Conecte-se agora
Fechar

Toinho Alves poderá ser o candidato ao Governo do Acre pela Rede

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

O porta-voz estadual da Rede, Carlos Gomes, que foi candidato a prefeito de Rio Branco, em 2016, me garantiu que o partido entrará na disputa das próximas eleições no Acre. Segundo ele, terá postulantes às vagas do Senado e também ao Governo do Estado. O nome que está sendo cogitado, por enquanto, ao Palácio Rio Branco é o do jornalista Toinho Alves (Rede). “É um nome de respeito que temos. É uma possibilidade, mas não estamos preocupados com nomes, o momento demanda responsabilidade com a construção de um programa para o nosso Estado,” disse Carlos Gomes. Quanto ao Senado não existe uma definição, “mas pode ser uma surpresa”, antecipou o porta-voz acreano da Rede. Ele também anunciou para o próximo dia 22, uma plenária do partido com as presenças das ex-senadoras Marina Silva (Rede) e Heloisa Helena (Rede), às 9 hs, no auditório do Hotel Holiday Inn, em Rio Branco. Nesse mesmo dia terá início o Encontro da Juventude da Rede.

A versão do Toinho
O jornalista se manifestou sobre a especulação em torno do seu nome. “Isso de candidatura é só um levantamento interno de opções, não é nenhuma definição. No meu caso, é mais para gerar um debate sobre o perfil de candidato para a Rede,” disse Toinho.

Uma voz no debate
Se confirmada, a candidatura de Toinho Alves será muito positiva ao processo eleitoral. É alguém que conhece bem os problemas do Estado. Participou de várias campanhas da FPA, antes de ir para a Rede. Também esteve diretamente ligado às duas candidaturas de Marina Silva à presidência da República. Acredito que poderá elevar o nível do debate entre os candidatos.

Mudanças naturais
Vejo com bons olhos os nomes colocados para a disputa do Governo do Estado. A oposição virá com o jovem senador Gladson Cameli (PP). Assim a própria FPA teve que apresentar novas alternativas com o prefeito Marcus Alexandre (PT), a vice Nazaré Araújo (PT) e o líder do Governo na ALEAC, Daniel Zen (PT). Toinho pode complementar esse quadro com um debate produtivo para as mudanças que o Acre precisa com urgência.

Ao revés
Toinho Alves havia conversado recentemente comigo sobre a divulgação na mídia de que Marina Silva estaria apoiando as Reformas realizadas pelo presidente Michel Temer (PMDB). “É justamente ao contrário,” afirmou o jornalista.

A posição de Marina
Na sua página no Face, Marina escreveu o seguinte sobre as Reformas: “São muitas as arbitrariedades das propostas de reformas apresentadas pelo governo Temer: “Na Reforma da Previdência, por exemplo, mesmo com 65 anos de idade dificilmente o trabalhador vai conseguir completar 25 anos de contribuição. Na trabalhista, é inadmissível ter trabalhadores que ficam em processo de espera, de forma intermitente, sendo convocados a qualquer momento pelo empregador, sujeito a pagar multa se não estiverem à disposição.”

Questão de credibilidade
É bem verdade que Marina tem se posicionado a favor da necessidade de Reformas na gestão do país. Mas ela faz uma restrição: “O governo precisa ter legitimidade, credibilidade e popularidade para conduzir reformas de tamanha magnitude e alcance. Coisa que esse governo não tem,” escreveu.

Pé na estrada
O presidente da ALEAC, deputado Ney Amorim (PT), vai aproveitar recesso parlamentar para fortalecer sua pré-candidatura ao Senado. “Eu sempre tenho saído de Rio Branco, às sextas-feiras, e andado pelos municípios ouvindo as pessoas. Acho que para chegar ao Senado é preciso dialogar, sobretudo, nesse momento de crise política e institucional. Eu entendo que é preciso haver mudanças profundas nesse momento tanto no Congresso Nacional quanto na gestão do país. São necessários políticos comprometidos para o Brasil volte a se destacar no plano internacional como já esteve por um tempo,” disse ele.

Agenda recheada
No sábado, 15, Ney Amorim estará em Cruzeiro do Sul e de lá segue para Marechal Thaumaturgo. “Precisamos mostrar aos acreanos o que estamos realizando aqui na ALEAC. Apesar de todos as mídias que utilizamos, às vezes, as pessoas lá na ponta não tem conhecimento. O recesso é período ideal para fazer esse trabalho de aproximação com a população,” afirmou Ney.

Vencendo as desconfianças
Quando assumiu a superintendência do INCRA do Acre, o jovem advogado Eduardo Ribeiro, encontrou muitas resistências. Um ano depois mostrou a sua capacidade de gestor vencendo as burocracias internas e garantindo títulos agrários para quase 600 famílias. E a perspectiva, nos próximos meses, é chegar aos 2 mil títulos. Sem falar que conseguiu pacificar divergências internas no órgão federal. Apesar da sua ligação com o PMDB, Eduardo tem dialogado de maneira diplomática com parlamentares de todos os partidos que o procuram.

É do ramo
Essa polêmica em torno da Claudinha Pinho, a mais nova assessora parlamentar do deputado federal Flaviano Melo (PMDB), é ridícula. Claudinha sempre trabalhou como assessora política. É uma profissional. O fato de ter vindo do PC do B não a desqualifica. Quer dizer que para o PT a moça só era respeitável quando estava na FPA? E por ter vindo de um partido da suposta “esquerda” merece a desconfiança da oposição? Todo mundo tem o direito de mudar o rumo de vida e da ideologia de acordo com a sua convicção do momento.

Não tem essa…
Só para dar exemplos sobre as mudanças de rumos naturais na política o candidato mais forte da oposição ao Governo, Gladson Cameli, veio da FPA. Também veio de lá o senador Sérgio Petecão (PSD). Por outro lado, o deputado federal César Messias (PSB) e a vice-prefeita de Rio Branco, Socorro Nery (PSB), têm origens na oposição. Mudar de opinião não é crime.

Peregrinação política
Com o recesso parlamentar a maioria dos políticos acreanos vão andar muito pelo Estado. As próximas eleições serão muito disputadas para todos os cargos. Não adianta esperar o ano que vem. Já dizia o poeta que quem sabe faz a hora e quem quiser sonhar em continuar em mandatos estaduais e federais ou alcançar um novo tem que dialogar com a população. Preparar as suas bases e se articular para não ficar perdido no meio de um tiroteio de propostas. Lembrando sempre que agora as campanhas oficiais são muito rápidas e quem não se preparar vai ficar vendo a banda passar…

Mais Informações

Coluna do Nelson

Petecão e Alan Rick divergem sobre a candidatura de Coronel Ulysses

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Marcus ou Gladson, quem vai tomar mais café nas casas dos eleitores?

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Gladson e Marcus precipitam candidaturas e viram “vidraças” cedo

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.