Conecte-se agora
Fechar

Destaque 5

“A oposição tradicional no Acre é um balaio”, diz Carlos Gomes

Publicado

em

O ex-porta-voz da Rede Sustentabilidade, Carlos Gomes, criticou a chamada “oposição tradicional” no Acre e chamou-a de “balaio”.

Para Carlos, a oposição dá sinais de que vai amargar mais uma derrota eleitoral.

“A oposição tradicional no Acre é um balaio, brigam mais entre si do que contra a situação, talvez por isso amarguem tantas derrotas caminhando para mais uma. O que um Flaviano, por exemplo, ainda quer na vida pública? Eis um exemplo da falência política que resiste ao tempo pra viver improdutivamente às custas do dinheiro público”, completou.

Carlos se refere aos últimos acontecimentos por disputa no campo majoritário que vieram à tona na oposição envolvendo o PMDB, o DEM e o PSDB.

A novela na oposição é até difícil de explicar. Nesta quarta-feira, o Coronel Ulysses admitiu ser candidato a governador pelo DEM, o que tem o aval de Tião Bocalom, presidente da legenda, porém, Alan Rick, que também integra o DEM, parece não ter gostado da ideia e disse que o ex-prefeito de Acrelândia não está autorizado a lançar Ulysses.

Já o PMDB não aceita o vice da chapa de Gladson Cameli, indicado pelo PSDB, que é o médico Eduardo Veloso. A rejeição a Veloso seria um boicote dos peemedebistas à candidatura de Mara Rocha ao Senado.

Continuar lendo

Destaque 5

Jorge Viana diz que ex-presidente Lula é o único capaz de “pacificar e prosperar o país”

Publicado

em

A nove dias do julgamento do ex-presidente Lula, o PT do Acre lançou nesta segunda-feira, 15, na sede do partido, na rua Equador, Conjunto Habitasa, em Rio Branco, o comitê local de apoio ao petista. O evento contou com as presenças de dezenas de filiados, entre eles lideranças da legenda como o senador Jorge Viana, o presidente do partido, deputado Daniel Zen, e o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ney Amorim.

Jorge Viana se encarregou de proferir um discurso apaixonado por Lula. Para ele, o petista, quando presidente da República, “se transformou numa das maiores lideranças do mundo” e “trouxe o nosso país para o século 21 quando foi o primeiro presidente a olhar pelo nordeste, a olhar pelo norte, a olhar pelo centro-oeste”.

Viana seguiu seu discurso citando Lula com uma espécie de salvador da pátria: “Talvez o maior exemplo que pode trazer de volta o sonho de um país melhor, de prosperidade, de combate à injustiça, de não sermos interesses de fora do Brasil, talvez a única liderança que pode pacificar esse país é o Lula, o presidente Lula. Talvez seja o único. Parece que não, mas ele é o único”, afirmou ele defendendo a necessidade da candidatura de Lula à Presidência da República.

Lula senta no banco dos réus no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS) no dia 24. Ele será julgado no caso do triplex. Petistas e integrantes de vários movimentos ligados a esquerda se unem a favor do ex-presidente e pretendem acompanhar o julgamento de Lula na capital gaúcha.

Continuar lendo

Destaque 5

Acre tem três das piores faculdades do Brasil, segundo o Ministério da Educação

Publicado

em

O Acre volta pela segunda vez ao ranking das piores faculdades privadas do Brasil, com base em levantamento do Ministério da Educação (MEC), mediante avaliação do Índice Geral de Cursos (IGC) no último ciclo de avaliação, divulgado no fim do mês passado.

As faculdades São José, Sinal e Euclides da Cunha, ambas de Rio Branco, são as únicas acreanas classificada na lista negra do MEC. A reportagem não conseguiu contato com as instituições de ensino na manhã desta segunda-feira, dia 15.

Anualmente o Ministério da Educação (MEC), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), publica os indicadores de qualidade do ensino superior e o principal deles é o IGC (Índice Geral de Cursos). Entre públicas e privadas, foram 2.132 instituições de ensino superior avaliadas e 307 não atingiram a classificação mínima.

As três faculdades atingiram a pior nota de todas: média 1. Isso demonstra a incapacidade das instituições em formar novos graduados e emitir diplomas de nível superior. O índice varia de 1 a 5, sendo que notas abaixo de 3 são consideradas insatisfatórias.

Com a nota abaixo de 3, a “média azul” do índice, as faculdades São José, Sinal e Euclides da Cunha serão sancionadas pelo ministério, sendo impedida até de abrir novas turmas. Há também a possibilidade de a faculdade não puder realizar novos processos seletivos de ingresso, pelo menos até que a nota volta ao patamar ideal.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.