Conecte-se agora
Fechar

Votação e aprovação de lei sobre o Conselho Tarifário abala relações entre colegas na Câmara de Vereadores

Publicado

em

A votação e aprovação nesta quinta-feira, 07, do Projeto de Lei Complementar de autoria do Poder Executivo que regulamenta o Conselho Tarifário dos Transportes Públicos acabou ultrapassando o debate natural entre oposição e situação e provocou uma crise de relações entre os parlamentares.

Emerson Jarude (Livres), Roberto Duarte (PMDB) e N. Lima (sem partido), vereadores da oposição que não compareceram à sessão por estarem participando de um curso pela Casa em Brasília, decidiram sair do grupo institucional da Câmara no WhatsApp em protesto.

Antes de deixarem o grupo, eles acusaram a base de Marcus Viana de descumprem um acordo verbal de líderes. Havia a garantia de que nenhum projeto de cunho polêmico iria a plenário enquanto os vereadores estivessem em viagem, o que acabou não acontecendo.

É por esse grupo no WhatsApp que os vereadores marcam e desmarcam reuniões, principalmente aquelas de última hora, promovem discussões sobre os trabalhos na Casa e vez por outra postam algumas futilidades.

“Foi rompido um acordo de líderes. Foi rompida a confiança. O acordo foi de que não iriam para votação projetos sem que os vereadores fossem comunicados com 24 horas de antecedência. Mas não foi cumprido. Outro acordo era de que os vereadores apresentariam os seus projetos de lei até o dia 23 de novembro pra ser votado este ano e o Executivo até o dia 01 de dezembro, mas o Executivo apresentou dia 05, dia 06 foi aprovado na CCJ e dia 07 no plenário”, reclamou Roberto Duarte.

Cidades

Garota de 14 anos desaparece ao deixar escola no município de Sena Madureira; família pede ajuda

Publicado

em

A família da estudante Juliana Rebouças de Lima, de 14 anos de idade, está desesperada em busca da menor. A garota deixou a escola na segunda-feira, dia 11, mas não voltou para casa como de costume. Os amigos também não têm informações sobre o paradeiro da menina.

Com a onde de violência pairando sobre o município, familiares temem que algo grave tenha ocorrido com a estudante. A Polícia Civil já foi acionada e a família também conta com a ajuda de parceiros na procura pela menina.

Caso alguém tenha informações sobre o local em que Juliana está, ou se a viu, pode ligar para os telefones
(68) 9-9976-2581 ou 9-9991-8400, e falar com os familiares da adolescente.

Continuar lendo

Cidades

Prefeitura assume a fiscalização de trânsito em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul passou a ser responsável pelo trânsito da cidade após dois anos de intenso debate sobre o assunto. Agora, o município vai promover as próprias ações de educação de trânsito, sinalização e fiscalização. A decisão já foi publicada no Diário Oficial da União.

A situação foi já reconhecida pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que publicou no Diário a portaria nº. 260, de 4 de dezembro, inserindo a cidade no Sistema Nacional de Trânsito (SNT). Esse era o último passo para a municipalização do trânsito.

A municipalização só foi possível graças a parceria entre o Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC) e a Prefeitura de Cruzeiro do Sul. Foram dois anos de trabalho com a realização de estudos, alterações de leis, e a criação da Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SEMTRANS).

“Agora, a Prefeitura, por meio da SEMTRANS, poderá atuar nas áreas de engenharia, educação, estatísticas e fiscalização de trânsito, assumindo a responsabilidade do trânsito e contribuindo com o Detran/AC e Polícia Militar para a diminuição do número de acidentes”, ressalta o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro.

Cruzeiro do Sul é o segundo município acreano a ter o trânsito municipalizado, atualmente Rio Branco, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) também tem autonomia para atuar no trânsito. A próxima cidade do Acre a ter o trânsito municipalizado será Sena Madureira.

Continuar lendo

Cidades

Em greve por tempo indeterminado, auxiliares em saúde bucal protestam na Câmara Municipal de Rio Branco

Publicado

em

Em greve por tempo indeterminado, auxiliares em saúde bucal foram à Câmara Municipal de Rio Branco nesta quarta-feira, 13, dia em que os vereadores votam os PCCRs dos servidores da saúde, educação e da administração direta do Município. Eles afixaram cartolinas no vidro que separa o plenário da galeria fazendo cobranças ao prefeito de Rio Branco pelo cumprimento de uma promessa de reajuste feita em 2015 e que não foi cumprida até hoje.

A categoria pede isonomia entre auxiliares e técnicos em saúde bucal. Hoje, um técnico recebe salário mensal de R$ 1.260.

“A gente quer a mesma renumeração, mas como não foi possível, a gente pede R$ 1.150 no piso e o reajuste da gratificação. Abrimos um processo de negociação em 2015 e até agora nada foi cumprido daquilo que foi pactuado com o prefeito e o secretariado. A gente espera que eles voltem atrás e cumpram com o prometido com a categoria. Outras categorias de ensino médio e fundamental, hoje, tão ganhando mais do que a gente”, reclamou o presidente da Associação de Auxiliares e Técnicos em Odontologia, Carlos Gomes.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.