Conecte-se agora

Destaque 6

“Não há nenhuma criança sequestrada”, diz delegado

Publicado

em

Áudios espalhados em grupos de WhatsApp e no Facebook com pessoas relatando tentativas de sequestro e rapto de crianças em Rio Branco vem aterrorizando pais e mães, porém de acordo com o delegado Josemar Pontes, secretário adjunto de Polícia Civil, não há na capital do Acre nenhum registro oficial desse tipo de fato até o momento. A informação foi dada pelo delegado à jornalista Lília Camargo, nesta quinta-feira, 20, no momento em que os boatos sobre supostos sequestros circulam na rede.

“Hoje nós podemos afirmar de forma categórica: não há em Rio Branco nenhuma criança sequestrada, raptada ou algo que o valha. O que há são esses áudios e postagens em redes sociais ou grupos de WhatsApp dando conta dessas supostas ações. E nós até hoje não tínhamos nenhum registro concreto, somente especulações. E hoje, coincidência ou não, a partir do momento em que se divulgou não haver registro começaram a haver algumas ligações para o 190 do Ciosp sempre com o seguinte viés: me disseram que aqui no bairro sequestraram uma criança. Outras ligações no mesmo sentido: populares me disseram, essa pessoa ou essas pessoas que não se identificam. Estão ligando para o 190 sempre se reportando a terceiros”, afirmou.

O delegado pede às pessoas que não disseminem esse tipo de informação e que qualquer denúncia encaminhem à polícia para posterior investigação.

O delegado relata, porém, que os relatos feitos via áudio estão em apuração por agentes da Polícia Civil em bairros de Rio Branco.

“Esses fatos não se consubstanciam, tendo em vista que famílias não nos procuram, mães, pais, isso seria de se esperar, não é, uma criança raptada, isso não é normal que a família se deixe aquietar. Então esses fatos não tem tido comprovação material, muito embora cada caso está sendo investigado de forma criteriosa. Temos agentes em campo, nos bairros citados. Porém até o momento afirmamos e reafirmamos: nenhuma criança foi sequestrada ou raptada na cidade de Rio Branco.”

Continuar lendo

Destaque 6

Socorro Neri entrega 11ª quadra de grama sintética no Defesa Civil

Publicado

em

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, inaugurou nesta quarta-feira, 19, a Quadra de Grama Sintética Estanislau Rodrigues de Souza no bairro Defesa Civil. Os vereadores Mamed Dankar, Elzinha Mendonça e Antonio Morais, além de moradores, lideranças comunitárias como o presidente da União das Associações de Moradores de Rio Branco (Umarb), Oséias Silva, e gestores municipais prestigiaram o evento.

A prefeita agradeceu ao senador Sergio Petecão, autor da emenda parlamentar que proporcionou a construção da quadra e entregou ao presidente da Associação de Moradores do Bairro Defesa Civil, Francisco Ferreira de Souza, a chave do portão da quadra. “Façam desta quadra um espaço de vocês”, pediu a prefeita. A gestão da quadra será compartilhada entre Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel) e Associação de Moradores do Bairro Defesa Civil.

A quadra do Defesa Civil é a 11ª de grama sintética entregue pela gestão municipal nos últimos anos. Além do Defesa Civil já foram contemplados os bairros Tangará, Residencial Iolanda, Santo Afonso, Santa Cecília, Xavier Maia, Raimundo Melo, Chico Mendes, João Eduardo, Adalberto Aragão e Conjunto Universitário.

O nome da quadra presta homenagem ao líder comunitário Estanislau Rodrigues de Souza, ex-seringueiro que chegou ao Defesa Civil nos anos 1990, após mudar-se com a família do Seringal Estirão, no Rio Muru, em Tarauacá, para Rio Branco, em busca de melhores condições de vida. “Meu orgulho é muito grande, pois esta quadra leva o nome do meu pai”, disse, emocionado, Francisco Adeilson Ferreira Souza, cujo pai fundou o bairro, e assim como ele, foi líder comunitário e referência para os moradores.

A primeira quadra pública com grama sintética da cidade foi inaugurada em dezembro de 2012 pelo então prefeito Raimundo Angelim no Conjunto Tangará. Depois daquela vieram muitas outras com o ex-prefeito Marcus Alexandre. Novas quadras e espaços de esporte e lazer chegam agora com a prefeita Socorro Neri. “O Defesa Civil e bairros adjacentes estão de parabéns por este equipamento esportivo”, disse o secretário de Esportes e Lazer de Rio Branco, Afrânio Moura.

A quadra estará à disposição dos moradores diariamente, de forma ordenada, para garantir sua conservação. “No meu tempo de criança não tinha uma quadra dessas não. Por isso, peço que cuidem com carinho”, disse o vereador Dankar, que falou em nome dos demais.

Parquinho para divertir a criançada

Quadras de gramas sintéticas estão cada vez mais presentes na política esportiva de Rio Branco, mas até poucos anos esse tipo de gramado só era encontrado em quadras de empreendimentos particulares da capital, com preço de uso pago por hora. A quadra do Defesa Civil custou cerca de R$729.479,25 em recursos de emenda parlamentar liberados através de convênio com o Ministério dos Esportes.

Além da quadra, a Prefeitura de Rio Branco implantou um parquinho e uma quadra de vôlei de areia na mesma área. Todo o entorno recebeu paisagismo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 6

Aleac suspende contrato com empresa denunciada pela PF

Publicado

em

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre comunicou através do Diário Oficial do Estado a suspensão do contrato com a VT Publicidade, empresa denunciada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Hefesto por tentativa de suborno a servidor da Justiça do Trabalho e vários crimes envolvendo recursos públicos oriundos da Aleac.

A empresa de publicidade foi a mira de agentes da PF semana passada. Eles cumpriram 24 mandados, sendo 7 de prisão e 17 de buscas e apreensão, nos municípios de Rio Branco, Xapuri e Sena Madureira. Há denúncias de práticas de peculato, corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa, fraude à licitação e falsidade ideológica.

A operação é fruto de meses de investigação, que teve início quando supostos membros do esquema criminoso agiam fraudando licitações de publicidade. A ideia, segundo a denúncia, era buscar aliciar servidores públicos para que impedissem a atuação dos órgãos fiscalizadores.

A operação da PF teve novos desdobramentos nesta terça-feira, 18, quando dois servidores da Assembléia Legislativa foram presos preventivamente por possíveis contatos com a proprietária da VT Publicidade presa semana passada. Conforme a denúncia, essa dupla é suspeita de obstrução de justiça e de ocultarem provas dos desvios no contrato de publicidade e ainda de pagamentos indevidos.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.