Conecte-se agora
Fechar

Prefeitura de Rio Branco busca solução para alagamentos em torno da Avenida Ceará

Publicado

em

Uma equipe da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos – SEMSUR atuou durante toda a tarde desta quarta-feira desobstruindo cinco dispositivos de drenagem – bocas de lobo da Avenida Ceará, que por estarem parcialmente entupidos, causaram alagamento da via durante a forte chuva da última terça-feira. Choveu 76,2 milímetros em pouco mais de uma hora, 49 por cento do volume de chuvas esperado para o mês de outubro. O objetivo das bocas de lobo é dar vazão ás águas pluviais – oriundas da chuva.

O trabalho foi determinado pelo prefeito Marcus Alexandre, que esteve no local nesta quarta-feira. A desobstrução foi coordenada pelo secretário Adjunto de Obras, Marcos Vinícius e pelo diretor de Limpeza Pública da SEMSUR, Willy das Neves. Primeiro os homens limparam os dispositivos e em seguida, com o uso de um caminhão com água em alta pressão, foi feito um jateamento nos cinco bocas de lobos.

Logo depois do jateamento já foi possível perceber que as águas estavam com maior vazão, passaram a fluir indo para a rede coletora das águas pluviais, que desaguam no canal da Maternidade.

Willy Neves cita que a obstrução é causada pelo acúmulo de areia e sujeira, como garrafas e sacolas plásticas e pede ajuda da população, para evitar que ocorram novas obstruções na rede de drenagem. “Precisamos manter esses dispositivos limpos. Na hora da chuva a sujeira que está perto das bocas e lobo vão parar lá dentro então pedimos que a população evite isso”.

Além da Avenida Ceará, a SEMSUR vai atuar em outros onze pontos da cidade, como na Avenida Getúlio Vargas e na Baixada. Além da manutenção constante nesses locais, Willy explica que na hora das fortes chuvas, as equipes da SEMSUR saem para atuar na desobstrução. “A gente vai na chuva mesmo para resolver os problemas “, conclui.

O secretário Adjunto de Obras do Município não descartou a possibilidade de abrir novos boca de lobos ao longo da Av. Ceará para dar maior vazão as aguas das chuvas. “Estamos fazendo um diagnóstico e buscando solução imediata a fim de evitar o acumulo de água em dias de fortes chuvas e também minimizar os transtornos para a população”, explicou Marcos Vinícius.

Destaque 2

MPAC institui nova composição para Grupo Especial de Apoio e Atuação a situações de emergência, desastres e calamidades

Publicado

em

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, instituiu nesta sexta-feira, 16, a nova composição do Grupo Especial de Apoio e Atuação para Prevenção e Resposta a Situações de Emergência ou Estado de Calamidade devido à ocorrência de Desastres (GPRD), do MPAC.

Criado em 2012, o GPRD tem a finalidade de prestar assistência à população acometida por desastres naturais, e teve uma atuação muito importante quando do enfrentamento das maiores enchentes ocorridas nos anos de 2012 e 2015. A reinstalação do GPRD ocorreu após a Prefeitura Municipal de Rio Branco decretar Situação de Emergência em Rio Branco, devido ao transbordamento que atingiu mais de 20 bairros, após 10 horas de chuva ininterrupta nesta terça-feira, 13.

“Com a situação de emergência decretada pelo município de Rio Branco, Instalamos novamente o grupo para atuar em situação de alerta a princípio, e caso seja necessário, em regime de plantão, para atender não só a população de Rio Branco, mas de todos os municípios do Acre que eventualmente venham a declarar situação de emergência em novos casos de transbordamento”, destacou a procuradora-geral.

Foi designado para coordenar o GPRD, o procurador de Justiça Carlos Maia. Também integram o grupo, as procuradoras de Justiça Patrícia Rego, Rita de Cássia Nogueira, Gilcely Evangelista, e os promotores de Justiça Almir Branco, Glaucio Ney Oshiro, Ildon Maximiano, Joana D’Arc, Marco Aurélio Ribeiro, Vinícius Menandro, Bernardo Albano.

Por meio do GPRD, o MPAC também poderá cumprir com suas atribuições constitucionais, com o auxílio à comunidade atingida pelo transbordamento. O GPRD também consiste, sobretudo, na prestação de apoio institucional, administrativo, técnico e operacional integrado para suprir as demandas referentes à infância e juventude, pessoas com deficiência e idosos, saúde, direitos humanos, meio ambiente, habitação e urbanismo.

Em outras frentes de atuação em anos anteriores, o MPAC agiu por meio do GPRD com plantões compostos por membros e equipes técnicas, incluindo assistentes sociais e psicólogos que auxiliaram no mapeamento de todas as famílias atingidas pela enchente em Rio Branco e Região do Alto Acre.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Continuar lendo

Destaque 2

Atlético Acreano estréia em casa contra o Remo pela série C do Brasileirão

Publicado

em

O Atlético Acreano não terá vida fácil no brasileiro da série C. O time acreano é o único entre os quatro que conseguiram o acesso no ano passado que vai disputar a competição pela primeira.

O bi campeão do Acre ficou no grupo A, ao lado de equipes consagradas do futebol nacional. Com exceção do Remo, todos os demais adversários são nordeste.

O Atlético será o time que vai encarar as maiores viagens, e consequentemente os mais fadigantes desgastes. Estão no grupo o Náutico , Salgueiro e Santa Cruz, de Pernambuco, ABC e Globo, do Rio Grande do Norte,Botafogo da Paraíba, Confiança de Sergipe e Juazeirense, da Bahia.

A primeira partida na competição acontece no dia 14 de abril, na Arena da Floresta diante do Clube do Remo. No dia 21, O Galo vai a Recife encarar o Santa Cruz.

A CBF deu um alento para os clubes, e aumentou de 28 para 30 o número de passagens, o que significa muito para um time do porte do Atlético do Acre,que vai poder levar mais dois jogadores para os jogos fora de casa.

A série C vai se estender de abril até o mês de setembro. Das dez equipes de cada grupo, quatro avançam para a fase seguinte. As duas piores colocadas na primeira fase caem para série D.

Continuar lendo

Destaque 2

Adolescente de 14 anos é morto a tiros dentro de casa no Miritizal, em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Um adolescente de 14 anos foi executado na madrugada desta quinta-feira, dia 16, no bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul. O menor estava em casa quando homens armados invadiram a casa, o adolescente pulou a janela, mas ainda foi alvo dos bandidos.

O comandante da Polícia Militar, major Manoel Jorge, disse que o caso trata-se de uma clara execução. “As informações que conseguimos apurar até o momento é que o menor estava em casa quando esses indivíduos invadiram a casa e tentaram o matar”, disse.

O adolescente teria ainda pulado a janela para tentar fugir dos bandidos mas foi atingido com vários disparos. “Não pudemos saber ao certo quantos disparos nas foram muitos disparos, havia várias perfurações”, afirmou.

O adolescente, segundo a informação da polícia, faria aniversário daqui a cinco dias. “Situação extremamente triste, é muito triste que algo assim aconteça com uma criança”, concluiu. A Polícia Civil já investiga o caso, mas até o momento ninguém foi preso. As informações são do Juruá Online.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.