Conecte-se conosco
Fechar

O clima pega fogo na disputado do senado pelo Acre

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

O ex-prefeito de Cruzeiro Sul, Vagner Sales (foto), o principal fiador da entrada do ex-deputado federal Márcio Bittar no PMDB para disputar o Senado, disparou a metralhadora giratória contra o senador Sérgio Petecão (PSD), em uma gravação enviada à coluna. Alguns dos trechos: – “o Petecão venha bem humildizinho pedir o apoio para o segundo voto, pois, se tentar contra a candidatura do Márcio vai levar chumbo, principalmente, no Juruá”. Vagner alerta ainda que o PMDB tem seis prefeitos e é o partido mais organizado do Acre, com diretório em todos os municípios. O PMDB tem todo direito, segundo ele, de ter seu candidato a senador da República. “Ninguém tem compromisso com o Petecão. Não temos medo dele querer prejudicar o Márcio. Não temos medo de ameaça de prejudicar. Se partir com esta gracinha com a meia dúzia do pessoal dele vai levar chumbo”. Voltou a advertir. As advertências são uma resposta do ex-prefeito Vagner à revolta de dirigentes do PSD, que acham que há um esquema para descarregar os votos no Márcio Bittar, deixando Petecão em plano inferior. O jogo nem começou, mas as botinadas pelo Senado já estão do pescoço para baixo. Os fatos mostram que os tempos estão quentes e devem esquentar ainda mais.

Um hiato nesta troca de ameaças
Uma briga que leve PSD e PMDB se engalfinharem não terá ganhador entre ambos. O PMDB é de fato um partido organizado, com seis prefeitos, mais o PSD nesta sua aliança com o PSDB ficou muito forte. Será um confronto inevitável a prevalecer a lógica de que, oposição e PT, cada um elegerá o seu senador.

É impossível não haver confronto
É quase impossível não haver confronto dentro da oposição, por um motivo simples: só tem duas vagas para Senador. E uma, dificilmente, não ficará com o PT. Não existe essa de você pede voto para mim que eu peço para você. Eleição é Lei de Murici, cada um cuide de si.

A equação se aplica ao PT
Também não pensem que o senador Jorge Viana (PT) e o deputado Ney Amorim (PT) farão uma campanha irmanados como se fossem São Cosme e São Damião. Chegará um momento que cada um terá de correr para o seu lado, por saberem que só por uma zebra uma vaga não será da oposição. Este caldo de cultura de intrigas não vai acontecer somente no campo da oposição. Eleição é isso mesmo, disputa, muita disputa.

Não é seu linguajar
O vereador Roberto Duarte (PMDB) me ligou para lamentar a fala na Câmara Municipal em que comparou o secretário de Segurança, Emylson Farias, a um “rato”. “Já liguei para ele e pedi desculpas, não é minha prática o ataque pessoal, faço oposição aos mandatários”, assinalou. Um gesto de muito amadurecimento este do vereador Roberto Duarte (PMDB).

Bom vereador
Escorregar na palavra no fervor do debate é normal, no conjunto da obra o Roberto Duarte (PMDB) é um bom vereador. Isso é o que mais importa na sua atividade política.

Sou um entusiasta
Talvez por ter na família minha mulher transplantada eu seja um entusiasta do trabalho de ponta da Central de Transplantes do Acre, com todas as cirurgias realizadas 100% de êxito. É uma medicina de ponta, muito cara, que só funciona por questão pessoal do Tião Viana.

Não se pode deixar
E quando se fala no combate às hepatites e da luta para o aumento das doações de órgãos, não se pode esquecer, também, do deputado Heitor Junior (PDT) que, fez da causa, uma meta de ação. Sempre esteve ao lado dos portadores de hepatites, bem antes de ter um mandato.

Veio a calhar
O FANTÁSTICO da GLOBO exibiu ontem todas as etapas de um transplante. Mostrou como é delicado o processo. O aparato operacional que o cerca. Que vá as favas a que partido o Tião Viana pertence, quero passar longe, mas só por algum tipo de cretinice política não se pode deixar de reconhecer que o Acre está graças a ele sim, no Brasil, entre os poucos Estados que realiza transplantes e com sucesso total, uma medicina de ponta. Isso custa caro, muito caro, mas salva vidas. E isso é o que importa: vidas salvas. Neste contexto não cabe a politicagem.

Doe órgãos
E nunca deixe de autorizar a doação de órgãos, porque quanto mais doações houver, mais vidas serão salvas.

Que vergonha!
O dono da loja de departamento HAVAN deve ter saído da inauguração atordoado ao assistir a cena surreal de pessoas se engalfinhando para pegar edredons que estavam numa promoção a 30 reais a peça. O homem deve ter saído do Acre morrendo de vergonha com a cena dantesca.

Uma visão do inferno
Conta que foi uma visão do inferno a correria e o empurra-empurra pra pegar edredons.

Solidariedade e parabéns
A minha solidariedade à ex-prefeita Toinha Vieira e ao seu marido Zé Vieira e repúdio ao ato covarde de bandidos contra o filho do casal. E parabéns à polícia de Sena Madureira, por em tempo recorde descobrir e prender a quadrilha. Eficácia é o que a população almeja sempre.

Tocaram terror
Também na Capital o secretário Emylson Farias foi célere ao já identificar os membros de facção que incendiaram ônibus e mataram quatro pessoas. Autores foram presos e outros foram identificados e serão presos. Tem que fazer como em Sena Madureira, prender rapidamente e mostrar a cara de cada um à imprensa. Isso poderia se dar numa coletiva.

O que eu não espero
O que eu não espero que após as prisões alguns deles ou a maioria venha a ser solta na chamada “Audiência de Custódia”. Se isso ocorrer tira o estímulo de qualquer policial.

Dividir responsabilidades
O governo federal é de fato o responsável pela proteção das fronteiras. É por essas regiões que entra a droga e armas para os bandidos. Vamos ser sincero e apartidário. Essa omissão não acontece só no governo Temer. Também ocorreu nos oito anos da gestão Lula e da gestão Dilma. Com FHC e etc. Afinal, nenhum presidente encarou e deu muita bola para a guarnição das fronteiras do Estado com a constância e eficácia como deveriam ser. Não se salvou um.

Os tempos são outros
O ex-deputado e Delegado aposentado Walter Prado fez de fato um bom trabalho na Segurança Pública, só que os tempos eram outros, tempo dos bandidos românticos e não tinham facções organizadas. O “Xerife” Walter é candidato à ALEAC pelo PP.

Melhor para a política
O melhor que poderia ocorrer para a política será essa adoção de se eleger os mais votados. Acaba com a malandragem das coligações proporcionais e ganha quem tiver café no bule. Melhor do que isso só a cláusula de barreira para evitar a criação de novas siglas de aluguel.

Guerreira na campanha
A deputada Juliana Rodrigues (PRB) no dia a dia é uma pessoa comedida, mas numa campanha política se transforma, é quem puxa as passeatas e é das mais animadas. Observei isso na campanha do vereador Manuel Marcos (PR). Ambos farão dobradinha, ela para a reeleição e ele para deputado federal. Com o apoio integral da Igreja Universal. Bons nomes.

Bem poucos
Pelo andar da carruagem, bem poucos secretários estaduais não disputarão vagas de deputado federal ou deputado estadual. Isso tem sido um pesadelo para os deputados da base do governo, que vêm nisso uma concorrência desleal. Anotem: ninguém é dono dos votos.

Quem perdeu, perdeu
Todos terão que deixar o cargo a partir do próximo ano. Quem ganhar; tudo bem, quem não ganhar é esperar que o PT vença para o governo e tentar a volta ao poder. E se o PT não ganhar não esperem ser aproveitados na PMRB, que é pequena para tanta boca gulosa.

Muito competitivas
Teremos mulheres muito competitivas disputando vagas na Câmara Federal: Perpétua Almeida (PCdoB) e Jéssica Sales (PMDB). E outra comendo pela beirada: jornalista Vânia Pinheiro (PTB).

Previsão otimista
Na avaliação do senador Sérgio Petecão (PSD) o deputado Jairo Carvalho (PSD) se reelegerá com boa votação. O Jairo foi aonde os outros deputados não foram, comenta otimista.

Foi uma surpresa
Aliás, o deputado Jairo Carvalho (PSD) tem feito oposição dura ao governo, mas não se limita ao discurso da tribuna, desde o primeiro dia do mandato tem caído em campo para ampliar seu espaço.

Ditador não ouve ninguém
Seria muito mais sensato e ético criticar a ditadura que Nicolas Maduro implantou na Venezuela do que, o senador Jorge Viana (PT) querer chefiar uma comissão parlamentar para tentar um armistício no país vizinho. Não está lidando com alguém com um pingo de sensatez, mas com um tresloucado. O que há lá, já se sabe: supressão dos direitos individuais, censura à imprensa, morte de manifestantes, prisões de opositores, mordaça no MP, nada diferente das cruéis ditaduras africanas. O Nicolas Maduro é o nosso ditador da Correia do Sul mais alto e de bigodes, porque no chamado modo de operar, um pelo outro não tem diferença alguma. Pode-se com isso dizer que a comitiva de políticos vai fazer um tour trágico por Caracas.

Continuar lendo

Blog do Crica

Quebrando o paradigma do Fla x Flu

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

Bestene: “O PP terá chapas próprias para federal e estadual”

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

DEM manda coronel cantar em outra freguesia

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.