Conecte-se agora

Ex-mulher de assessor da Juventude dá sua versão sobre confusão em festa da SAI

Publicado

em

“Ele não me agrediu fisicamente (não dessa vez). Ele estava descontrolado e ameacei chamar a polícia”

Rebeca Aguiar Rodrigues, a ex-mulher do assessor especial de Juventude do governo do Acre, Weverton Matias, resolveu, enfim, falar, depois que a confusão, durante uma confraternização da Secretaria de Articulação do Estado em um buffet local, no último dia 21, envolvendo ela sua irmã, Emily, e Matias, veio à tona no noticiário local.

Até então, a única versão era a de Weverton Matias, porque Emily não foi encontrada para comentar e Rebeca havia negado qualquer agressão física e evitava falar detalhes sobre o assunto. Neste sábado pela manhã, porém, ela resolveu desabafar por meio de um longo texto em sua página no Facebook, e recebeu inúmeros apoios.

“Ele não me agrediu fisicamente (não dessa vez) no episódio acontecido dia 21, porém foi uma agressão psicológica de um cara que por vezes eu tive medo do seu comportamento. Eu e o Matias temos um filho juntos, o nosso relacionamento foi rompido ainda na minha gestação na qual sofri diversas vezes agressões. Ele é só mais um pai de redes socais, que em partes tem arcado com as responsabilidades financeiras, isso vem ao caso, porque ele alegou que tudo o que queria era ficar com o seu filho, como se os cuidados com ele fosse sua prioridade, e que cumpre com tudo, MENTIRA”, diz Rebeca.

Rebeca acrescenta que “Matias tem sinalizado um comportamento descontrolado nos últimos dias. Acredito que seja pelo fato de eu ter assumido um outro relacionamento, e vem toda aquela história de sentimento de posse do homem”, diz.

Sobre a confusão ocorrida na festa da Secretaria de Articulação ela afirma: “Eu estava na confraternização do meu trabalho com o meu filho e o meu namorado, quando uma amiga do Matias veio do meu ouvido e disse: “o Matias disse que se você não atender ele, ele vai entrar e fazer confusão”.

Corri e peguei meu celular assustada, onde tinha diversas ligações e mensagens, uma delas ele me ameaçava da seguinte forma: com “Se quiser evitar constrangimento trás (sic) ele aqui na frente Se não eu entro e faço as honras. Confesso que fiquei com medo, levantei na mesma hora pedi que uma colega segurasse o José enquanto eu juntava as coisas dele e pegasse a mochila. Foi tudo muito rápido, quando coloquei a mochila no meu ombro ele arrancou. Já estava com o José no colo (o segurado de um jeito revoltante). Ele estava visivelmente descontrolado, descalço, ofegante. Pensei duas vezes, vou deixar ele levar o nosso filho, pra não gerar confusão, mas rapidamente meu instinto materno falou mais alto e percebi que o Matias estava transtornado e não podia sair com o nosso bebê daquele jeito. Corri atrás do Matias e pedi que ele não levasse o José, ele negou e eu ameacei chamar a polícia (porque a guarda do José é minha e o acordo é quando ele quiser ficar com o José, haja uma combinação antes, que foi diferente da situação). Eu na tentava pegar o nosso filho que ele segurava agressivamente, enquanto o José chorava muito, o Matias me empurrava”.

Emily Aguiar, acusada de agressão pelo assessor palaciano, tentou defender a irmã, segundo relatos da própria Rebeca.

“Minha irmã Emily Aguiar, entra na história quando viu toda a confusão, o José gritando, eu tentando pegar ele e o Matias descontrolado. Agradeço a Deus por ter tido a Emily ali, ela foi muito rápida, o Matias parou o carro no meio da rua, ligado, com a porta aberta, pra pegar o José correndo e entrar. A Emily entrou no carro e tirou a chave, foi quando tivemos tempo de tirar o José do braço dele. Acho importante deixar ciente todos vocês do caso de saúde do José Felipe, pra entenderem a gravidade do comportamento do Matias para com o José. Após o acontecido, à noite o José começou s pegar febre e depois de muitos meses que não acontecia, ele começou a apresentar tremores. Eu fiquei desesperada, fui parar na Urgil. Chegando na Urgil pra consultar o José que estava queimando em febre, ele não podia ser consultado, porque infelizmente o plano dele estava dando negado, o Matias não pagava o plano há dois meses. Esses são os fatos acontecidos no dia 21. Tentei diversas vezes não externar essa situação, como já fiz em outras ocasiões, mas o próprio registrou ocorrência e deu matéria para os jornais como vítima, o que chega a ser revoltante. Já tomei as providências que devia ter tomado a muito tempo, agora é só esperar pela justiça”. É o que diz Rebeca em seu texto.

O que disse Weverton Matias

A primeira notícia que começou a circular ainda no início da noite da última quinta-feira foi a de que Matias teria agredido a tapas Rebeca Aguiar Rodrigues.

Matias afirmou que houve um princípio de confusão com Emily, sua ex-cunhada, que o “arranhou” e rasgou sua camisa. Tudo teria começado depois que ele foi à festa buscar seu filho de um ano que estava com Rebeca e o atual namorado de sua ex-mulher.

“Eu estava me dirigindo pra minha casa e um amigo me ligou relatando que a mãe do meu filho tava lá nessa confraternização com meu filho de um ano. Eu liguei pra ela dizendo que iria buscar o meu filho e ela pôs resistência pra mim ir buscar. Mas na verdade ela colocou resistência porque ela tava lá com um namorado novo e ela não queria que eu visse meu filho do lado do namorado novo. E quando eu cheguei lá meu filho estava nos braços de outra pessoa. Peguei meu filho coloquei nos braço e disse: ‘Rebeca, eu já vou’. Ela fez um showzinho, eu continuei andando, não bati boca, até porque tinham mais de 80 pessoas lá, e quando eu entrei no carro, a Emily, a irmã dela, rasgou minha camisa, não foi ela. Ela me arranhou. Fiz exame de corpo de delito, fiz o boletim de ocorrência, e foi isso que aconteceu. Fiz até pra me resguardar, pois sabia que nessa história o elo mais fraco sou eu”, afirmou Matias.

O boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia da 1ª Regional em Rio Branco. Emily e a irmã Rebeca constam como “supostas infratoras” e o assessor como “vítima”.

Propaganda

Destaque 7

Desenho e frase em referência a andarilho “Pai me dá um real” pichados em parede na Praça chama a atenção

Publicado

em

A frase “Pai me dá um real” proferida por um conhecido andarilho de Rio Branco foi escrita na parede de uma loja localizada na beira do rio Acre, ao lado do Mercado Velho, no conjunto de comercios da Praça da Bandeira, que integra o patrimônio histórico da capital.

O pichador anônimo desenhou o andarilho ao lado de um orelhão instalado no local fazendo o famoso pedido: “Pai me dá um real”.

Apesar da conotação humorada, o ato é considerado vandalismo. A pichação chama atenção de quem circula pelos corredores do comércio.

Continuar lendo

Destaque 7

Pesquisa: torcedores trocam título do time e rebaixamento de rival por hexa da Seleção

Publicado

em

A confiança na seleção brasileira é tão grande que, hoje, muita gente trocaria um título do time de coração pelo hexa do Brasil na Rússia.

Às vésperas da estreia da equipe de Tite, contra a Suíça, neste domingo, às 15h (de Brasília), em Rostov, uma pesquisa da Alexandria Big Data, em parceria com o GloboEsporte.com, mostra essa tendência. Foram 1.642 entrevistados de todas as regiões do Brasil.

Uma das questões do levantamento foi: “Se pudesse escolher entre Brasil hexacampeão, seu time sendo campeão do Brasileirão ou o maior rival sendo rebaixado, o que você escolheria?”.

A resposta:

  • Brasil hexacampeão: 60%
  • Time campeão brasileiro: 28%
  • Rival rebaixado para a Série B: 12%

A fé no hexa é comprovada por outra pergunta feita aos entrevistados: questionados sobre até onde a Seleção iria na Copa, 54% responderam que o Brasil será campeão. Outros 19% apostam em queda na semifinal, e 14% nas quartas. Só 7% acreditam em vice-campeonato na Rússia. Eliminações na primeira fase e nas oitavas, somadas, chegam a 7%.

Neymar craque, claro

Se Neymar foi apontado como craque na pesquisa que incluía os principais jogadores da Copa, como Cristiano Ronaldo e Messi, dentro da seleção não seria diferente.

Além do camisa 10, Gabriel Jesus e Phillippe Coutinho são os que mais carregam a esperança do torcedor brasileiro.

Veja abaixo os cinco mais votados:

Quem será o craque do Brasil na Copa?

Neymar 50%
Gabriel Jesus 14%
Phillippe Coutinho 5%
Marcelo 5%
Thiago Silva 3%

Rivalidade ou simpatia?

Outro dado curioso foi constatado pela pesquisa. A Alemanha aparece como líder em dois quesitos praticamente opostos: quem será o maior rival do Brasil na Copa, e qual será seu segundo time na Rússia.

Sobre rivais, a Alemanha é tida por 53% dos entrevistados como a principal adversária da seleção brasileira. Argentina (15%), França (8%), Espanha (7%) e Inglaterra (2%) completam a lista das cinco primeiras.

Quando o assunto é segundo time, a Alemanha lidera com 20% das intenções. Outros 16% citaram que “não têm uma segunda seleção”. Portugal (14%) e Argentina (10%) vêm na sequência.

Continuar lendo

Destaque 7

Foragidos do Acre, integrantes de facção criminosa são presos após roubo de moto em Porto Velho

Publicado

em

Com informações do site Rondôniagora

Os foragidos do estado do Acre, Adriano Vieira de Freitas, de 23 anos, Dalys Diego da Conceição Régio, de 26 anos, e Ismaylan de Castro, de 21 anos, foram presos na tarde desta sexta-feira (15) após tentarem roubar uma motocicleta na frente de uma residência localizada na Rua Orlando Terus, Bairro Teixeirão, Zona Leste de Porto Velho.

A vítima contou que estava em frente da casa de uma amiga quando foi abordada pelos criminosos. Um deles estava armado com um revólver e colocou em direção a cabeça da mulher anunciando o roubo. A todo momento, os criminosos ameaçavam a ameaçavam atirar na vítima, se caso ela reagisse de alguma forma. O trio levou celular e a bolsa, e também a motocicleta da vítima que estava ao lado.

Assustada, ela correu e gritou por socorro. Os bandidos fugiram e a Polícia Militar foi acionada e começou a fazer buscas pela região quando, em determinado momento, viu o trio sair em fuga para dentro de uma matagal que dá acesso a invasão do Bairro Jardim Santana.

Os policiais conseguiram prender um dos criminosos que disse que o comparsa correu com a arma, indicando o local onde ele estaria. Os militares foram até a casa, mas foram recebidos a tiros. Os policiais reagiram, mas ninguém foi atingido.

Depois que os policiais fizeram um pente fino pelo matagal, os bandidos foram presos e a arma localizada, com uma munição deflagrada.

A vítima os reconheceu como autores do roubo, bem como a arma usada no crime. Na Central de Flagrantes foi verificado, através de pesquisa nominal, que eles são foragidos da comarca do Estado do Acre e que pertencem a uma facção criminosa e estavam escondidos em Rondônia.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.