Conecte-se agora

Grávida de nove meses perde o bebê e espera horas por ultrassom na Maternidade

Publicado

em

Uma jovem de 16 anos perdeu o bebê após 38 semanas de gestação. O caso ocorreu em Rio Branco, e foi confirmado na Maternidade Bárbara Heliodora, a principal da cidade. A família diz que houve erro no atendimento da garota e deve acionar o Ministério Público do Estado (MPE). O hospital especializado nega negligência.

Antonia Santos, mãe da garota, conta que chegou com a filha na maternidade na noite de quarta-feira, dia 30, mas como não tinha médico de plantão no local para fazer uma ultrassonografia, precisaram esperar até a manhã do dia seguinte para ter um diagnostico definitivo sobre o bebê.

“Eu tenho certeza disso [que o bebê estava vivo]. Ela diz que sentia. A gente fica nervosa, porque quer saber logo do resultado. Mas eles ficam demorando. Quando veio a notícia, foi que já estava morto. Eu acho que demorou muito. Minha filha está chorando muito, porque disseram direto para ela. Demorou muito para fazer isso”, denuncia a mãe.

Em nota, a Direção da Maternidade Bárbara Heliodora repeliu as acusações e afirmou que a menina já chegou com o bebê morto na unidade e que a primeira avaliação médica já apontou isso. Depois, o exame de ultrassonografia foi apenas para completar o diagnóstico inicial, ratificando a morte do bebê.

A paciente “deu entrada na unidade reclamando que não sentia movimentos do feto já há algumas horas. O médico responsável pelo atendimento procedeu com a realização de exame físico e também pelo aparelho, além de realizar, sem sucesso, estímulos para que o bebê respondesse. A paciente encontra-se internada em um dos leitos da unidade de saúde recebendo toda assistência necessária”, explicou a Direção.

Propaganda

Destaque 7

Navio Hospital feito pelo ex-governador Orleir Cameli é destaque em programa da Globo

Publicado

em

O Hospital Fluvial Dr. Manoel Braga Montenegro, construído pelo ex-governador Orleir Cameli, para prestar atendimento de saúde à população ribeirinha, e foi doado à Marinha do Brasil pelo ex-governador Jorge Viana, foi destaque neste sábado, 15, do Programa do Luciano Huck, exibido pela Rede Globo.

O programa mostrou o atendimento médico feito à moradores dos Rios Juruá, Tefé e Solimões na Amazônia, a vida da comunidade ribeirinha e da tripulação do navio, bem como modernos equipamentos, que permitem a realização de exames como o de ultrassonografia.

No Rio Juruá, o atendimento é feito anualmente até Marechal Thaumaturgo entre os meses de novembro à março. A tripulação composta por 80 pessoas inclui médicos, dentistas, enfermeiros e outros profissionais da saúde que atendem a população ribeirinha do Acre por 4 ou 5 meses.

O Navio de Assistência Hospitalar Dr. Montenegro foi construído em 1997 sob encomenda do então governador Orleir Messias Cameli, no estaleiro Conave, em Manaus. Prestou assistência nos rios da região e ficou aportado em Cruzeiro do Sul, até que em janeiro de 2000, foi cedido pelo ex-governador Jorge Viana, por meio de Cessão de uso, à Marinha do Brasil, que dotou a embarcação com modernos equipamentos que permitem a realização de vários tipos de exames.

A viúva do ex-governador Orleir, Beatriz Cameli, diz que ficou muito emocionada ao assistir o programa na TV Globo e ver “que o sonho de Orlei é realidade ainda hoje. Ele ficaria orgulhoso de ver o alcance desse projeto e a importância pros moradores de grande parte da Amazônia”.

O governador Gladson Cameli, sobrinho de Orleir, já a anunciou que pretende reaver a gestão do Navio de Assistência Hospital Dr. Montenegro.

Nome de Doutor Montenegro

Doutor Montenegro é uma homenagem ao ilustre médico acreano Doutor Manuel Braga Montenegro, cruzeirense , nascido na cabeceira do rio Liberdade em 14 de março de 1927. Formado em medicina em 1956, retornou para Cruzeiro do Sul-AC, onde começou a trabalhar como médico, dando atenção especial aos hanseníanos.

Continuar lendo

Destaque 7

Mailza Gomes lamenta decisão do Supremo Tribunal Federal

Publicado

em

Uma das pautas prioritárias no mandato da senadora Mailza Gomes (Progressistas- AC) é a defesa e a valorização da Família no Parlamento. Nesta sexta-feira (14), a parlamentar lamentou a decisão do Supremo Tribunal Federal que aprovou uso de leis de racismo para punir a homofobia.

De acordo com a senadora, que defende a garantia do direito de todos ressalta que a prerrogativa de legislar sobre o tema é do legislativo. “Sou Cristã, defendo a vida e a valorização da família aqui no Parlamento. Sou contra a violência e qualquer tipo de discriminação. Porém, precisamos aprovar uma lei que proteja e garanta os direitos da comunidade LGBT, ao mesmo tempo, não podemos punir os cristãos que tem suas convicções sobre o tema. Estamos atentos aqui no Senado e vamos acompanhar as propostas que tramitam na Casa que podem prejudicar liberdade religiosa e de crença que é um direito fundamental em nossa Constituição” destacou Mailza

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.