Conecte-se agora
Fechar

Prefeitura instala 2º bueiro para duplicar vazão no desvio da Ponte da Estrada do Quixadá

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco instalou na manhã desta segunda-feira, 13, mais um bueiro de aço no desvio da obra da ponte do Igarapé Fundo, na Estrada do Quixadá. O segundo bueiro tem também 10 metros de comprimento por 2m de diâmetro e, segundo o encarregado da Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (EMURB), Raimundo Nonato, possibilita dobrar a vazão da água no desvio, uma ação preventiva à chegada do período chuvoso mais rigoroso. A EMURB é a responsável pelo desvio, cuja ampliação foi concluída às 10h30 restabelecendo completamente o trânsito de veículos e pedestres na região.

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Rio Branco (RBTRANS) enviou agentes ao local para monitorar o fluxo de veículos e orientar os motoristas. “Garantimos em operação o transporte coletivo pelo Ramal da Estrada Apolônio Sales. Tudo transcorreu com normalidade até a reabertura do trânsito no desvio”, disse Wilson César, coordenador de Fiscalização de Transporte da RBTRANS.

Além de Nonato, o trabalho foi acompanhado pelo secretário-adjunto de Obras Públicas de Rio Branco, Marcos Vinicius, que confirmou para dezembro a conclusão da obra da ponte. “Trata-se de uma ponte mista, em concreto armado e ferro, cuja parte de concreto está 100% concluída e as longarinas de ferro estão sendo feitas em São Paulo. Em breve elas chegam e serão instaladas, fazendo com a que obra avance bastante”, disse Marcos Vinicius.

A nova ponte acabará de vez com os problemas e transtornos próprios das pontes de madeira, que até então vinham sendo utilizadas para travessia do Igarapé Fundo. Ela terá, assim como a Ponte Juscelino Kubistchek, no Centro de Rio Branco, sustentação em vigas de aço. As fundações são em concreto armado que já estão prontas e aguardam as longarinas de ferro para que a obra entre em sua etapa de conclusão. São quatro longarinas de 23 metros cada.

A região do Quixadá é referência na produção de verduras e no local vivem mais de 300 famílias. A Associação de Moradores e Produtores do Quixadá sempre lembra que semanalmente saem da localidade mais de 60 mil maços de verduras e hortaliças para os mercados da capital. A importância daquela região é estratégica para o desenvolvimento rural e o abastecimento alimentar dos moradores da cidade.

Destaque 5

JV: “Os políticos precisam oferecer às pessoas o que têm de melhor e não de pior”

Publicado

em

O senador Jorge Viana (PT) esteve na manhã desta sexta, 19, conversando com o jornalista Washington Aquino, ao vivo, na TV Cinco. Aproveitou para fazer uma avaliação do momento econômico e político que o Brasil e o Acre atravessam. Comentou sobre o julgamento do ex-presidente Lula (PT), que acontece no próximo dia 24 e as suas consequências políticas. Também revelou a sua visão sobre a sucessão ao Governo do Estado e a disputa entre os oito candidatos ao Senado. Jorge Viana apresentou ainda as suas sugestões para o Acre se livrar dos problemas das cheias do Rio Madeira que causam prejuízos sociais e econômicos à toda a população. Acompanhe os principais tópicos da entrevista.

Caso Lula

“Se o país seguir nessa marcha da insensatez vai acabar todo mundo brigando com todo mundo. Estamos vivendo um momento horrível no Brasil na cúpula do poder e quem está pagando a conta é o pessoal de baixo. Tem gente vendendo e não tem para quem vender, empresários perdendo dinheiro, pessoas querendo trabalhar e não tem emprego. Tudo isso é um reflexo da nossa crise política e econômica. Tenho saudades de 10 anos atrás quando o Brasil estava crescendo, prosperando e todo mundo trabalhando. Lamento que nesse processo a grande vítima seja o presidente Lula. Até o ministro do STF Gilmar Mendes está indagando: “Você vão condenar o presidente Lula sem ter provas?” Como é que ele pode ser dono de um apartamento que uma juíza já falou que é da OAS? O Lula é o único líder político brasileiro que tem representatividade no Brasil e no exterior. Por que o Nordeste adora o Lula? Anteriormente o Governo Federal nunca tinha dado a atenção devida aos nordestinos. Sei que tem aquela tese de que o bocado comido é o bocado esquecido. Mas nós nunca tivemos um outro presidente que trabalhou tanto. Temos que seguir acreditando na Justiça, no Ministério Público e na Polícia Federal porque é importante. Mas setores da Justiça parecem que estão a serviço de fazer uma manipulação política. Veja o que deu depois do impeachment da presidente Dilma (PT). O Governo Temer (PMDB) é um desastre com 95% de rejeição popular. Ele colocou os preços do gás de cozinha, dos combustíveis e da energia lá no topo e entrou dizendo que iria resolver os problemas do Brasil. A inflação é baixa para os ricos porque para a população mais pobre está faltando dinheiro e emprego. Eu tenho sofrido no Senado porque avisei aos outros que depois teriam vergonha do que estavam fazendo. Não sei como tem alguns políticos do Acre que apoiam cegamente o Governo Temer e ainda têm coragem de andar por aí dizendo que estão defendendo as pessoas.  Não se pode apoiar propostas que tiram os direitos das pessoas. O Brasil talvez só venha a ser pacificado depois das eleições deste ano.

Produção no Senado

“Como senador ao invés de ficar jogando gasolina para apagar os incêndios tento encontrar soluções pacíficas trabalhando muito. Modéstia à parte tenho uma produção excelente e vou prestar conta à população do Acre. Eu fiz mais de sete mil intervenções no Senado porque me dedico muito. Participo de sete comissões e sou o senador que mais apresentou propostas de mudanças de lei e da Constituição e estou sempre fazendo discursos. Tudo isso para ver se conseguimos melhorar o país. Tanto é que o DIAP, que mede a atuação dos parlamentares brasileiros, por sete anos seguidos me elegeu como um dos cabeças do Congresso Nacional. Do Acre eu sou o único dessa lista.

Candidaturas do Acre ao Senado

“Com essa ruma de oito candidatos acho que vamos ter que pedir vagas na Bolívia e no Peru para ver se acomodam todos. Qualquer um que fica com raiva diz que quer ser candidato. O Senado é uma coisa muito séria e estou fazendo um trabalho para que os acreanos entendam que estou ajudando o Estado. Mas esse julgamento quem vai fazer são as pessoas na eleição. Eu vou batalhar pela chapa que formamos com o Marcus Alexandre (PT) ao Governo e eu e o Ney Amorim (PT) para o Senado. E a oposição ainda não se entendeu. Eles têm o candidato Gladson (PP) e o Ulysses (Patriotas) e estão numa briga para indicar os vices e as vagas ao Senado. Mas não sou especialista de oposição. Não consigo nem entender direito algumas coisas que o nosso lado faz, o que dirá ver o lado de lá. O governador Tião Viana (PT), com todos os problemas que enfrentou com as cheias dos rios, a crise econômica, o impeachment, ainda consegue pagar salários, mas não é todo mundo que consegue. Veja o caso de estados grandes como o Rio de Janeiro, o Rio Grande do Sul, Goiás e o Rio Grande do Norte. Sinto que tenho a obrigação de ajudar o Acre e o Brasil com a minha experiência.

Alagação do Rio Madeira

“Estou aproveitando o meu recesso para ouvir as pessoas. Desde aquelas que têm uma pensão, a outra que faz um sanduiche, assim como os órgãos representativos do comércio e da indústria. Eu vou a tudo quanto é lugar. Quando a gente ouve as pessoas qualifica quais são os problemas prioritários que temos que levar à Brasília para poder ajudar. O Acre ser o lugar onde a passagem aérea é a mais cara do país, assim como o gás de cozinha, o diesel, a energia, é um absurdo. Só vou sossegar quando o Acre deixar de ser o lugar onde o Brasil acaba. Porque aqui é onde o nosso país começa.

“Agora, em relação ao Rio Madeira que pode isolar o Acre a solução é elevar o nível da estrada em pelo menos um metro onde ela alagou. A Usina de Girau vai financiar essa elevação. Só que demorou para elaborar o projeto e aprovar no DNIT. Mas o presidente da empresa que faz a administração de Girau me garantiu que o dinheiro está disponível, o projeto está pronto e vai sair. Temos que fazer uma reunião com todos os representantes do comércio e da indústria do Acre e com nossos parlamentares com a direção da Usina Girau e verificar se as comportas estão abertas. A população do Acre precisa que cada um de nós cumpramos o nosso papel.

Baixarias na campanha eleitoral

“Se no período de pré-campanha já está acontecendo muitas baixarias, imagina na campanha propriamente dita. E tem um agravante que são as redes sociais que dão ainda mais visibilidade a essas baixarias. Acho que a classe política nunca esteve tão desmoralizada como agora. Temos o Governo Federal pior avaliado da nossa história. O mesmo acontece com a Justiça e o Congresso Nacional que diz amém para um Governo desse tipo. A gente tem que dizer amém para o nosso Pai que está lá em cima e não para um Governo que está chafurdando na lama. A sociedade está exigindo de nós um comportamento honesto e ético nas eleições e é isso que eu vou fazer. Já participei de 17 campanhas e vou mudar a minha deste ano completamente, conversando com as pessoas, ouvindo, sem custos e sem baixarias. Quem quiser me agredir e vir com chantagem a única coisa que vou fazer é recorrer à Justiça quando for atingido na minha honra. Que cada um apresente a sua melhor proposta porque o Brasil está vivendo uma crise profunda e o Acre também tem os seus problemas. Sou contra as baixarias ao candidato de oposição, o Gladson. A mesma coisa vale para o Marcus que está aí trabalhando, uma pessoa honesta. Vamos mostrar as suas propostas. Assim tem que ser também para o Senado, deputado federal e estadual. Só tem brigas quando dois querem, quando um não quer dois não brigam e eu vou por esse caminho. Precisamos oferecer aos eleitores o que temos de melhor e não o de pior.

Continuar lendo

Destaque 5

Osmir Neto prova que vítimas eram maiores de idade e pena é reduzida em 12 anos

Publicado

em

Condenado a 54 anos de prisão, o empresário Osmir Lima Neto teve a pena reduzida em 12 anos após conseguir provar que duas das garotas com quem se relacionou eram maiores de idade. Osmir foi condenado por crimes de estupro de vulnerável e aliciamento de menores. Ao todo, 19 meninas teriam sido vítimas do empresário.

Segundo apurou ac24horas, Osmir ganhou a redução no Poder Judiciário, mas a publicação disso ainda não foi feita. Contudo, a Defesa do colunista social continua trabalhando para que outros erros do processo sejam revistos e corrigidos. Agora, com a redução de 12 anos, Osmir precisará cumprir 43 anos de reclusão.

Outra informação que chama a atenção, é que os advogados acreditam que Neto terá a pena reduzida ainda mais. Isso, claro, se os desembargadores do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC) aceitarem os questionamentos dos advogados de Osmir.

A investigação contra Osmir Lima Neto começou em setembro de 2009, e a partir disso a polícia identificou que o colunista social abusava sexualmente de mulheres, todas elas atraídas com a promessa de que se tornariam grandes e conhecidas modelos de sucesso. Ao fim das investigações, já eram 19 jovens denunciando os abusos.

Continuar lendo

Destaque 5

Daniel Zen vai deixar a presidência do PT e Kamai vai assumir o comando no Acre

Publicado

em

Após um ano na presidência do PT, o deputado estadual Daniel Zen, líder do governo de Sebastião Viana na Assembleia Legislativa vai deixar a presidência do partido. No lugar dele vai assumir o comando do PT no Acre, o chefe da Casa Civil da prefeitura de Rio Branco, André Kamai.

Zen vai deixar a presidência do PT em abril, mês em que o prefeito Marcus Viana se desincompatibiliza do cargo de chefe do Executivo Municipal para ser candidato a governador do Acre.

Daniel Zen usou o bom senso. Quer evitar desconforto com seus colegas de partido que também serão candidatos como ele.

“Até pra não causar nenhum constrangimento com os outros candidatos da chapa. A condição de candidato não se coaduna com a de presidente do Partido. O presidente do partido é o ordenador de despesas dos recursos do fundo partidário e, a partir desse ano, do novo fundo eleitoral. Não seria justo com meus companheiros de partido ser aquele que decide sobre a alocação de recursos para as diferentes candidaturas, sendo também candidato”, justifica.

Zen lembra ainda que o presidente do PT sempre acaba desempenhando a função de coordenador-geral da campanha majoritária. Nessa função ele não teria condições de conduzir sua própria campanha.

André Kamai é parte da nova safra de lideranças petistas que compõem o corpo de articuladores políticos da Frente popular. É uma cópia de Francisco Nepomuceno, o Carioca.

Como presidente do PT, Kamai será, naturalmente, um dos homens na linha de frente da campanha de Marcus Viana ao Palácio Rio Branco.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.