Conecte-se conosco
Fechar

Gehlen Diniz teme estar sob vigilância por criticar segurança do Acre

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Ao passar pelo corredor da ALEAC o deputado estadual Gehlen Diniz (PP) me falou informalmente algo que é preocupante: “As coisas no Acre estão estranhas. Quem era para estar investigando acaba sendo investigado. Uma pessoa ligada ao PT me avisou que por causa dos meus pronunciamentos criticando a situação da segurança pública no Estado, na tribuna da ALEAC, eu posso estar sendo vigiado. Devem estar procurando algum ‘podre’ na minha vida, mas estou absolutamente tranquilo,” disse o parlamentar. Confesso que num primeiro momento achei que essa suposta “vigilância” seria por conta de Gehlen ser um dos membros mais ativos da CPI da SEAB. Mas telefonei posteriormente ao parlamentar do PP que confirmou achar que suas críticas estão incomodando a cúpula da segurança. Em relação a CPI da SEAB, Gehlen disse que chegaram os processos dos inquéritos policiais para serem analisados pelos membros da CPI.

Vem de longe
Essas desconfianças de que pessoas podem estar sendo “monitoradas” no Acre não são novas. Claro que me refiro às questões políticas e não criminais. Espero sinceramente que isso não passe de boatos e paranoias naturais do processo político.

Versão de Emylson Farias
Por telefone, conversei também com o secretário de segurança, Emylson Farias, para saber se há alguma investigação sobre o deputado. Ele me disse: “Não sei. Se houver alguma coisa são os delegados. Mas não tenho essa informação. A natureza do inquérito policial é sigilosa, mas não estou sabendo nada,” garantiu.

A questão política
Também quis saber como o Emylson recebe as críticas que são feitas pela oposição na ALEAC. “Pode falar todo dia, eu tenho tanto coisa pra resolver que não vou entrar em nenhuma discussão. Trabalho muito bem com crítica e acho natural que exista,” argumentou.

O fator Guardião
Outro tema que abordei com o secretário foi a questão do equipamento de investigação Guardião que pode gravar telefonemas. O guardião já foi auditado e é auditável a qualquer momento, esta à disposição. Posso garantir que nunca foi encontrado nada do seu uso além do que é legal,” observou Emylson.

O motivo dos crimes
Em relação ao grande número de homicídios registrados recentemente, Emylson, faz um explanação sobre a mudança da rota do tráfico de drogas. “Quando executaram um dos mais poderosos narcotraficantes do Brasil, o Jorge Rafaahat, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, em 2016, os cartéis passaram a disputar as novas rotas. Aumentaram o preço das drogas e os carteis entraram em disputa pelos caminhos. O  Peru e a Bolívia passaram a ser estratégicos. E a disputa para dominar as rotas é com sangue. Esse acontecimentos mudaram a geopolítica do tráfico e o Acre se tornou um ponto de passagem,” explicou.

Mudando de assunto…
Encontrei com o presidente do PP, José Bestene. Perguntei como estavam as conversações com o deputado federal Major Rocha (PSDB) para um futuro apoio à candidatura do senador Gladson Cameli (PP) ao Governo. Bestene foi conciso na sua resposta: “Acredito que na hora H todos da oposição virão. Quanto ao Rocha está tranquilo,” afiançou.

A bela e recatada
A vice-governadora Nazaré Araújo (PT) fará um evento, no Afa Jardim, no próximo dia 20, para mostrar as suas argumentações para ser a candidata da FPA ao Governo. “Dialogando com Nazaré” pretende aproximar a vice de simpatizantes e não simpatizantes. Segundo as “seguidoras” da sua possível candidatura será uma oportunidade para conhecerem melhor politicamente a Nazaré. As pessoas poderão fazer perguntas diretas a ela.

Situação crítica
Pesquei uma frase do deputado Raimundinho da Saúde (Podemos) na sua fala da tribuna. Ele discursava sobre caminhos para melhorar os programas de saúde pública no Acre relacionados ao ProAcre e emendou: “Não podemos permitir que a saúde piore ainda mais”.

Posição do Raimundinho
Tenho observado as falas do deputado estadual do Podemos na tribuna. Normalmente ele defende o governador Tião Viana (PT), mas não poupa críticas às instituições responsáveis pela saúde pública do Estado. Na minha opinião, essa história de secretários de pastas essenciais ao Acre se anteciparem em “possíveis” candidaturas para 2018 não é nada bom num momento delicado.           

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Facções criminosas estão mais fortes do que muitos partidos políticos

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Locutor do Formigão e Coronel Ulysses as novidades à disputa ao Governo

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Nelson

Até quando os acreanos continuarão isolados do resto do Brasil?

Nelson Liano Jr.

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.