Conecte-se conosco
Fechar

No Acre, avó é obrigada a cavar cova para enterrar neta recém-nascida após coveiro se recusar a realizar o serviço

Publicado

em

Um coveiro do Cemitério São João Batista, em Cruzeiro do Sul, se recusou a fazer o sepultamento do corpo de uma criança recém-nascida, na manhã do último sábado, e a avó do bebê acabou sendo obrigada a cavar a cova para fazer o enterro.

O fato foi denunciado à Polícia Civil em Cruzeiro do Sul. A família contou que ao chegar ao cemitério para fazer o enterro, o coveiro informou que seu expediente havia terminado e que por isso não poderia realizar o serviço.

“Nós chegamos no local, e solicitamos que ele fizesse o procedimento que é de sua profissão, quando acabamos sendo pegos de surpresa, quando ele falou que seu expediente havia acabado e não poderia mais fazer nada naquele momento. Minha mãe, uma idosa, foi obrigada a cavar o buraco, após o coveiro entregar a pá e a enxada a ela”, ressaltou a dona Maria Zilmar, tia da recém-nascida.

Após passar por tal constrangimento, a senhora de idade, acabou tomando em mãos a pá e a inchada, deixadas pelo coveiro, e começou a cavar o buraco onde sua neta seria sepultada. Em prantos, a mãe da criança ainda chegou a passar mal no local, por toda a situação que estava passando para que pudesse sepultar sua filha.

“Ela não estava acreditando no que estava acontecendo. Parecia um filme de terror tudo aquilo. Já é triste ter que enterrar uma filha recém-nascida com 5 dias de vida, imagine ter que ver a sua própria mãe, de idade, passando por tal constrangimento para enterrar a netinha”, ressaltou Zilmar.

Ainda abalada, a mãe da criança não quis falar sobre o caso. O fato foi registrado em vídeo pela família.

Continuar lendo

Destaque 6

Após assumir Emurb com rombo e envolvida em escândalo, Edson Rigaud apresenta números satisfatórios na empresa

Publicado

em

Há um ano na condução da Empresa Municipal de Urbanização (Emurb), o procurador do Município, Edson Rigaud Viana Neto, apresentou nesta segunda-feira, 23, um balanço positivo de seu trabalho na direção do órgão em um extenso texto no Facebook em que expõe, sobretudo, os desafios de trabalhar com eficiência fiscal e cumprido de metas.

Edson assumiu uma Emurb com sérios problemas financeiros e desacreditada após a descoberta de um rombo milionário que resultou na prisão do ex-diretor órgão, Jackson Marinheiro, e de outras pessoas igualmente envolvidas em um suposto esquema de corrupção dentro da empresa.

“Resumidamente, este foi nosso método de gestão nos últimos doze meses: abordagem decisória focada no macrogerenciamento e na promoção dos quatro pilares fundamentais (transparência, controle, equilíbrio fiscal e eficiência) somada ao acompanhamento contínuo e sistemático, baseado em métricas objetivas, dos resultados decorrentes de tais decisões.”

Edson diz que a Emurb em 2017, apos seus 12 meses de gestão “apresenta um resultado positivo mais de dez vezes superior ao melhor ano da história da empresa, que foi 2011.

“Graças ao esforço do Prefeito, já aplicamos em 2017 quase 25.000 toneladas de massa asfáltica, superando com larga medida os anos de 2015 e 2016 e perseguindo o ano de maior operação na recuperação viária, que foi 2014 com 29.677 toneladas.”

Os pagamentos dos serviços terceirizados estão sendo cumpridos e a “meta de redução da despesa em 20 milhões estabelecida na Carta Anual de Governança Coorporativa foi alcançada e superada” afirma.

“Otimizamos o custo total da empresa em 40,31%, o que resultou neste último ano uma redução de custo da ordem de R$ 21.783.808,25. A redução de despesa com maquinário foi na ordem de 55,95%. O consumo de combustível regrediu 48,83%. A redução da despesa com folha de pagamento ficou aquém do planejado, mas alcançou o montante de R$ 3.793.627,46.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Destaque 6

O período de estiagem castiga a maioria dos municípios e ajuda de caminhão-pipa vai chegar a mais três cidades

Publicado

em

O período de chuvas chegou, mas isso não foi o suficiente para os níveis dos reservatórios d’água de Brasiléia, Rio Branco, Porto Acre e Bujari, esta última que passa pela pior crise hídrica de toda a história recente. Com isso, caminhões-pipa vão ajudar no abastecimento dessas cidades.

Bujari, que já vinha recebendo o apoio dos veículos, serviu como exemplo de trabalho pra o Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa). Agora, com a liberação de R$ 420 mil, dinheiro enviado pelo Ministério da Integração Nacional, os trabalhos correrão com mais agilidade.

O prazo de execução é de 180 dias, a partir da publicação da portaria no Diário Oficial da União (DOU). Findado esse prazo, o Acre tem até 30 dias para prestar contas dos gastos. Esse é o reconhecimento da situação de emergência em que estão as cidades acreanas.

Como destacou o Depasa, outubro é o primeiro mês do inverno amazônico, caracterizado pelas chuvas torrenciais, mas até agora a precipitação pluviométrica só tem ocorrido em áreas isoladas e aquém do esperado.

Por dia, os caminhões-pipa realizam 32 viagens para levar água ao Bujari. Agora, o serviço será ampliado.

Continuar lendo

Destaque 6

Após desistir de ser candidato ao Senado pelo Acre, Dr. Rey quer ser candidato à Presidência da República pelo PRONA

Publicado

em

Inspirado no lendário Enéas Carneiro, Dr. Robert Rey quer ser presidente do Brasil tendo com modelo os EUA, informou o jornal Folha de São Paulo. Ele está de olho no pleito eleitoral de 2018 e deve ser candidato pelo PRONA. Fala em seus discursos que quer livrar o país da esquerda socialista.

“Não consegui encontrar um partido que não tivesse a lama na Operação Lava Jato. Sou um brasileirinho que vai ser um grande presidente. Eu acredito no Brasil de Primeiro Mundo. Vamos arrumar a nossa casa. O país é uma piada aqui fora. A nação está de joelhos para o mundo. Saí daqui um comunistinha que tinha que roubar para comer. Quando cheguei aos EUA, eu vi um sistema que funcionava”, afirmou ele conforme publicação da Folha de SP.

Robert Rey tem uma clínica de estética no Acre. Por aqui, ele tentou empurrar a ideia de candidatura ao Senado pelo PEN, mas foi bastante criticado. Desistiu da ideia. Agora, Dr. Hollywood quer presidir o país.

Continuar lendo
Publicidade

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.