Conecte-se agora
Fechar

Morre o Jornalista Ilson Nascimento

Publicado

em

O jornalista Ilson Nascimento (67), um dos profissionais mais respeitados do rádio acreano, morreu no final da tarde desta quarta-feira, 06, na UTI do Hospital das Clínicas em Rio Branco

Há meses, Ilson fazia tratamento de hemodiálise na mesma unidade. Durante o período do tratamento ele teve uma parada cardiorrespiratória e ultimamente vinha sendo alimentado através de sonda.

Ilson Nascimento começou sua vida no jornalismo em 1972, dos quais 28 anos dedicados à Rádio Difusora Acreana. Sempre foi considerado um servidor público exemplar de extrema entrega ao jornalismo da RDA. Não à toa foi premiado em 2004 com uma medalha pelos serviços prestados ao Estado do Acre.

A família com ajuda dos servidores da Rádio Difusora Acreana estão providenciando o local da cerimônia fúnebre do jornalista.

Destaque 2

AME protesta contra reajuste de R$ 200 mil no orçamento da PM; “O governador tem duas polícias: uma que ele gosta e outra que ele detesta. Nós somos a que ele detesta”, diz presidente da Associação Militares

Publicado

em

O presidente da Associação dos Militares do Acre, Joelson Dias, protestou na tarde desta quarta-feira, 13, durante assembleia que reuniu dezenas de militares e bombeiros ativos e inativos, na frente do quartel da PM do Acre, no Centro de Rio Branco, contra o reajuste de R$ 200 mil no orçamento da instituição aprovado pela Assembleia Legislativa para o exercício 2018. Orçamento da PM é de R$ 7, 9 milhões. Quase a metade do que é destinado à mídia do governo.

Joelson Dias afirmou que a atualmente a Polícia Militar precisaria de no mínimo R$ 14 milhões para manutenção de despesas principalmente de estrutura. “Temos sérios problema de estrutura nos quartéis do interior. Em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter, e em Porto Acre. Para se ter uma ideia, somente os cursos do ano que vem custará R$ 1, 4 milhão”, alertou.

O presidente da entidade também mostrou insatisfação a diferença de tratamento entre as polícias Militar e Civil. Ele pediu isonomia na carreira dos militares. “O governador tem duas polícias: uma que ele gosta e outra que ele detesta. Nós somos a que ele detesta”, disse.

Durante a assembleia, Joelson propôs aos colegas que “tirem os pés do acelerador”. Em outras palavras, o presidente da associação sugeriu aos PMs que trabalhem dentro das possibilidades oferecidas pelo Estado.

“Vamos mostrar pra sociedade aquilo que o governo vem fazendo com as instituições militares e com o Corpo de Bombeiros também. Por que a gente se encontra nesse caos que a gente está hoje. Falta investimento em segurança pública, e isso foi demonstrado agora no orçamento que foi aprovado na Assembleia Legislativa, lamentavelmente aprovado pela maioria do governo. A gente a partir de agora vai trabalhar dentro dos limites legais, tirar o pé do acelerador. Um policial militar muitas das vezes ia atender uma ocorrência em disparada e até ocasionava um acidente, mas agora o policial militar vai passar a trabalhar com um pouco mais de prudência. Respeitando os limites de velocidade e trabalhar de modo a oferecer segurança pra gente depois segurança pro cidadão.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 2

Votação dos PCCRs dos servidores do Município movimenta Câmara

Publicado

em

A sessão desta quarta-feira, 13, na Câmara de Vereadores será um pouco mais longa, deve se estender pela tarde. É que os parlamentares devem votar três projetos de autoria do Executivo que institui o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos servidores da Educação, da Administração Direta e da Saúde.

Também estão na pauta outros três projetos: o que dispõe sobre diretrizes para conscientização sobre a síndrome alcoólica fetal; que prevê preferência de idosos, grávidas ou criança de colo e pessoa com deficiência reduzida nos assentos do transporte coletivo e o que institui o Código de Postura do Município de Rio Branco.

A galeria da Casa está tomada de servidores do Município de diferentes setores. Eles acompanham as votações.

Continuar lendo

Destaque 2

Apesar de passagens esgotadas, companhias Gol e LATAM não vão lançar voos extras no Acre

Publicado

em

A situação de quem precisa viajar de avião para passar as festas de fim do ano fora do Acre ou emergencialmente está se complicando cada vez mais. Na LATAM não há mais vagas nos voos em nenhuma data de dezembro e na primeira semana de janeiro de 2018. A companhia informou que não pretende lançar voos extras para atender a demanda do estado. A LATAM possui um único voo indo e voltando de Rio Branco para Brasília. O ac24horas denunciou com exclusividade no dia 10 de dezembro a falta de vagas nos voos do Acre.

A Gol também informou que não pretende lançar voos extras no Acre. De Rio Branco para Brasília há poucas vagas nos dias 15, 25 e 30 de dezembro. Para Cruzeiro do Sul não há passagens para quem pretende embarcar na capital no dia 24 de dezembro. Já em Cruzeiro do Sul não há passagens para Rio Branco no dia 25 de dezembro. Nos voos de Cruzeiro do Sul para Manaus não há voos da Gol em dezembro com assentos disponíveis.

A única forma de sair do Acre de avião é pelos voos sem escalas da Gol de Rio Branco para Porto Velho, em Rondônia. Mesmo assim é preciso ficar atento. As passagens para embarque no dia 24 de dezembro estão esgotadas. Nas outras datas do mês são poucos assentos disponíveis. Ou seja, o Acre pode ficar isolado para quem precisa viajar de avião.

A dica é comprar as passagens até Porto Velho e da capital de Rondônia garantir as passagens para outros destinos. No site da MaxMilhas, empresa especializada na emissão de passagens com até 80% de desconto, é possível garantir preços mais em conta em relação aos preços cobrados pelas companhias aéreas.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.