Conecte-se agora

Menina de 10 anos grava seu próprio estupro para que adultos acreditem em denúncia

Publicado

em

“É algo que deve envergonhar a todos nós”, disse a promotora uruguaia Mariela Nuñez sobre um caso de abuso sexual que chocou seu país: o de uma menina de dez anos que gravou os estupros a que foi submetida pelo pai de uma amiga para que os adultos acreditassem nela.

A menina costumava brincar e escutar música na casa da amiga da mesma idade, na cidade de Artigas, norte do Uruguai.

Segundo Nuñez, o pai da amiga “aproveitava momentos em que a esposa estava trabalhando, mandava a filha ao mercado para ficar a sós com a menina e começava a tocar suas partes genitais”.

O abuso se repetiu diversas vezes ao longo de um ano, tendo sido testemunhado pela filha do abusador em alguns momentos, de acordo com as investigações.

Tanto que as duas meninas articularam juntas o plano de gravar os estupros.

“(A filha) disse à amiguinha que sabia o que seu pai estava fazendo com ela, que tinha muito medo do pai e que ninguém acreditaria nelas, motivo pelo qual planejaram filmar tal situação, algo que conseguiram fazer depois de várias iniciativas”, afirmou Nuñez, de acordo com a imprensa uruguaia.

Em comunicado, a promotora uruguaia pediu que o caso sirva de alerta para que as crianças sejam escutadas com mais atenção.

“Esse ato valente de uma menininha estuprada deveria servir não apenas para que se faça justiça, mas sim para que toda a sociedade tome consciência de que essas coisas acontecem com mais frequência do que acreditamos e que as crianças não mentem, não inventam”, afirmou, segundo a imprensa local.

“É um caso extremamente doloroso que mostra a visão das crianças sobre o mundo adulto. Essa visão de que não acreditamos em sua palavra, a ponto de (a menina) submeter-se voluntariamente à violação para registrá-la. Não dá para separar o lado de promotora do de mãe e avó. (…) As consequências desse caso são imensuráveis. Arruinou a vida de duas meninas.”

Nuñez disse também que o acusado era “uma pessoa respeitada, de classe média, de quem ninguém suspeitaria uma atitude semelhante. Ele só negava (o estupro), mesmo diante das provas. Custou muito até que admitisse e não deu uma explicação. Eu mesma tive de sair do interrogatório para conter minha própria ira e cumprir com a minha função”.

Laptop escolar

As meninas, que não foram identificadas, gravaram os abusos com uma “ceibalita”, como são chamados os notebooks que o governo uruguaio entrega a todos os estudantes do país.

O caso chegou à Justiça depois que a menina mostrou os vídeos à tia. Em seguida, o pai da vítima denunciou os abusos.

O acusado, identificado apenas pelas iniciais JCSB, é um homem de 62 anos, sem antecedentes criminais. Ele foi preso. Se condenado, sua pena pode variar de dois a seis anos de reclusão.

Sua mulher e outro filho também chegaram a ser detidos, mas foram libertados, segundo a Justiça, pela ausência de “elementos que demonstrassem que eles tinham conhecimento dos fatos”.

Especialistas no tema explicam que casos de abuso infantil muitas vezes ocorrem dentro de casa – e muitas vezes não são denunciados. Há também os casos que, mesmo reportados, deixam de ser punidos por falta de provas.

Segundo Andrea Tuana, da associação uruguaia El Paso, que combate a violência doméstica e sexual, “a realidade é que conhecemos pouco da magnitude real do problema”, já que existe uma subnotificação de casos.

“Há uma grande quantidade de adultos que admitem ter sofrido abusos na infância e conta que, na época da denúncia, não acreditaram neles”, diz ela à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC.

“O caso dessa menina demonstra que não acreditamos na palavra das crianças, não as escutamos. O problema é cultural: é não querer aceitar que o abuso sexual existe.”

Menina de quatro anos é estuprada em campo de refugiados da Grécia

BBC Brasil – Todos os direitos reservados – É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Anúncios

Acre 01

Detento é encontrado morto em ala psiquiátrica do Complexo Penitenciário de Rio Branco

Publicado

em

O detento Aldemir de Freitas Lopes, de 44 anos, foi encontrado morto dentro de uma cela na ala de Saúde Mental do Complexo Penitenciário de Rio Branco na noite deste sábado (24).

A equipe percebeu que Aldemir estava sem vida no momento de entregar o jantar ao detento, que ficava em uma cela individual da ala.

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) afirma que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas os paramédicos nada puderam fazer, pois a vítima já estava morta.

O Instituto destaca que vai aguardar o laudo da perícia técnica para descobrir a causa do óbito.

Continuar lendo

Acre 01

Viúva vai à rádio procurar companheiro para relacionamento sério em Tarauacá

Publicado

em

A viúva Joana Ferreira Araújo, de 59 anos, procurou a Rádio Comunitária Nova Era FM, localizada na cidade de Tarauacá, para desabafar e afirmar que está cansada de viver sozinha e procura um companheiro para um futuro relacionamento.

Moradora do Beco da Garagem, ela deixa um número para que os interessados possam ligar: 015 (97) 99197-0680. “Sou uma mulher direita, evangélica e não quero terminar meus dias na solidão. Por isso, estou à procura de um homem da minha idade ou mais velho, que não tenha vícios e possa dividir seus dias comigo, que cuide de mim e eu cuide dele”, declarou.

Dona Joana é tarauacaense, mãe de 6 filhos, todos adultos, e viveu grande parte na sua vida no estado do Amazonas, município de Eirunepé. “Se eu não arranjar um companheiro aqui em Tarauacá vou voltar para o Amazonas”, concluiu.

Continuar lendo

Destaque 6

Feirão da Caixa conta com mais de 10 mil imóveis em leilão

Publicado

em

A Caixa participará de uma feira de imóveis no dia 30 de outubro que disponibilizará cerca de 10 mil imóveis novos, usados ou na planta. A Feira de Imóveis Online de Brasília será feita online.

A feira contará com a participação de agentes de crédito imobiliário como construtoras e corretores, além de correspondentes da Caixa, que prestarão consulta a quem tiver interesse em comprar algum imóvel. Também será disponibilizado o Simulador Habitacional do site da Caixa ou o aplicativo Habitação Caixa, para facilitar a comparação de taxas de juros e condições para o financiamento.

Por meio de nota, a Caixa informa que disponibiliza “taxas diferenciadas de acordo com as condições da operação e o perfil de relacionamento do cliente. Na modalidade SBPE, atualizada pela TR, as taxas anuais variam entre TR+6,25% e TR+8,00%a.a. Na opção de financiamento com atualização pelo IPCA, ficam entre IPCA+2,95% a.a. e IPCA+4,95% a.a. E há ainda a opção de Taxa Fixa, que varia entre 8,00% a.a. a 9,75% a.a”.

Ainda segundo o banco, os clientes que contratarem financiamento de imóveis novos até 30 dezembro terão a opção de carência de seis meses para começar a pagar. A contratação poderá ser feita pelo aplicativo Habitação Caixa, nos Correspondentes Caixa Aqui ou por meio das Agências.

Agência Brasil

Continuar lendo

Acre

Belo Jardim I recebe melhoria em infraestrutura e saneamento

Publicado

em

As enxurradas de comentários nos vídeos da série de reportagens que o ac24horas vem mostrando a situação nos bairros de Rio Branco. Revela ainda o interesse que a população da capital tem quando o assunto é investimento público.

O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, já visitou quase dez bairros nos últimos finais de semana, e tem destacado principalmente as necessidades que as regiões mais afastadas do centro estão tendo. Falta de água tratada, esgoto sanitário e recuperação de ruas é pauta base por onde chega o ac24horas.

Desta vez, o ac24horas foi até o bairro Belo Jardim I, onde a prefeitura está trabalhando e mudando a realidade precária de anos atrás.

Assista ao vídeo:

video

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas