Conecte-se agora
Fechar

Jesus Sérgio ameaça: “Se o PT implodir a chapinha, o PDT deixará a FPA

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

“Para a direção nacional do PDT não interessa ter um filiado como candidato a vice-governador, a prioridade é conseguir eleger deputado federal”. Com este argumento o deputado Jesus Sérgio (PDT) reagiu ontem à coluna às pressões que, segmentos do PT estão fazendo para implodir a chapa formada por candidatos de partidos pequenos para disputar vagas na Câmara Federal. “Está tudo acertado com a direção nacional que se o PT criar dificuldades a que o PDT tenha um parlamentar federal, no Acre, o PDT vai buscar este espaço na oposição”, ameaçou. Jesus descarta qualquer possibilidade dele disputar a eleição para Federal dentro do chapão do PT, podem esquecer esta possibilidade. Afirma ainda que há um pensamento de unidade e de reação a qualquer manobra do PT para destruir a chapa que o PDT vem trabalhando para montar. O PT tem que aprender respeitar os aliados, dispara o pedetista.

PRB TAMBÉM NÃO FICA
A coluna tem informações que, também, a direção regional do PRB já decidiu que não levará o candidato a deputado federal Manuel Marcos (PDT) para o chapão do PT. E que se os petistas derrubarem a chapinha articulada pelo PDT, o partido poderá buscar espaço na oposição.

GOVERNO FRACO É UMA MERDA
Colocar alguém sem pulso, fraco, para governar, é uma merda! O presidente Temer já mudou pontos da reforma trabalhista como a negociação direta entre patrões e empregados e já está em articulação a volta com outra vestimenta do imposto sindical. É ser muito idiota pensar que com isso será elogiado pela esquerda e subirá a popularidade. Vai sangrar até o fim!

PALHAÇO, OPORTUNISTA, BABACA…..
Quem imaginou que a pesada adjetivação foi usada em briga de rua errou. Foi ontem na ALEAC, numa discussão que quase termina em peia. O motivo foi a terceirização das atividades do HUERB e do Pronto Socorro. O deputado Jenilson Lopes (PCdoB), chamou o seu colega Raimundinho de “babaca, papagaio de pirata e oportunista”. E o deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) retrucou chamando Jenilson de “Palhaço” e de “puxa-saco do governo”.

MOTIVO RELEVANTE DE LADO
O interessante é que os deputados Raimundinho da Saúde (PODEMOS) e Jenilson Lopes (PCdoB) se insurgiram contra a proposta do HUERB vir ser administrado por uma Organização Social particular. Deveriam aprofundar o debate no tema, mas preferiram duelar egos. O Jenilson quer uma Audiência Pública para discutir a questão puxada pela Comissão de Saúde da ALEAC e o deputado Raimundinho da Saúde (PODEMOS) puxada pelo seu gabinete.

Não há como comparar
A terceirização na gestão é modernidade. Mas esta proposta do governo Tião Viana, ainda em discussão, não chegou na ALEAC. É bom avisar que terceirização implica em demissões para enxugar custos, porque assim é na iniciativa privada. Não comparar com a gestão do Hospital Regional do Juruá, gerido por uma congregação de Irmãs, com uma visão mais humanista.

DISCUTIR ABERTAMENTE
Sou a favor da terceirização. Mas o governo erra em não discutir o assunto com sua base na ALEAC, ainda que o ato jurídico, se acontecer, não precise do aval dos deputados. Só que se isso for consumado vai gerar um ato político, que pode ser negativo ou positivo, depende da gestão. E o próximo ano é de eleição. E de uma eleição dura e a se decidir nos detalhes.

NÃO ACREDITO
Até porque não consigo acreditar que uma gestão do HUERB pela iniciativa privada não vá redundar em demissões. Porque vai entrar no jogo para lucrar e não para ter prejuízo. O que falta no governo é a falta de sensibilidade para discutir ações de impacto direto na sociedade.

COLOCOU NOS TRILHOS
O prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros, convenhamos, pegou uma prefeitura toda encalacrada em pendências. Conseguiu, enfim, sanear as contas, o que lhe permite receber recursos federais e fazer outras operações de crédito. Não o conheço, mas seus atos mostram um perfil de quem veio para fazer uma administração séria.

ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA
O PMDB ganhou um bom quadro. O do médico humanista e ex-vereador Carlos Beirute, que acertou a sua filiação no partido para disputar uma das vagas de deputado federal. Num quadro em que tranqueiras querem ser políticos, me regozijo quando vejo um homem de bem disputando um mandato. O eleitor terá a grande oportunidade de purificar a atividade política.

AÇÃO EFETIVA
O sistema de segurança pública está todo na rua, como sempre deveria ser. As prisões se sucedem, armas e drogas são apreendidas, enfim, dá mais paz à cidade. O secretário de Segurança, Emylson Farias, deveria manter este tipo de ação sem descontinuidade.

QUE A JUSTIÇA AJUDE
O que se espera é menos liberalidade quando os presos pela polícia chegam nas chamadas “Audiências de Custódia”. O Congresso, que discute mudanças na legislação penal deveria mudar a normatização dessas audiências, porque o Juiz cumpre o que o legislador estipulou na lei. Deveriam sim pesar na análise a ficha corrida dos detidos, antes de uma decisão.

ISOLADOS PELA LAMA
O DERACRE iniciou a abertura de um desvio da rodovia que liga Cruzeiro do Sul-Rodrigues Alves, já que a estrada principal apresenta problemas de desbarrancamento. O trecho coberto em 11 quilômetros aumentou para 45 quilômetros , com o desvio. E ficou abandonado. A denúncia veio do deputado Luiz Gonzaga (PSDB), que não faz acusações vazias quando usa a tribuna.

O PROBLEMA É FEDERAL
O deputado Jesus Sérgio (PDT) tem razão, o que interessa á direção nacional do PDT é de não ser atingido pela Cláusula de Barreira, ter votos para Federal. Traduzindo para o popular: entre ter o vice ou a chapinha, o PDT vai optar pela última hipótese. É a orientação da nacional.

PARECE MUITO NÍTIDO
Perguntaram-me ontem, se o Coronel PM Ulysses (PATRIOTAS), candidato a governador, se tira mais votos do senador Gladson Cameli (PP) ou do Marcus Alexandre (PT)? Pelo fato de que se fosse candidato a deputado seria pela oposição, e natural que para governador se aplica o mesmo critério, a maioria dos seus votos deveria ir para a oposição. Quem for votar no Ulysses é que vota contra o governo. Então é um voto que sairá em dobro.Um petista jamais iria votar nele. É óbvio. Alguma dúvida?

VOTOS ESCLARECIDOS
A candidatura ao Senado do Reitor da UFAC, Minoru Kimpara (REDE), pela pouca estrutura partidária, não deve chegar aos grotões, mas com certeza deverá navegar bem no meio universitário e na faixa mais esclarecida do eleitor. A UFAC se faz presente em vários municípios. É bom lembrar isso.

NÃO FICA PARADO
O PT não está morto! A oposição não aposte nisso! Na terça-feira o prefeito Marcus Alexandre andava pelos bairros Ilson Ribeiro e Aroeira, levantando as prioridades como asfaltamento, esgoto e outros. E tudo numa discussão com a comunidade. É ligado direto fazendo política.

TAMANHO MENOR
Dando uma discutida ontem com amigos do parlamento sobre o espaço que cada partido nanico ocupa no governo e na prefeitura, cheguei à conclusão que, pela sua lealdade ao projeto da FPA, o espaço do PHS não corresponde ao tamanho da sua fidelidade. Óbvio!

META É INTERIOR
O projeto do candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), será inicialmente enraizar a sua candidatura no interior, onde não tem a densidade eleitoral que tem na Capital. Tem tirado os finais de semana e os feriados para este tipo de visita e aproveitar para firmar acordos.

GRANDE BATALHA
Mas a grande batalha da eleição de 2018 continuará sendo na Capital, onde se concentra a maioria dos votos. O PT não terá a mesma facilidade que teve na última eleição para prefeito.

FEIJÓ E TARAUACÁ
Também em Tarauacá e Feijó, o PT não terá a mesma facilidade que teve na última eleição para o governo. As prefeituras agora não são mais comandadas por prefeitos petistas.

INSISTIR NA UNIDADE
O candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP), vai insistir com o DEM pela unidade da oposição, mas até certo ponto. Caso sinta que a decisão de ter candidato próprio a governador é para valer, irá para a campanha com os demais partidos coligados. É o que me revelou ontem um aliado próximo dele. E está absolutamente certo. O DEM não é fator decisivo para derrota ou vitória na eleição do próximo ano.

PORQUE NÃO QUIS
O senador Petecão (PSD) não ficou com o PROS porque não quis. Foi lhe oferecido (tirariam o Fernando Melo de tempo) com a condição que, lançasse a mulher Marfisa Petecão candidata a deputada federal. Não aceitou. Seu compromisso a Federal é com o Marivaldo Melo.

NEM FALAR
No PP e PMDB não querem nem ouvir falar no presidente do DEM, Tião Bocalon. Acham que a candidatura do Coronel PM Ulysses (PATRIOTAS) quebrou a unidade da oposição para o governo. E que vai favorecer, via indireta, a candidatura do Marcus Alexandre.

ÓVNI AO MEIO DIA
O deputado federal Sibá Machado (PT) tem um sério concorrente no quesito “conspiração das elites”. Sibá viu o dedo da CIA na queda da Dilma. É o vereador Rodrigo Forneck (PT), que anda vendo ÓVNI ao meio-dia. Denunciou que a OAB-AC tramou para evitar a candidatura do prefeito Marcus Alexandre (PT) ao governo, quando exigiu que os candidatos a prefeito da última eleição assinassem um documento em que se comprometiam a cumprir o mandato até o final em caso de vitória. Cacete! Que argumentação tosca! Ninguém pegou na mão de ninguém para assinar o documento. E ainda assinado nada impede juridicamente que quem assinou não possa disputar o governo. O documento funciona como uma peça ética. E só! E, mesmo porque, a OAB-AC não tem bola de cristal para antes de uma campanha prever quem venceria a última disputa da PMRB. Não há conspiração contra ninguém, cessem as viagens.

Mais Informações

Blog do Crica

Bocalom: “Apoio do DEM ao Ulysses não tem volta”

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Bocalom: “Apoio do DEM ao Ulysses não tem volta”

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Reviravolta: Beirute entra no PMDB

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.