Conecte-se agora

Acidente com viatura que matou cabo pode ter sido ocasionado por falta de manutenção

Publicado

em

Um vídeo que até o momento vinha sendo mantido em sigilo pelo Ciosp (Centro Integrado de Operações em Segurança Pública) mostra que o capotamento da viatura da Polícia Militar do Acre, no último dia 11, na Via Verde, em Rio Branco, que resultou na morte do cabo Alelceny Costa da Silva, não foi ocasionado por buraco na rodovia, conforme vinha sendo divulgado. Ao contrário. O acidente teria sido ocasionado por falta de manutenção no veículo, uma caminhonete Triton.

Um policial que pediu para não ter seu nome divulgado por medo de ser punido pelo comando geral informou que o pivô do veículo teria quebrado e além disso os pneus estavam carecas. Não há buraco no local em que ocorreu o capotamento, conforme mostra o vídeo.

Procurado na manhã desta sexta-feira, 28, pela reportagem de ac24horas, o comandante da Polícia Militar do Acre, coronel Júlio César, disse que descarta a possibilidade de falha mecânica mecânica, embora os peritos ainda estejam trabalhando para saber as razões do acidente.

“Dentro da frota da PM, esses são os melhores carros. Esses carros de combate são alugados e tem a manutenção em dias. A hipótese de ser problema mecânico é mínima. Se fosse o pivô da direção, ele não teria movimento das rodas ao comando dele”, afirmou.

O comandante da PM lembrou que as imagens mostram que a viatura tentou desviar de uma moto e em seguida capotou.

Sobre a possibilidade de o acidente ter ocorrido por causa de buracos, Júlio César afirmou: “Não é a primeira reclamação por causa dos buracos nessa via”, diz, mas ponderou que “só se pode fechar o entendimento depois da perícia”.

O comandante rebateu a informação de que os pneus da viatura estariam carecas e reafirmou que a caminhonete estava em perfeito estado de manutenção e bem conservada.

Além do cabo Alelceny, estavam dentro do veículo o sargento Martineis e a soldado Melissa, que sofreram escoriações.

Propaganda

Acre

Atlético conquista primeira vitória no Campeonato Brasileiro

Publicado

em

FOTOS: SÉRGIO VALE 

Foram necessários oito jogos para que o Atlético Acreano conseguisse sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro da Série C.

Jogando no estádio Florestão, o Galo Garijó, venceu, de virada, o Tombense de Minas Gerais por 2 a 1.

O time acreano saiu perdendo. Aos 16 minutos do primeiro tempo Judivan fez um a zero para o time mineiro. Os gols da virada só saíram na segunda etapa quando aos 30 minutos Diogo e empatou e quando 5 minutos depois Weverton fez o gol da virada.

Com a vitória, o Atlético chegou aos 7 pontos e apesar de permanecer na zona de rebaixamento, na penúltima colocação do grupo, o time acreano está apenas a 3 pontos da zona de classificação à próxima fase da competição.

O próximo compromisso do time acreano é fora de casa contra o Luverdense em Lucas do Rio Verde, interior do Mato Grosso, no próximo domingo.

FOTOS: SÉRGIO VALE 

Continuar lendo

Acre

Para governo, mortes violentas continuam em queda no Acre

Publicado

em

Com base no ranking dos estados com maior índice de mortes violentas do país, o Acre segue apresentando redução no número de homicídios, saindo da segunda colocação para a nona. É o que afirma o governo do estado com informações levantadas pela ferramenta criada pelo site de notícias G1, para o acompanhamento de crimes contra a vida nos 26 estados e o Distrito Federal. Os dados foram divulgados esta semana e comparam o primeiro quadrimestre de 2019 ao mesmo período do ano passado.

Segundo os dados, em 2019, no mês de janeiro, foram registradas 32 mortes violentas. Já em fevereiro foram 29, em março 25 casos e em abril, 22. No mês de janeiro do ano passado foram relatados 51 homicídios, em fevereiro 30, março 29 e no mês de abril 34 mortes violentas.

A queda do número de mortes violentas em todo o Brasil foi de 23%. O Acre está com média superior à média nacional, com 25% no índice de reduções.

Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.