta máxima romana é perfeita. A palavra mal usada pode fazer ruir reputações. Por isso é que se diz que, ou se deve ficar calado ou dizer coisas que valham mais que o silêncio. O candidato ao Senado, Márcio Bittar (PSDB), no seu ego inflamado foi infeliz ao proclamar que, o senador Gladson Cameli (PP), não é o candidato que gostaria de apoiar. Como se estivesse fazendo isso obrigado. Por mais que a frase saiu dentro de um contexto o melhor que faz é não remendar.

CABE UMA PERGUNTA
O Márcio Bittar (PMDB) acha que existe um candidato melhor que o senador Gladson Cameli (PP), no atual contexto, para disputar o governo? Não consigo vislumbrar ninguém mais forte.

BAILE PRÉ-CARNAVALESCO
A desatinada frase do candidato ao Senado, Márcio Bittar (PMDB), do Gladson Cameli não ser o candidato ideal da oposição, como não poderia deixar de ser, serviu de mote para a festa de primeiro grito de carnaval do PT, puxado pelo Crooner petista, Cesário Braga. Foi como o gol contra no futebol. O PT deitou e rolou nas redes sociais. Era tudo que queria para fechar o ano.

PREVISÕES DO PAI JOAQUIM
O Babalaô Pai Joaquim jogou ontem seus búzios, e previu:  -O presidente do PDT, Luiz Tchê, vai dar uma loba no PODEMOS e PRB, e sair de chapa própria para a ALEAC, inclusive, com ele integrando. A história de que o PDT terá chapa própria para Federal é conversa fiada. Mais na frente dirá que não conseguiu, como forma de empurrar todos para o chapão do PT. E bom os partidos nanicos que sonham com a chapinha com o PDT junto, não duvidar de Pai Joaquim.

OUTRA PREVISÃO
Na nova rodada de búzios Pai Joaquim viu um baixinho careca, de fala mansa e aprumada, tramando para implodir a chamada “chapinha dos nanicos”, e ficar só o “chapão” para deputado federal, com todos os partidos da FPA. Tudo indica que Pai Joaquim viu o Carioca.

REAVALIANDO FILIAÇÃO
Encontrei ontem o deputado Eber Machado (PSDC). Disse estar avaliando a sua entrada no PDT, por não crer que o partido conseguirá sozinho formar uma chapa para a Câmara Federal. Naquela que seguro morreu de velho, Eber já estuda alternativas que não sejam o chapão do PT, para a disputa de Federal. Na política tem sim que, se medir os passos a serem dados.

SÓ UM IDIOTA POLÍTICO
Só mesmo um idiota político para não crer que o PT vai jogar todas as suas cartas para destruir a “chapinha dos nanicos”. E por um motivo forte: a sobrevivência dos seus três deputados federais é prioridade. O PT tem uma chapa com três deputados próprios e mais os deputados César Messias (PSB) e Perpétua Almeida (PCdoB). Em não tem nomes de média densidade, para completar a legenda. Pode acabar o PT elegendo um, o PSB outro e o PCdoB o terceiro.

MATEMÁTICA QUE ASSUSTA
Eleger apenas um deputado federal é o fantasma que está assombrando a cúpula do PT.

NÃO FAÇAM AS CONTAS
Com o quadro atual é bom a oposição deixar de fazer as contas que o prefeito Marcus Alexandre (PT) não será mais candidato a governador. Não foi denunciado, portanto, não é réu, em nenhuma das ações abertas contra ele. E também por ser o melhor nome da FPA.

ALGO DE EXTRAORDINÁRIO
Para o prefeito Marcus Alexandre (PT) não ser candidato teria que acontecer um fato jurídico muito grave, como por exemplo, a sua condenação. Fora isso: esqueçam a sua substituição.

QUESTÃO SIMPLES
A questão entre o PT e os partidos tradicionais de oposição é que, os petistas não têm um nome que possa substituir com a mesma densidade de votos o prefeito Marcus Alexandre (PT), e os oposicionistas alguém do porte eleitoral do senador Gladson Cameli (PP). Ponto final

AINDA É UMA DÚVIDA
A oposição tem ainda a candidatura ao governo do Coronel PM Ulysses Araújo (PATRIOTA), mas ainda é uma grande dúvida eleitoral e não dá para uma avaliação isenta, vamos ver como estará nas pesquisas do meado de 2018. Qualquer outra análise fica no campo da ilação.

PATRULHA DA LOROTA
Um grupo de xapurienses está dando um show de humor ao fundar um time de futebol com o nome de “Caxinguba”, que é uma árvore que dá frutos apreciados pelos veados. Uma brincadeira com o folclore que Xapuri é o paraíso dos gays. Tomara que não apareçam aquelas patrulhas dos chatonildos loroteiros do politicamente correto, dizendo ser um ato de homofobia. O mundo sem o humor seria sempre cinza e taciturno.

TESE ROMÂNTICA
A tese de que os dois candidatos da aliança que apóia a candidatura do senador Gladson Cameli (PP) ao governo, Márcio Bittar (PMDB) e Sérgio Petecão (PSD), devem fazer uma campanha colada no outro pedindo votos, tem sentido prático, mas é o puro romantismo.

CONTA A SER FEITA
Mas tem uma conta a ser feita em cima desta tese: alguém acha que uma das vagas de senador, por acaso, não será do PT? Se alguém achar é por ingenuidade. E uma sendo do PT, sobraria uma vaga. Então, esta história de campanhas coladas existirá Dia de São Nunca.

LEI DO MURICY
A campanha de senador será a da Lei do Muricy, cada candidato cuidando de si. E como existem sete candidatos ao Senado e somente duas vagas, não dá para se pensar em dobradinha. Nada é mais infiel numa eleição para o Senado que o chamado segundo voto.

PURO FOLCLORE
Um exemplo como essa história de dobradinha é folclore. O senador Jorge Viana (PT) foi adotar esta prática com o candidato ao Senado Edvaldo Magalhães (PCdoB), Edvaldo afundou e prejudicou Viana, que perdeu em alguns colégios eleitorais e a sua votação não foi a esperada. Portanto, cuidado com o andor que este santo é de barro.

ERRO DE AVALIAÇÃO
Os grupos que trabalham a formação de uma chapa para deputado federal e deputado estadual, colocando o PRB de escanteio, não fiquem esperando que os dirigentes do partido fiquem imóveis sendo crucificados. Estão empurrando com o ato, o PRB para a oposição. Até mesmo, porque, politicamente, não lhe restará outro caminho. É bom não testarem.

COORDENAÇÃO DESTRAMBELHADA
A coordenação política da FPA, mostra com essas confusões, estar destrambelhada.

NOME MOLDADO
Somente um fato novo muito relevante impedirá que no próximo ano o médico Eduardo Veloso (PSDB) não venha ser oficialmente anunciado como o candidato a vice-governador na chapa ao governo do senador Gladson Cameli (PP). Sacá-lo seria trombar com o PSDB.

EXTREMAMENTE ANTIPÁTICO
Falar na instalação de novos radares na Capital é de cara uma medida extremamente antipática e, principalmente, se levarmos em conta estarmos num ano pré-eleitoral.

EXPLICAR MELHOR
O diretor do DETRAN, Pedro Longo, poderia dar uma explicação mais clara para não sair nessa história como o “homem dos radares”, já que, ele será candidato a deputado estadual.

O JOGO NÃO COMEÇOU
Tudo que você leu ou assistiu este ano sobre a disputa do governo esqueça, porque isso não passou de um treino de aquecimento. O jogo para valer vai começar depois do carnaval, que será quando as candidaturas serão colocadas nas ruas. E a partir dos candidatos a governadores estarem em plena campanha é que as pesquisas começarão a dar algum norte. Como por exemplo: se vamos para um segundo turno, se a candidatura alternativa posta, pela primeira vez decolará, ou mesmo se um dos postulantes ganhará no primeiro turno. Só algo que mexa com uma das candidaturas antecipa o real debate eleitoral de 2018. Aguardemos!.

Blog do Crica

Mérito de condução

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Para Sebastião Viana é bola ou burica

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

PMDB não combinou com os russos

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.