Conecte-se agora

Mega-Sena pode pagar R$ 6,7 milhões nesta quarta-feira (6); apostas podem ser feitas até às 16h no Acre

Publicado

em

O sorteio 1.994 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 6,7 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta-feira (6) em Teixeira de Freitas (BA).

Segundo a Caixa Econômica Federal, se aplicado integralmente na poupança, o prêmio renderia R$ mais de R$ 28 mil ao mês ao ganhador. O valor também é suficiente para comprar 223 carros de luxo populares.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Propaganda

Cotidiano

Polícia apresenta prisão de suspeitos de homicídio em Porto Acre

Publicado

em

A Quinta Regional de Polícia Civil informou na manhã desta terça-feira (22), que os acusados de terem matado Eliezer Rodrigues Lopes, de 45 anos, em Porto Acre, no ano passado, já foram presos e encaminhados ao presídio.

Os responsáveis apontados pela polícia são Ardisson Barbosa do Nascimento, 32 anos, preso no último domingo (20), após sofrer um acidente e buscar atendimento no Pronto Socorro. Contra ele pesava o mandado de prisão pelo crime de homicídio e a polícia foi avisada de sua presença na unidade.

O outro suspeito, Francisco Jose Oliveira da Silva, de 23 anos, foi preso no dia 24 de Abril deste ano também mediante mandado de prisão em uma abordagem da Polícia Militar. Os dois foram encaminhados ao presídio.

Eliezer morreu em 17 de outubro do ano passado após ser baleado com um tiro no pescoço. As investigações apontam que ele tentava defender o filho que estava sendo espancado pelos acusados quando um deles efetuou o disparo. A vítima chegou a dar entrada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, mas, não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.

Continuar lendo

Cotidiano

Governo e Forças Armadas discutem planos de ação para a fronteira

Publicado

em

O governo Sebastião Viana (PT), por meio da Secretaria de Segurança Pública, discute desde a semana passada com membros das Forças Armadas no Acre um planejamento estratégico para ações de combate ao tráfico de drogas e de armas na região de fronteira.

Com essas ações, o governo espera enfrentar aquele que é apontado como um dos principais problemas da recente crise de violência no Estado: a atuação de facções criminosas para o controle das rotas do tráfico de drogas produzidas na Bolívia e no Peru.

Por ser uma atribuição da União, somente a Polícia Federal e as Forças Armadas têm o chamado poder de polícia nas fronteiras. Como os militares só podem entrar em ação a partir do aval da Presidência da República, todas as ações a serem definidas nestas reuniões serão enviadas para a análise de Brasília.

Após essa aprovação, o Exército terá condições de entrar em campo para o combate aos crimes transfronteiriços.

“O objetivo é fazer com que cada instituição, seja na esfera federal, seja na esfera estadual, faça os devidos apontamentos e intervenções aos planos, dentro de suas competências”, diz o coronel da PM Giovane Galvão, coordenador operacional do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp).

Continuar lendo

Cotidiano

Acre continua abaixo da meta de redução do analfabetismo

Publicado

em

O Acre não conseguiu atingir a meta de redução do analfabetismo. É o que mostra a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD Contínua), que deixa o Acre entre os 13 estados com maior incidência de analfabetos do país. Os dados foram divulgados na semana passada, pelo IBGE.

A meta estabelecida era de 6,5% da população local, mas o Acre mantém 12% dos habitantes analfabetos. No Brasil, nos últimos anos, a taxa tem diminuído, sendo que em pessoas com 15 anos ou mais, a proporção é de 7,0%, segundo o relatório nacional. O Brasil ainda tem 11,5 milhões de analfabetos.

Na ocasião, não era possível comparar os resultados com os de anos anteriores. A pesquisa divulgada nesta sexta é a primeira com possibilidade de comparações anuais. A taxa de analfabetismo não apresentou grandes mudanças entre 2016 e 2017 nas cinco faixas etárias pesquisadas pelo IBGE.

A maior queda foi observada na faixa de 60 anos ou mais, justamente a que concentra o maior percentual de analfabetos no país. A taxa, nesse caso, passou de 20,4% para 19,3% —redução de 1,1 ponto percentual. Nas demais faixas, o recuo não supera 0,5 ponto.

Não houve mudança significativa na desigualdade expressa no indicador, quando considerados cor ou sexo dos brasileiros. O percentual de analfabetos, em 2017, entre negros e pardos (9,3%) ainda era mais do que o dobro do de brancos (4%).

A situação, portanto, era semelhante à observada em 2016, com tímidas quedas de 0,2 ponto percentual entre brancos e 0,6 ponto percentual entre negros e pardos. A investigação por raça ou cor passou a ser feita pela primeira vez no ano passado. O resultado da pesquisa mostrou que os brancos têm mais acesso à educação no país do que negros.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.