Conecte-se agora

Diretor do Denatran Elmer alerta que 85% dos recalls em airbags não foram feitos

Publicado

em

O airbag dos veículos automotivos vendidos no Brasil é o componente que mais tem apresentado problemas que resultaram na necessidade de se fazer campanhas de recall. No entanto, 84% dos mais de 2,2 milhões de veículos que se encontram nessa situação não o fizeram, segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com o diretor do Denatran, Elmer Coelho Vicenzi, 85% dos recalls dirigidos a veículos automotivos podem causar lesões. No caso das motos, acrescentou, 60% dos problemas identificados implicam em risco de queda. “No caso dos airbags, apenas 16% dos recalls foram atendidos. Isso significa que 84% desses veículos estão andando pelas ruas com seus airbags defeituosos”, informou Vicenzi nesta segunda-feira (13) após participar do programa Por Dentro do Governo, na TV NBR. O programa é produzido e coordenado pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, com a participação de emissoras de rádio de todo o país.

Os números citados pelo diretor constam do Boletim Recall. O documento mostra que, entre 2013 e junho de 2016, o airbag foi o componente mais afetado pelas campanhas de recall. Ele representa mais de um quarto (26%) dos componentes que apresentaram problemas. No período foram, ao todo, 60 pedidos de recall em airbags. O problema afetou mais de 2,2 milhões de veículos. Em segundo lugar ficaram os freios, com 17% do total de componentes defeituosos responsáveis por pedidos de recall; em seguida, o sistema de combustível (16%); motor (11%); problemas na direção (9%); e cinto de segurança (7%).

Em parte, a ineficiência das campanhas de recall se deve à dificuldade de o consumidor saber se seu veículo está entre os que tiveram o chassi informado nas campanhas. A fim de dar mais eficiência a essas campanhas, o governo pretende fazer uma parceria com as empresas do setor, a fim de fornecer “apenas para essa finalidade” o nome e o endereço do proprietário do veículo que precisa passar por recall. “Vamos fiscalizar o recall para garantir que o uso dessa informação está restrito a esse serviço”, garantiu o diretor do Denatran.

O diretor recomenda que os consumidores recorram ao site do Denatran para saber se o seu veículo precisa passar por algum ajuste. “Tem uma área do site onde ele pode digitar o número do chassi para ver se há algum recall pendente”, acrescentou Vicenzi.

Recall é um chamado público feito pelas empresas quando um produto ou serviço apresenta um defeito que coloque em risco a saúde e a segurança do consumidor. O objetivo é corrigir problemas e prevenir acidentes. A medida está prevista no artigo 10º do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Semáforos sonoros

Durante a entrevista à TV NBR, Vicenzi disse que o Brasil está padronizando os semáforos sonoros, dirigidos a pedestres com deficiência visual. Ele explica que essa falta de padronização dificulta a autonomia das pessoas com deficiência, porque cada parte do país tem uma padronização diferente.

“Será uma padronização única nacional e passará por campanhas educativas. A ideia é que, ao segurar por mais de 3 segundos o botão do sinal, ele, ao ficar verde [para o pedestre] emita um sinal sonoro que vai diminuindo, de forma à pessoa saber que o tempo [para a travessia] está encerrando”, explicou o diretor.

Propaganda

Destaque 2

Mais barato que o Uber, ForestCar sorteia viagens para clientes e motoristas de Rio Branco

Publicado

em

Aplicativo de transporte de passageiros genuinamente acreano, o Forest Car tem como diferencial em relação aos seus concorrentes, o preço acessível, a agilidade no atendimento, a comodidade e a valorização, ao mesmo tempo, do motorista que trabalha na empresa e ao cliente.

Para o cliente que quiser baixar o Aplicativo, clique aqui

Quer trabalhar na ForestCar, clique aqui

Há um mês no mercado, a empresa já conta com mais de 100 motoristas em seu cadastro e pela facilidade e vantagens que oferece, esse número tende a aumentar.

Para se cadastrar no Forest Car é fácil. Basta informar no aplicativo destinado a motoristas os documentos necessários, e o registro como colaborador da empresa é aprovado.

Motorista da Forest Car, Fárney Alexandre Gomes, está entusiasmado com os ganhos e vantagens oferecidos pela empresa, que cobra apenas 10% em cada corrida feita. A Uber, por exemplo, lembra ele, desconta até 40%.

“Motoristas capacitados, ágeis e com bom atendimento são alguns dos diferenciais do Forest Car. Há um relacionamento diferenciado com o cliente e o motorista que trabalha na empresa. É uma empresa que conhece a realidade local e por isso procura valorizar também quem trabalha para ela. Essa é a vantagem”, lembra Fárney Alexandre Gomes.

Baixar o Forest Car destinado a clientes é fácil. Basta acessar o Play Stories e fazer o download, que por enquanto está acessível apenas para android, mas em 30 dias estará disponível para iPhone, informa Adriana Cambessa, criadora e proprietária da empresa.

Vale lembrar que, no momento, a Forest Car recebe pagamento apenas em dinheiro, mas nos próximos dias, após alguns ajustes, passará a aderir pagamento via cartão.

Outro diferencial em relação aos demais aplicativos é a disponibilização de um número de WhatsApp da central da Forest Car. Quando a pessoa baixa o aplicativo, um número de telefone é disponibilizado com o objetivo de atender o cliente em uma eventual chamada não atendida via aplicativo.

Participação na Expoacre e sorteio de passagens

Durante a Expoacre, a Forest Car estará presente no evento em um stand disponibilizando wifi para atender os clientes. Mais uma inovação da empresa.

A empresa também lançou uma promoção para seus colaboradores clientes e motoristas. A cada quatro corridas durante um mês, a pessoa concorre a passagens aéreas ida e volta com hospedagem inclusiva e direito a acompanhante para Fortaleza (CE) durante cinco dias no mês de dezembro.

A mesma premiação é valida para motoristas, mas com as viagens agendadas para janeiro.

Forest Car para além do Acre

A Forest Car também atende clientes em Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia; Campinas e Indaiatuba, no interior de São Paulo; e Santa Maria, no Rio Grande do Sul, como se estivessem em Rio Branco graças a parcerias com motoristas de outras bandeiras. O mesmo serviço é disponibilizado em Rio Branco pela Forest Car a pessoas dessas cidades que eventualmente visitem a capital acreana.

Continuar lendo

Destaque 2

Correios entram em greve para reivindicar direitos e investimentos capazes de agilizar entregas

Publicado

em

Com centenas de correspondências atrasadas, veículos quebrados e uma série de demissões, os funcionários dos Correios decidiram deflagrar estado de greve, em assembleia realizada na noite de quarta-feira (18/07), na sede do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos do Acre (Sintect-AC).

A deflagração de greve será confirmada em nova assembleia a ser realizada no dia 7 de agosto, quando a equipe nacional de negociação encerrará a rodada de negociações com a direção da estatal.

Segundo a presidente do Sintect-AC, Suzy Cristiny, as únicas propostas da empresa é de sucateamento de todo o serviço, o que inclui demissões, redução do número de agências e corte de direitos dos trabalhadores.

“As propostas resultarão na redução dos serviços para a população. Não concordamos com as medidas que buscam apenas a geração de lucros, pois a empresa é pública e não possui a mesma finalidade de uma empresa privada, assim os Correios possuem papel social, levando cartas e encomendas para localidades do Acre e de outros Estados onde jamais uma empresa privada vai atuar sem ter lucro”, justificou a sindicalista.

Suzy Cristiny alerta a população que o corte de direitos e de investimentos vem prejudicando há anos a população e o trabalhador.

“A população reclama da demora no recebimento das encomendas, mas a culpa é da direçao que deixou de priorizar a prestação de serviço, prejudicando a todos. Os funcionários também querem melhorias”, afirmou a presidente do Sintect-AC.

A sindicalista está acompanhando, em Brasília, toda a negociação para buscar alternativas que possam representar avanços para todos.

“Existe uma defasagem muito grande da quantidade de trabalhadores, com isso seria preciso aumentar o número de funcionários, o que poderia resultar na retomada da imagem da empresa que poderia aumentar a quantidade de cliente, mas eles não querem e estão seguindo o caminho inverso, deixando de investir”, finalizou Suzy Cristiny.

Continuar lendo

Destaque 2

Polícia recupera veículo de agente usado por presos para fugirem de presídio do Quinari

Publicado

em

Após quase 24hs de buscas, o veículo de uma agente penitenciária usado por detentos para fugirem de unidade penitenciária do Quinari, foi recuperado na tarde desta quinta-feira (19).

O veículo foi encontrado abandonado no km 16 da Estrada de Plácido de Castro e os dois detentos que fugiram com ele, Raimundo Irineu Alves Serra e Wellington Mota de Amorin, ainda continuam foragidos e procurados pela polícia.

Os dois eram autorizados a trabalharem na oficina do presídio e aproveitaram o carro de uma agente penitenciária para passar pela porta da frente do presídio se passando pela agente da segurança na tarde de ontem, quarta-feira (18).

A administração do presídio já abriu procedimento interno para apurar o ocorrido e as forças de segurança do estado foram alertadas sobre a fuga. Quando recapturados os dois devem retornar a cumprir pena em regime fechado naquela unidade e ainda responder pelo crime cometido.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.