Conecte-se conosco
Fechar

Driblando a crise com competência

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Na maioria dos Estados está havendo demissão de servidores, os pagamentos dos que já são do quadro estão atrasados, e o pequeno Acre, neste ponto está driblando a crise, e contratando por concurso público, novos funcionários. Uma luta incessante do secretário Gemil Junior em organizar administrativamente a secretaria de Saúde para que isso se concretizasse, com aval do governador Tião Viana. Nesta quarta-feira 300 novos concursados estão assumindo em vários cargos no sistema de Saúde. Foram aprovados em 2013 e 2014. Já são mais de 2 mil servidores contratados pelo governo para a área de Saúde, o que colabora para melhorar a gestão. Essas contratações somente são possíveis porque há o equilíbrio das contas públicas. Num Estado em que não existem indústrias, o desemprego é alto, se ofertar empregos com estabilidade é para se registrar como um fato positivo, independente, de que partido esteja no poder. O ato de amanhã está acima da política e de ideologias, mas é de competência na gestão. Lembrar que não houve apadrinhamento, prevaleceu o mérito dos que vão assumir. São todos concursados.

COMISSÃO DOS NOTÁVEIS
A “Comissão dos Notáveis”, formada por Osmir Lima, Alércio Dias, Luiz Calixto, José Bestene e Normando Sales é quem está montando um diagnóstico do Estado, com técnicos de cada área, para orientar o candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP). Atuam também como conselheiros políticos. Todos foram deputados e ocuparam cargos relevantes no Executivo.

UM NOME PARA O TCE
Caso se concretize a hipótese do Conselheiro do TCE, Valmir Ribeiro, vir a ser o vice na chapa da oposição ao governo, um nome forte para ocupar a sua vaga no TCE é o do advogado Odilardo Marques. Foi o que ouvi ontem de quem transita bem entre as esferas do governo.

COM CONHECUIMENTO DE CAUSA
Conheço a estrutura de cada candidatura. Por isso não é arriscado avaliar que, não será fácil aos demais candidatos a deputado estadual pelo PT, desbancar os mandatos dos deputados Daniel Zen (PT), Leila Galvão (PT), Jonas Lima (PT) e Lourival Marques (PT). Todos sólidos

TAMANHO DO PCdoB
As fotos mostram de que tamanho ficou o PCdoB no interior, as reuniões com um público que cabe numa Van. Para quem já reuniu multidões em qualquer acontecimento que programasse é de se preocupar. Por isso é que os comunistas perderam seu papel de protagonistas na FPA.

QUARTA GERAÇÃO
Quem lê as entrevistas do deputado Jenislon Lopes (PCdoB) sobre a ferrovia dos chineses que cortará o Acre por Cruzeiro do Sul para chegar aos portos do Pacífico, fica a imaginar que a construção começa amanhã. Talvez, a sua quarta geração, no Acre, veja a obra inaugurada.

VIROU CARTA DECISIVA
Quando dá para a VEJA colocar o Jair Bolsonaro como capa da última edição e o detonar sem opção de defesa mais ampla é um sinal que a sua candidatura à presidência se consolidou para ir ao segundo turno. E quanto mais o tornarem de vítima, melhor para a sua campanha.

AO FINAL RECONHECE
Mas ao final reconhece que, com Lula prestes a sofrer novas condenações e ficar inviabilizado de disputar a presidência, o nome de Jair Bolsonaro passa sim ter chance séria de se eleger.

RESULTADO DO CALDO POLÍTICO
O fenômeno Jair Bolsonaro está mais centrado no desmoronamento das velhas oligarquias políticas, no descrédito da classe política, e por defender pautas populares, ocupou o vácuo.

NÃO TEM NOVATO
O que chama atenção na disputa das duas vagas do Senado é que não tem novato na corrida. Márcio Bittar (PSB), Sérgio Petecão (PSD), Ney Amorim (PT), Jorge Viana (PT) são todos especialistas em ganhar eleição. E também com estrutura de campanha. É um jogo que ainda nem começou, não saiu do vestiário e que tende a ficar mais embolado no curso da campanha.

CERTEZA ABSOLUTA
Ontem, tive a certeza de que o DEM está fora do jogo na indicação do vice da oposição.

TRATAR DA VIDA
O deputado federal Alan Rick (DEM), que faz um bom mandato, nem se discute; Tião Bocalom (DEM), que é um nome respeitável na política, tratem de desativar a hipótese de vice e focar nas suas candidaturas para a Câmara Federal. Já perderam muito tempo com este sonho.

ÚLTIMO CAVALO QUE PASSA
Para o ex-prefeito Tião Bocalom (DEM) a próxima eleição poderá ser o último cavalo que passa para conseguir um mandato. Com um mandato pode sonhar alto para 2020. Se mais uma vez ficar fora, naturalmente, o seu nome cairá na vala do esquecimento popular. É assim na política.

AMARRA BEM
A chapa de deputado estadual do PP tem nomes como os deputados Nicolau Junior, Wendy Lima, Gehlen Diniz e José Bestene e outros nomes mais medianos. Bestene, que estava atuando na política apenas como dirigente partidário está no jogo como forte candidato.

EDUARDO VELOSO
Outro nome que está muito falado para vice na chapa ao governo do senador Gladson Cameli (PP) é o médico Eduardo Veloso, que o tem acompanhado em todas as viagens pelo interior e são muito amigos, o que é um passo. Quem defende sua candidatura de vice argumenta ser uma cara nova e traria uma estrutura para a campanha, não entraria só com o nome.

NÃO QUER DIZER NADA
É uma tremenda bobagem se dizer que vice tem de ter mandato. Vamos dar um exemplo regional: JorgeViana (PT) não se elegeu governador com o Binho Marques, que nunca tinha disputado uma eleição, de vice?

POLÍTICA NA FAMÍLIA
A política está em família, o pai do médico Eduardo Veloso, o também médico Paulo Veloso, já foi vereador de Rio Branco. A roleta vai girar, façam seus jogos no Valmir Ribeiro ou no Eduardo Veloso para vice. Os fatos afunilam na direção dos dois nomes.

2020
Um das figuras mais importantes do PT me disse ontem que, em 2020, o candidato a prefeito de Rio Branco será do PT, mesmo o cargo estando sendo ocupado na ocasião pela professora Socorro Nery, que estaria efetiva. Aliás, se torna a prefeita efetiva em abril próximo.

O HOMEM DO PROS
O médico Carlos Beirute deverá assumir o comando regional do PROS, no próximo dia 29, em Brasília. Está sendo preparada uma grande festa para posse da nova direção, Em Rio Branco. Mas não aposte na permanência da deputada Maria Antonia (PROS). A deputada e o seu marido Deda não abandonarão a FPA. A família tem vários cargos de confiança no governo.

BATEDORES DE CARTEIRA
11 mortes violentas com execuções até no centro da cidade, somente este mês. É muito. Preocupante! É chegada a hora de apertar novamente o cerco prendendo os executores. Os membros do antigo “esquadrão da morte” do Acre, comparado com hoje, viram batedores de carteiras.

CANTIGA DE GRILO
O presidente do PDT, Luiz Tchê, bate num ponto principal para convencer deputados e lideranças sem mandato que querem disputar uma vaga para a Câmara Federal a entrar no PDT e compor uma chapinha: quem for para o chapão do PT é só para servir de escada.

NÃO É EXAGERO
Não chega a ser nenhum exagero do presidente Tchê, no chapão do PT, que tem Sibá Machado, Léo de Brito, Raimundo Angelim, Perpétua Almeida e César Messias já entra sabendo que, dificilmente, terá alguma chance de ganhar desse grupo de candidatos.

NÃO CONSIGO AVALIAR
O deputado Jesus Sérgio (PDT) está igual biruta de aeroporto, sem rumo definido. Uma hora é candidato à reeleição e na outra a deputado federal. A sua mais nova aventura anunciada tende ser um desastre: assumir a presidência do PSC, que, no Acre, só existe no nome, e sem uma expressão política. Teria que começar do zero e isso a menos de um ano da eleição.

MESMA PRESSÃO
O PSC lhe foi oferecido com a obrigação de eleger deputado federal. É como acertar na MEGA.

SEM NENHUM ARRANHÃO
Foi uma novidade a estratégia política armada pelo governador Tião Viana de colocar quatro nomes disputando a indicação para ser o candidato ao governo da FPA. Motivou o debate com plenárias em todas as regionais do Acre, sem um clima de confronto e serviu para movimentar a coligação. Os fatos que definiram o nome do candidato não foram nem os debates, mas as pesquisas realizadas, que colocaram o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT) na dianteira. É aguardar novembro, quando se dará o anúncio oficial da candidatura. Marcus deixará a PMRB no próximo mês de abril e assumirá para cumprir o restante do mandato, a vice Socorro Nery (PSB). Entrará no fogo cerrado de uma eleição que define os rumos do PT no poder.

Continuar lendo

Blog do Crica

Diálogo de surdos

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Fora do debate do Pró-Saúde

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Jackson Ramos: “Raimundinho da Saúde é o responsável pelo fim do Pró-Saúde”.

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.