Conecte-se agora

Um ano após ataques, supostos líderes de facções transferidos já retornam para o Acre

Publicado

em

Há exatamente um ano, presos deflagravam uma rebelião dentro do Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, deixando quatro mortos e 19 feridos. Foram horas de confronto e muita tensão. Depois disso, um grupo de presos foi transferido para o Rio Grande do Norte, onde permaneceu até esse mês.

Como a medida foi para contar os ataques que saíram do presídio para as ruas das cidades acreanas, agora, depois de um ano, o juiz federal com ordem sobre o Presídio Federal de Mossoró determinou o retorno desses detentos ao estado acreano. De todos os remetidos para lá, nove já estão de volta.

Em setembro, ac24horas contou em primeira mão sobre o retorno dos detentos. Outros seis presos ainda estão no Rio Grande do Norte, e ainda não há data para retorno. O prazo mínimo é de um ano, e o máximo de dois anos. O setor de inteligência as polícias acreanas trabalham para impedir que a chegada dos presos cause novos ataques criminosos.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas