Conecte-se agora

“Gladson não é nem de longe o meu melhor candidato ao governo do Estado”, diz Bittar

Publicado

em

O ambiente dentro da oposição não é nem perto de um clima de harmonia e união. Em um áudio que circula nas redes sociais o pré-candidato ao Senado Federal pelo PMDB, ex-deputado Márcio Bittar diz que o senador Gladson Cameli (PP) não é nem de longe seu melhor candidato ao governo. Bittar também diz que o presidente Michel Temer se encontra todo enrolado, mas vem concertando o Brasil.

Ex-deputado diz em áudio para seus amigos se animar e que ficar ruminando os problemas da oposição não irá levar a a lugar nenhum.Bittar diz que o problema está na esquerda, que chamou de “merda”. “O Gladson não é nem de longe o candidato que eu gostaria de ter, mas é o candidato que eu tenho para derrotar o PT. E é o meu candidato. Eu vou pedir voto pra ele. Já estou pedindo voto. Já lancei o cara tem dois anos e meio. Vamos ganhar a eleição para o Senado”, destaca Márcio.

Bittar diz ainda que tem hora que fica achando que estão querendo baixar seu alto-astral, e ressalta que está feliz da vida. “A gente cresceu pra caramba. Estava sozinho há um ano e não tinha um partido político. Hoje temos cinco partidos políticos me dando apoio total e irrestrito. Nós vamos ganhar a eleição e é com o Gladson, e com essa oposição do jeito que vocês conhecem ai. Então, a gente ficar emulando isso 24 horas não ajuda, mas tudo bem é só uma observação. Estou de bom astral, estou animado como sempre, otimista, com o Acre e o Brasil”, diz pré-candidato.

O ex-parlamentar depois de criticar a capacidade de Gladson também faz elogios ao presidente Michel Temer mesmo afirmando que Temer está todo enrolado. “Esse Michel Temer todo enrolado está concertando o Brasil. À reforma trabalhista foi um marco no Brasil. Acabou com a legislação fascista dos tempos de Mussolini na Itália. Modernizou as leis trabalhistas”, afirmou Márcio.

O pré-candidato também disse que estar torcendo para passar os três itens da reforma da previdência e destaca que não tem cabimento coronéis, governadores, políticos, professores se aposentar com 50 anos de idade. Bittar diz ainda em áudio, que ninguém aguenta isso e que tem 54 anos e não tem aposentadoria nem pensão, e também não pretende parar de trabalhar.

“Não tem cabimento a esmagadora maioria dos servidores públicos brasileiros se lascando por conta de 10% ou 15% dos servidores que ganham mais de 30, 40, 50 e 80 mil. Isso é um absurdo. Temos que estabelecer limites, teto que são as três medidas que foram lá para ser votadas. Estou torcendo para serem votadas. Por que o Brasil precisa dessa reforma. O Brasil está melhorando. Este ano que vem o Brasil cresce acima de 3% acima do PIB”, ressalta Márcio.

No final do áudio Bittar acresenta que o Brasil saiu de uma recessão considerada a maior da história e que se encontra animado com os amigos e partidos. “O resto  a gente vai torando, ainda mais agora que vai chegando o natal”.

Propaganda

Acre

Minoru Kinpara apresenta propostas na comunidade São Paulino

Publicado

em

O candidato ao Senado (Rede), Minoru Kinpara, visitou no domingo, 23, as comunidades São Paulino, o ramal do Barata e a Gleba São Jorge, localizada no ramal do vinte, quilômetro 7, sentido Sena Madureira/Manoel Urbano. No encontro, Kinpara conversou com pequenos produtores rurais e povos indígenas da região. O candidato ao Senado ratificou a necessidade de investimentos para a comunidade, como a melhoria da infraestrutura de escoamento da produção, com redução dos custos e aumento da renda dos produtores rurais.

Segundo dados do Censo Agropecuário, a agricultura familiar corresponde a 70% dos alimentos consumidos no Brasil e constitui a base econômica de 90% dos municípios brasileiros com até 20 mil habitantes, respondendo por 35% Produto Interno Bruto (PIB).

“Sem investimento em infraestrutura, abertura de ramais, é impossível gerar renda e fortalecer a cadeia produtiva. Compreendo a importância dos pequenos produtores rurais para o fortalecimento da economia”, ressaltou Kinpara na Gleba São Jorge.

Para Kinpara é necessário um olhar atento às políticas públicas voltadas à agricultura familiar, porque o segmento produz 87% da mandioca, 70% do feijão, 46% do milho, 38% do café, 34% do arroz e 21% do trigo do Brasil. Na pecuária, é responsável por 60% da produção de leite, além de 59% do rebanho suíno, 50% das aves e 30% dos bovinos do país.

Continuar lendo

Acre

Candidatos ao governo cumprem agenda no interior e na Capital

Publicado

em

A candidata Janaína Furtado (Rede) cumpre agenda nesta segunda-feira, dia 24, pelas comunidades localizadas na BR-364. Durante o dia, a política vai visitar as comunidades do Acurauá, Gregório e Liberdade. À noite, ela mantém agenda em Cruzeiro do Sul, com os apoiadores de campanha.

Já o candidato David Hall (Avante) vai fazer panfletagem no Centro de Rio Branco, a partir das 9 horas. Pela tarde, a partir das 15 horas, o candidato a governador do Acre repetem o ato político. No período noturno, Hall não terá agenda pública de campanha.

Ulysses Araújo (PSL) fica parte da segunda em Cruzeiro do Sul, onde conversa com a equipe de campanha na região e dá entrevista à TV Juruá. De lá, segue para Tarauacá, onde visita bairros e líderes comunitários aliados da campanha na região. Ulysses retorna a Rio Branco pela noite.

Continuar lendo

Acre

Ulysses critica o descaso do atual governo com os municípios

Publicado

em

O candidato a governador pelo PSL, Coronel Ulysses Araújo, liderou a Carreata Pró-Bolsonaro de Cruzeiro do Sul reunindo milhares de pessoas, no sábado, 22. Ulysses aproveitou domingo para reunir seguidores de Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

Durante os eventos, Coronel Ulysses criticou o descaso do atual governador do Estado que abandonou as cidades do interior, deixando de gerar empregos. A falta de trabalho é um dos motivos para a ampliação do poder das facções e do aumento de mortes.

“O governador abandonou o Acre, foi incompetente, não incentivou o setor privado, obrigando os empresários a pagarem uma alta carga tributária, prejudicando a economia local. Essa crise deixou milhares de jovens desempregados, um exército que aos poucos está sendo cooptado pelo crime, matando homens e mulheres”, disse.

Coronel Ulysses ainda apontou que os mesmos “petralhas” vêm tentando estimular a violência, resultando no atentado contra o candidato a presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro.

“Querem calar o povo, querem acabar com nossos sonhos. Esse atentado representou um atentado contra nossa democracia e não podemos deixar que esses petralhas transformem o Brasil em uma Venezuela. Nossa Bandeira nunca será vermelha”, afirmou.

A Carreata Pró-Bolsonaro de Cruzeiro do Sul é a quarta mobilização realizada pelos seguidores de Bolsonaro. No sábado, 29, Rio Branco receberá uma carreata semelhante as realizadas em Sena Madureira, Assis Brasil, Epitaciolândia e Brasileia.

Acidente

Coronel Ulysses lamentou o acidente ocorrido com o candidato a deputado estadual Renê Fontes, neste domingo, na BR-364. A equipe do candidato a governador foi a primeira a chegar no local após o capotamento e a realizar os primeiros socorros.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.