Conecte-se agora
Fechar

Primeiro Supermercado 24 horas do Acre, Pague Pouco recebe milhares de clientes em inauguração

Marcos Venicios

Publicado

em

A manhã deste domingo, 1º de outubro, ficou marcada pela inauguração de um dos principais Supermercados do Acre, o Pague Pouco, o primeiro e único do segmento que funcionará nas quintas, sextas e sábados durante o período de 24 horas. Localizado na avenida Getúlio Vargas, o novo empreendimento do Grupo Recol conta com a terceira loja que prima por economia e comodidade. Mais de 160 empregos diretos foram gerados somente com esta loja e junto com as outras duas, ultrapassa a casa dos 340 postos de trabalho.

O empresário Marcello Moura, sócio proprietário do novo Supemercado, chegou por volta das 6h da manhã deste domingo, 7, no estabelecimento para preparar os últimos detalhes da inauguração.

Em entrevista ao ac24horas, Marcello ressaltou a importância do novo serviço disponibilizado. “O Pague Pouco vem de cara com um atributo que não existe na cidade ainda que é o fato de na quinta, na sexta e no sábado ele abre durante 24 horas. Nós vamos entender a necessidade de nossos consumidores a partir destes dias para saber se a gente decide abrir 24 horas durante todos os dias. Isso é apenas a primeira fase, um teste. A gente vai impulsionar esse serviço e manter esse serviço. A gente entende que aqui não tem essa cultura ainda, mas estamos apostando que dará certo. Vamos impulsionar isso para dar ao consumidor que tem horários de compras diferentes uma maior comodidade, sem aquela correria do dia a dia”, disse.

Clientes se aglomeraram do lado de fora da Loja

Moura explicou também sobre a demora para que o empreendimento ficasse pronto e a consolidação da marca com a inauguração do terceiro Supermercado. “Demoramos o tempo necessário para que tudo ficasse pronto por questões legais , por questões de obra, e depois por definição de marca e definição de atuação até a gente entender o que tinha que ser o Pague Pouco. O Grupo Recol já está nesse segmento de supermercados há 11 anos. Essa terceiro Loja do Pague Pouco é a consolidação do segmento de varejo alimentar e a partir de agora a nossa responsabilidade é maior, nós já atendemos um público muito maior do que estavamos acostumados a atender. O momento pós inauguração é um momento de muito estudo, muito trabalho para que a gente consiga atender a necessidade do consumidor”, enfatiza o empresário.

Loja que abriu suas portas às 9h da manhã deste domingo ficou tomada por clientes

Para ficar amplo, funcional e apresentando o slogan “Mais Barato Sempre”, o Grupo Recol investiu cerca de R$ 15 milhões na nova Loja que contará com 17 caixas em pleno funcionamento e estacionamento amplo para melhor atender os clientes. A inauguração contou com uma vasta lista de produtos em promoção, música ao vivo, distribulção de churrasquinho e refrigerante. De acordo com direção do Pague Pouco, o consumidor pode esperar grandes ofertas para as madrugadas também.

Destaque 2

Litro de Gasolina no Acre será repassado aos postos por R$ 4,75 a partir desta sexta

Publicado

em

O Ministério da Fazenda já fixou os preços arbitrados de combustíveis que os estados adotarão para a cobrança de impostos a partir de sexta-feira (16). O valor difere do que é cobrado ao consumidor nas bombas. Ele apenas é a referência para o cálculo dos impostos a serem recolhidos nas refinarias, a chamada “substituição tributária”.

No Acre, o litro de Gasolina Comum e Premium serão repassados aos postos de combustíveis no valor de R$ 4,75. O litro do Etanol será repassado por R$ 3,68 e consequentemente deve afetar o bolso do consumidor acreano, sobretudo os moradores dos municípios localizados no Vale do Juruá, que já pagam o combustível mais caro do Brasil.

Desde março de 1999, os Ministérios da Fazenda e de Minas e Energia vêm procedendo a reajustes parciais nos preços dos derivados de petróleo nas refinarias brasileiras em decorrência da alteração do regime cambial e do aumento dos preços internacionais dos derivados de petróleo ocorridos a partir de janeiro daquele ano.

O Acre está no topo da lista com o maior valor. No estado do Tocantins, o litro de Gasolina Comum será repassado aos pontos de venda por R$ 4,34, sendo o mais barato do país. Porém, lá o litro da Gasolina Premium será repassado no valor de R$ 6,39.

Continuar lendo

Gente - Economia e Negócios

Anvisa proíbe venda de marca de fralda descartável

Publicado

em

A Anvisa proibiu as vendas da fralda descartável Megafral Baby, por falta de cadastro do produto na agência.

Em resolução publicada no dia 7 de fevereiro, a agência determina que a venda do produto, fabricado e vendido pela empresa Megafral Indústria e Comércio Ltda, seja interrompida.

O documento também estabelece que a empresa recolha o estoque existente no mercado.

A agência também determinou a proibição das vendas do kit para parar de fumar da marca Fumodex, também por falta de registro, notificação ou cadastro.

O Fumodex é um higienizador bucal para fumantes, que teoricamente atua no paladar, fazendo com que o consumidor deixe de sentir o gosto do cigarro. De acordo com a descrição do produto no Mercado Livre, o efeito é de aversão ao gosto do cigarro.

A Anvisa não localizou a empresa fabricante do kit e determinou “como medida de interesse sanitário a apreensão em todo o território nacional do produto encontrado no mercado”.

O site Exame tentou contato com as duas empresas, sem resposta.

Continuar lendo

Cidades

Pagar salário sempre com atraso causa dano moral, decide 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho

Publicado

em

Trabalhador que frequentemente recebe o salário com atraso deve ser indenizado por dano moral. A decisão é da 2ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho. No caso, predominou o entendimento de que o dano moral é presumido diante dos atrasos, ou seja, dispensa comprovação, tendo em vista que o salário é a base da subsistência familiar, por possuir natureza alimentar. O recurso foi aceito por unanimidade no tribunal.

“O empregado oferece sua força de trabalho, em troca de pagamento correspondente para a sua sobrevivência. Se não recebe seus salários na época aprazada, fica impedido de arcar com os custos de sua subsistência e de sua família. Frisa-se que o salário possui natureza alimentar”, argumenta a decisão, publicada em acórdão na sexta-feira (9/2).

“Qualquer pessoa que não recebe seus salários no prazo legal sofre abalo psicológico, principalmente aquele que conta apenas com o salário para sua subsistência. Não é necessário nenhum esforço para se chegar a essa conclusão”, enfatiza o texto, que cita exemplos de entendimentos semelhantes proferidos pela corte.

O pedido de dano moral foi negado pela 2ª Vara do Trabalho de Brusque (SC) e pelo Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região (SC), sendo concedido somente no TST, sob relatoria do ministro José Roberto Freire Pimenta. A trabalhadora que entrou com a ação teve cinco meses de salários atrasados. A condenação à empresa foi firmada em R$ 6 mil.

Fonte: Conjur

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.