Conecte-se conosco
Fechar

Em política, em muitas ocasiões, o silêncio é mais sábio

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

O que se tem assistido nas postagens da internet é uma briga que vai se acirrando a cada dia que passa, pela indicação dos candidatos da oposição para disputar as duas vagas de senador nas eleições de 2018. Chama atenção para os desavisados, para os ansiosos, o silêncio de uma liderança como o deputado federal Flaviano Melo (PMDB). Mas não é novidade para quem acompanha a política mais de perto o pragmatismo do parlamentar. O Flaviano (foto) é um dos que melhor faz a leitura política. Por isso sabe que, qualquer discussão este ano sobre a questão do Senado ou da Vice na chapa de governador será mero exercício de imaginação ou ilação. Flaviano Melo é uma das principais peças do tabuleiro da oposição, mas só vai se movimentar a partir do próximo ano. O seu silêncio embute o conhecimento que, na política tudo tem seu tempo. O tempo das lideranças mais experientes falarem será em 2018. E este é o caso do velho cacique peemedebista, que já foi prefeito, governador, senador e hoje deputado federal, e sabe a hora de entrar na lida política. A experiência é moeda valiosa na política.

Nomes tucanos
O presidente do PSDB, Major Rocha, diz que seu partido já tem chapa própria para deputado estadual e caminha para ter também à Câmara Federal. Sérgio Barros, Toinha Vieira, Luiz Gonzaga e Henrique Afonso, são alguns dos nomes tucanos candidatos a deputado Federal.

Tem que mostrar a cara
Certo o Major Rocha. Partido que quer crescer tem de sair sempre com candidaturas próprias.

Em nenhuma hipótese
O PSDB não poderá deixar de ter candidato a senador, pelo fato que o partido terá candidatura própria para Presidente da República. Em nenhuma hipótese deixará de lançar um nome, que deverá ser o deputado federal Major Rocha (PSDB), que tem apoios das instâncias regionais.

Caminho natural
O ex-deputado federal Márcio Bittar tende mesmo a se abrigar na coligação PTB-PPS-SOLIDARIEDADE, coligação por onde disputará uma das duas vagas para o Senado. O seu caminho dentro do PSDB encurtou a partir do momento que perdeu o comando do partido.

Não foi graciosamente
Tanto sabe que a sua chance de ser candidato ao Senado encurtou no PSDB, que colocou a mulher Márcia Bittar como presidente do SOLIDARIEDADE. Márcio é um candidato muito competitivo.

Mérito
Ninguém pode deixar de debitar ao senador Gladson Cameli (PP) o fato de ter conseguido recursos para o DNIT recuperar a rodovia 364, que está se transformando num ramal. A primeira etapa da obra vai abranger o trecho entre Sena Madureira e Tarauacá.

Dificuldade de chapa
Partidos como PSB, PP e PMDB terão dificuldades de montar chapa para deputado estadual, por terem em seus quadros parlamentares muito fortes. Isso afasta a entrada de novos candidatos, porque servirão como mera bucha de canhão para reeleger esses deputados.

Não se briga com dados
Quando são dados de uma instituição séria não se briga com os números. É o caso do Acre ser apontado como o Estado da Região Norte com o menor número de homicídios. São dados de 2014 e 2015. Não duvido. Mas, gostaria de ver os dados referentes à taxa de homicídios de 2016 e 2017 para uma comparação sobre se houve evolução ou diminuição. Há um grande esforço do governo em melhorar a segurança, isso é verdade. Mas ainda estamos muito longe de Rio Branco ser uma capital tranqüila, basta ver os registros de assaltos e tentativas. A esperança é que seja revertido, quando se trata de vidas e de paz, não se deve torcer pelo quanto pior melhor

Mais polícia na rua
A impressão que se sente é que, com o ato do governo ter dado uma maior estrutura para o sistema de segurança e este estar mais presente nas ruas, diminuiu um pouco o sentimento de insegurança. A presença policial na rua não acaba com os crimes, mas inibe os marginais. Acho até que essa presença deveria até ser mais constante.

Discussão do momento
A discussão política do momento em Tarauacá entre petistas e aliados da prefeita Marilete Vitorino (PSD) é sobre se será ou não cassada pela justiça eleitoral. A sentença não deve demorar. Se vier a ser cassada teremos uma nova eleição. Tudo que o PT quer que ocorra.

Um dado das urnas
Independente do resultado o dado das urnas mostrou que rejeitou a gestão dos petistas.

Posição oficial
A PMRB precisa emitir um comunicado esclarecendo se está ou não caçando os motoristas do UBER para recolher os carros e multar, como vem sendo divulgado na rede social. Sob re este assunto, tenho uma posição muito clara de que, não se briga contra a modernidade e a favor do corporativismo. E um assunto que domina a cidade e não se sabe o que pensa a PMRB.

Não confiável
O vereador Roberto Duarte (PMDB) não acredita num relatório isento sobre a CPI do Transporte Coletivo e por isso deve apresentar outro sem procurar proteger ninguém. Não se pode esperar que a base do prefeito Marcus Alexandre apresente um parecer negativo.

Um dado a ser usado
O fato da prefeitura de Rio Branco aparecer como a segunda cidade em transparência nas licitações é um dado que já ajuda a sua base na Câmara Municipal de Rio Branco, na formulação da peça a ser entregue pelo Relator da CPI dos Transportes Coletivos.

Cumpriu o papel
Independente do que foi apurado na CPI dos Transportes Coletivos os vereadores de oposição cumpriram um papel importante, o de fiscalizar os atos do prefeito Marcus Alexandre. É melhor a um prefeito ter uma oposição dura que, áulicos batendo palmas para tudo da PMRB.

Muito mais importante
A vinda de recursos para as obras na rodovia 364, no trecho entre Sena Madureira e Tarauacá foi importante. Ou a BR iria fechar. Mas muito mais importante agora é fiscalizar o trabalho para ver se sairá bem feito. Não cabe mais a partir de agora ficar só reclamando do DERACRE.

Vamos ver o DNIT
Que o DERACRE fez um trabalho de baixa qualidade na BR-364, até o Chico das Couves já sabe.

Não deve perdurar
Como PSDB pretende lançar o Major Rocha de candidato ao Senado, não deve perdurar a aliança com o DEM, já que o ex-prefeito Tião Bocalon (DEM) tem se mostrado intransigente em recuar de sua candidatura de senador. E não recuando, não há como manter a aliança.

Problema partidário
O principal adversário do ex-prefeito Tião Bocalon (DEM) é o seu partido não ter uma estrutura sedimentada em todo o Estado ao ponto de permitir fazer carreira solo segura, precisa de alianças. O Bocalon é sinônimo de político sério, mas isso não é suficiente numa campanha política. Há um cheiro no ar que, o velho e bom Boca vai ficar só com o seu DEM.

Não falem em outro nome
Não falem em outro nome para o senador Jorge Viana (PT) que não seja o do prefeito Marcus Alexandre, se posiciona sempre contra o que chama de “laboratório”, e na sua visão não há outro nome a ser lançado e discutido que não seja o do Marcus. Acha que, quem tem de correr é a oposição. Mas não é majoritária sua idéia, ou não teriam sido lançados mais três nomes.

Suporte político
O deputado Léo de Brito (PT) tem usado o mandato para dar suporte aos prefeitos, seja endereçando emendas parlamentares, sendo fazendo ponte com o governador Tião Viana. Ainda agora esteve com os prefeitos Bira Vasconcelos, Bené Damasceno e Fernanda Hassem intermediando parcerias com o governo.

Recesso vai parar a CPI?
A CPI da SEHAB precisa definir os seus primeiros passos e divulgar os seus atos, pelo visto ainda está nas chamadas preliminares. Se avançou, pelo menos não divulgou. O que mais se admira desta letargia aparente é que entre os integrantes da CPI estão dois dos mais atuantes deputados da ALEAC, Eliane Sinhasique e Gehlen Diniz. Para a CPI ser mais pratica a primeira a ser convocada seria a secretária de Habitação para dar um panorama como está o sistema e que providências foram tomadas para a sua melhoria, depois do festival de denúncias que rendeu até prisões. Alguém precisa lembrar aos senhores deputados que o recesso parlamentar está batendo na porta. E a pergunta que fica é: vão trabalhar no recesso? Algum resultado tem de ser mostrado, afinal, foram até à justiça para implantar esta CPI.

Continuar lendo

Blog do Crica

Bestene: “O PP terá chapas próprias para federal e estadual”

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

DEM manda coronel cantar em outra freguesia

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

PMDB trabalha uma coligação com PSDB e DEM

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.