Conecte-se agora
Fechar

Criminosos que explodiram caixa eletrônico do supermercado Valquerendo, no bairro Wanderley Dantas , são do Mato Grosso

Publicado

em

A Polícia Civil apresentou na manhã desta sexta-feira (15), o resultado de uma investigação que durou aproximadamente três meses e conseguiu elucidar o crime ocorrido em 5 de junho, no supermercado Valquerendo localizado no bairro Wanderley Dantas. Neste dia, dois caixas eletrônicos do Banco do Brasil foram estourados com explosivos e os criminosos fugiram levando dinheiro.

De acordo com as investigações a quadrilha faz parte da facção criminosa denominada Comando Vermelho. Tem a base originária do estado do Mato Grosso e atuam com ramificações em Rondônia e também no estado do Acre. Um homem identificado como, João Luiz Baranoski, seria o comandante da quadrilha e ordenava os crimes de dentro do presídio em Cuiabá, onde permanece cumprindo pena.

Dos quatro criminosos que participaram diretamente das explosões do caixa, dois foram presos, sendo eles, Jackson de Jesus Veríssimo, de 29 anos, preso em uma abordagem do Batalhão de Operações Especiais (BOPe), no mês passado, no bairro Placas e Ewerton Rodrigues Lima, de 40 anos. Este, foi preso em Cuiabá em posse de 28 mil reais com as cédulas manchadas de rosa e munições de fuzil. Os dois confessaram terem participado da ação e o dinheiro apreendido seria proveniente da explosão dos caixas.

“Para concluímos esse inquérito policial nos tivemos o apoio da Polícia Civil do estado do Mato Grosso e também de Rondônia. Tratasse de uma quadrilha grande e extremamente organizada, responsáveis por diversos arrombamentos e explosões a caixas eletrônicos ocorridos nos últimos meses nesses três estados. Nos próximos dias, esperamos prender também esses outros dois criminosos que estão foragidos, mas, já foram devidamente identificados. Com a parceria entre os estados acredito que em breve vamos estar apresentando essas pessoas, disse o delegado responsável pelas investigações, Sérgio Lopes.M

Mais Informações

Destaque 6

Transexual é impedida por segurança de entrar na Assembleia Legislativa do Acre para assistir sessão

Publicado

em

A transexual Bia Berkman foi impedida de acessar o 2° andar da Assembleia Legislativa do Acre para assistir a sessão na terça-feira, 22, por um segurança da Casa sob alegação de que Bia “seria um homem com roupas de mulher”. A denúncia foi feita pelo ativista gay Germano Marino via Facebook.

“Ao pará-la e dizer isso a ela e a impedir de pegar o elevador, a proibiu de subir. No mesmo instante, já que estava de short feminino, tirou uma calça da mochila e vestiu. Mesmo assim o segurança disse: ‘você agora não pode subir porque é uma calça de mulher, e você é homem e não pode usar roupa de mulher’. Foi uma situação de muito constrangimento e de muito preconceito”, informou Germano Marino.

O presidente da Assembléia Legislativa, Ney Amorim (PT), repudiou o ato do segurança da Casa. “Foi uma atitude, na minha opinião, lamentável de um servidor. Uma atitude isolada, onde ele confundiu e não teve sabedoria suficiente pra entender que a pessoa que estava adentrando ao prédio do Poder Legislativo era trans e aí ele usou uma regra. Qual era essa regra? Não entra de bermuda na Casa. Mas aí essa regra muda quando se trata de uma pessoa trans”, disse o deputado.

Assim que soube do que estava acontecendo, Ney Amorim disse que chamou Bia para se assentar na galeria da Casa para assistir a sessão.

“A trans pode vir de bermuda, de saia, da maneira que ela se vestir, que ela se achar melhor. Eu tomei providências. Chamei o chefe desse segurança e a trans para se assentar e se acomodar na Assembleia Legislativa e dei as boas vindas a ela, inclusive lamentando o que havia ocorrido na portaria da Assembléia Legislativa.”

Continuar lendo

Destaque 6

Após repercussão negativa, Ilderlei Cordeiro veta projeto de sua autoria para leiloar maquinário da prefeitura

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas

Publicado

em

Após a repercussão negativa e temendo um possível revés jurídico, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB) vetou o projeto de sua própria autoria, aprovado pela Câmara de Vereadores que autoriza sua administração a realizar um leilão de máquinas e equipamentos adquiridos na administração anterior. O projeto previa a venda de maquinário com pequenos defeitos que seriam facilmente recuperados, além de veículos e tratores que tiveram peças retiradas, foram sucateados e estariam parados na garagem mantida pela prefeitura.

Uma parte dos equipamentos que iriam a leilão foram adquiridos com recursos de emendas parlamentares de membros da bancada federal do Acre disponibilizadas ao longo dos últimos oito anos da administração do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB), como é o caso de uma vibro-acabadora de asfalto que de acordo com avaliação superficial, estaria com problemas nos retentores do cilindro. O lance inicial pelo equipamento que deveria estar sendo utilizado para ajudar na recuperação das esburacadas ruas da cidade de Cruzeiro do Sul seria de R$ 250 mil.

O prefeito Ilderlei Cordeiro justificou as razões de seu veto alegando que teria detectado “erros materiais relacionados no Anexo I do projeto de lei n° 010/2017”. Para evitar possíveis questionamentos judiciais o peemedebista informa que obrigado a “vetar na íntegra referido autógrafo de lei, para .. analisar todo o seu conteúdo e, após, encaminhar novo projeto de lei”. Segundo informações de matérias publicadas na administração anterior, o ex-prefeito Vagner Sales investiu 22 milhões de reais em máquinas e equipamentos que estariam na lista de avaliação apresentada por Cordeiro.

 

Continuar lendo

Destaque 6

Chef acreano representa o Brasil em congresso internacional de culinária indígena e volta com troféus e medalhas

Publicado

em

Mais uma vez o Chef acreano Natalino dos Santos foi destaque internacional e elevou o nome do Acre em mais um festival de gastronomia. Desta vez foi no 1º Congresso Enlace Cultural Gastronômico Nacional e Internacional, ocorrido nos dias 17 e 18 de novembro, no Departamento de Oruro, na Bolívia.

Natalino foi o único chefe brasileiro a participar do evento gastronômico, que reuniu 25 chefs de 15 países, em evento realizado pelo Ministério do Turismo e Cultura da Bolívia.

Natalino apresentou menus que resgatavam a gastronomia indígena. Ele preparou pratos dentro de uma proposta de reinvenção do Bobó de Camarão, e ainda utilizou-se de ingredientes da culinária indígena como o Tucupi, a Tapioca e o Pirarucu, o que conquistou o paladar dos jurados e lhe rendeu dois troféus e medalhas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas