Conecte-se agora
Fechar

PF pede lista de comissionados da Emurb para investigar contratação de funcionários fantasmas

Marcos Venicios

Publicado

em

Mais um capítulo das investigações que apuram a atuação de uma suposta organização criminosa que estaria desviando recursos públicos da empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco – EMURB -vem a tona com exclusividade pelo ac24horas. Desta vez, a Policia Federal solicitou recentemente a lista completa com o nome de todos os servidores comissionados da empresa municipal. A PF apura, com base em denuncias e até mesmo uma delação premiada, que um suposto esquema forte de funcionários fantasmas instalado na repartição. A suspeita é que presidentes de bairros, cantores sertanejos e até mesmo garotas de programa recebiam salários sem trabalhar.

Segundo apurado pela Policia Federal, parte desses cargos serviam como moeda de troca eleitoral para apoiar um determinado candidato a deputado federal que se elegeu em 2014, mas que não teve seu nome ainda revelado. As investigações apontam que um comitê eleitoral teria sido montado dentro da Emurb. A expectativa é que nos próximos meses os envolvidos sejam denunciados.

A policia federal quer saber se todos esses acontecimentos teriam ocorrido durante a gestão do ex-presidente Jackson Marinheiro – nomeado em 2011 e exonerado em 2016 -, que recentemente foi denunciado pelo Ministério Público do Estado por peculato e crime ambiental. Ele é apontado em investigação do Ministério Público do Acre de ser o operador de um suposto esquema de realização de despesas pela EMURB. O conjunto indiciário na época apontava para a existência de um esquema criminoso de desvio recursos por meio de três frentes de atuação na área de Compras – execução fraudulenta dos contratos de fornecimento de bens (insumos em geral); Combustível – execução fraudulenta dos contratos de fornecimento de combustível e Medições – execução fraudulenta dos contratos de prestação de serviço de locação de veículos e máquinas, mas até agora a denuncia formal não foi apresentada a justiça.

Os indícios, de acordo com o MP, dão conta de que, ao tomar posse no cargo, Jackson formou e nomeou uma equipe de sua confiança para ocupar cargos estratégicos da empresa e em seguida teria cooptado diretores e outros servidores. “Com isso, a suposta organização criminosa teria conseguido alcançar setores estratégicos e sensíveis da EMURB, tanto na área operacional quanto na área administrativa, que permitiriam, em tese, a manipulação de documentos e informações relativos à realização de despesas da empresa sem a correspondente contraprestação de serviços pelos contratados”, explica documento produzido pelo MP para pedir autorização da justiça para executar a Operação Midas, que prendeu Marinheiro em setembro de 2016. O então gestor foi solto logo em seguida.

As investigações que correm no ambito da Policia Federal são referentes a possíveis crimes eleitorais. Já a que tramita em ambito estadual, sob responsabilidade do Ministério Público do Acre e Policia Civil, é referente a suposta improbidade administrativa.

EXONERAÇÃO:

Em outubro de 2016, logo após o escândalo da Emurb, o novo diretor Edson Rigaud, fez um pente fino e exonerou mais de 200 comissionados da pasta. Ele foi nomeado pelo prefeito Marcus Viana com o intuito de moralizar a empresa, após o ex-diretor Jackson Marinheiro ter sido preso. Na época, a prefeitura de Rio Branco alegava que Marinheiro já havia sido exonerado três meses antes da Operação Midas.

Mais Informações

Cotidiano

Caixa e Procon firmam parceria e clientes com dívidas no banco poderão pagá-las com descontos de até 90%

Publicado

em

Uma boa notícia para quem contraiu dívida com a Caixa Econômica e não pode pagá-la integralmente. A instituição anunciou, em reunião na sede do Procon do Acre, nesta terça-feira, 21, que deve começar na próxima semana uma campanha de negociação de dívidas com descontos de até 90% para pagamentos de cartão de crédito, empréstimo e cheque especial.

Pelo menos 15 mil clientes no Acre devem ser beneficiados, informou o diretor-presidente do Procon, Diego Rodrigues. A campanha é feita por meio de uma parceria da Caixa e o Procon.

“Hoje, tive a satisfação de de receber o Superintendente da Caixa Econômica Federal no Acre, Marcio Fiod Martins e sua equipe, para tratar da campanha de renegociação de dívidas, que acontecerá em parceria com o Procon, onde os consumidores inadimplentes poderão ter até 90% de desconto para fazer a quitação”, anunciou Diego.

Continuar lendo

Notícias

Uber admite que omitiu ataque hacker que roubou dados de 57 milhões de usuários em 2016

Publicado

em

Uber admitiu que foi alvo de um ataque hacker em 2016, que roubou dados de 57 milhões de motoristas e clientes em todo o mundo. A informação foi omitida por um ano pela companhia e revelada nesta terça-feira (21) por uma carta do presidente da companhia, Dara Khosrowshahi.

Ele disse que os hackers roubaram endereços de e-mail e números de celular. Entre os motoristas, 600 mil tiveram seus dados de licença expostos nos Estados Unidos. Segundo o presidente do Uber, não há evidências de que tenham sido acessados histórico de localizações de viagens e dados bancários.

O Uber não informou se há brasileiros na lista de usuários que tiveram os dados violados.

“Você pode estar perguntando por que estamos falando sobre isso agora, um ano depois. Eu tive a mesma pergunta, então eu imediatamente pedi uma investigação minuciosa sobre o que aconteceu e como nós lidamos com isso”, disse Khosrowshahi, na nota que anunciou o incidente.

Ele assumiu a presidência do Uber no fim de agosto deste ano, após o afastamento do antigo presidente e fundador da empresa, Travis Kalanick, que se envolveu em escândalos de falta de ética nos negócios. Desde então, o Uber tenta virar a página e mudar a cultura corporativa da empresa.

“Nada disso deveria ter acontecido, e não vou desculpar por isso. Embora não consiga apagar o passado, posso comprometer-me em nome de todos os funcionários da Uber que aprenderemos com os nossos erros”, disse Khosrowshahi.

Como foi o ataque
O Uber disse que duas pessoas de fora da empresa tiveram acesso aos dados dos usuários, que estavam armazenados em um serviço de nuvem terceirizado. O executivo diz que os responsáveis foram identificados e que a empresa conseguiu se assegurar de que os dados obtidos por eles foram destruídos.

O executivo diz que os motoristas que tiveram os dados expostos estão sendo notificados pela empresa e que as autoridades foram informadas sobre o ocorrido. A empresa está monitorando as contas que tiveram os dados fraudados para verificar se elas precisam de proteção adicional contra fraude.
Khosrowshahi disse que a companhia tomou medidas para restringir o acesso aos dados dos usuários e aumentar o controle dos dados guardados em nuvem.

Continuar lendo

Destaque 3

Senado aprova voto distrital misto para eleição de deputados e vereadores

Publicado

em

O plenário do Senado aprovou hoje (21) projetos que instituem o voto distrital misto nas eleições proporcionais para a escolha de deputados federais, estaduais, distritais e vereadores. As propostas serão agora encaminhadas para análise e votação da Câmara dos Deputados.

Pelo texto aprovado, o voto distrital misto associa o voto proporcional com o distrital. O sistema estabelece que cada eleitor poderá fazer duas escolhas na hora da eleição, podendo votar no candidato do seu distrito e no partido de sua preferência.

O projeto estabelece que o número de representantes eleitos pelos distritos deve ser igual à metade do número de cadeiras de cada circunscrição, arredondando-se para baixo no caso de números fracionários, tanto nos estados como nos municípios.

Aprovados por 40 votos a 13, os projetos de lei do Senado (PLS) 86/2017 e 345/2017, que tramitam em conjunto, foram apresentados pelos senadores José Serra (PSDB-SP) e Eunício Oliveira (PMDB-CE), respectivamente.

Pelo texto que será analisado pela Câmara, caberá à Justiça Eleitoral demarcar os distritos, que precisam ser geograficamente contíguos. A divisão deve seguir como critério o número de habitantes.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.