Conecte-se agora

Funcionário do Água na Boca, espancado por seguranças do Via Verde Shopping, pede R$ 97 mil em indenização

Publicado

em

Acusar alguém sem ter provas para isso, é muito grave. Pior ainda quando se envia à imprensa nota de esclarecimento dizendo que um trabalhador estaria, nas dependências da empresa, consumindo drogas. A situação se agrava ainda ao chamar a polícia para prender alguém pelo crime que, em nenhum momento é comprovado. Mas e quando o funcionário é espancado por seguranças sem ao menos ter cometido qualquer crime?

Esse é o caso sofrido por um dos funcionários do restaurante Água na Boca. Ele trabalhava no Via Verde Shopping, em Rio Branco, e, em 2012, teria sido espancado por seguranças do local porque, segundo um zelador do local, alguém teria deixado um cigarro de maconha e uma caixa de fósforo nos fundos da empresa. Momentos depois, o rapaz foi até o local, sendo, portanto, o primeiro suspeito de possuir o material.

Diante da situação, o trabalhador acionou o Via Verde Shopping e pediu uma indenização de R$ 97 mil por danos morais. Agora, cinco anos depois, a juíza da Vara Cível de Rio Branco, Zenice Mota, condenou o shopping da Capital, ao pagamento pedagógico de R$ 10 mil, evitando que casos semelhantes ocorram. Isso porque a empresa, em boletim de ocorrência, não encontrou o material entorpecente com ele, ou seja, não provou o crime alegado à imprensa.

“Essa mera afirmação em um meio de comunicação de grande circulação sem sequer ter sido comprovado materialmente que a parte Ré realmente estava usando a substância entorpecente, já é hipótese de dano moral, uma vez que está se imputando um fato criminoso à alguém e isto por si só já gera uma repercussão negativa perante a imagem de qualquer pessoa”, destacou a magistrada.

O Via Verde Shopping ainda não se posicionou sobre o processo em que foi derrotado. Em nenhum momento a empresa arrolou, segundo a juíza, provas de que seus funcionários não cometeram a agressão denunciada, nem mesmo imagens do circuito interno de segurança, de forma a comprovar que a vítima estava, de fato, consumindo ou portando o material, ou seja, que a droga e o fósforo eram dele.

Propaganda

Destaque 2

Vídeo mostra momento exato em que caminhão manobra e bate em hélice de helicóptero

Publicado

em

O helicóptero Harpia 1, mais conhecido como “Estrelão”, se envolveu em um acidente quando levantava vôo, na manhã deste sábado (18) próximo ao Posto Correntão, no Segundo Distrito, em Rio Branco.

O acidente ocorreu no momento em que um caminhão invadiu área de segurança e bateu na hélice da aeronave quando levantava vôo para realizar uma operação no Belo Jardim. Segundo o Corpo de Bombeiros, apenas um tripulante da aeronave sofreu ferimentos leves e passa bem.

Em contato com o Major Falcão, do Corpo de Bombeiros do Acre, o militar relatou que o helicóptero estava em procedimento de decolagem. No caminhão tinha três passageiros, mas segundo ele, nenhum se feriu . Os envolvidos no acidente receberam atenção médica e prestaram esclarecimento às autoridades responsáveis.

“O veículo acabou invadindo área de segurança e veio a colidir com a hélice do helicóptero. Houve danos no caminhão e no helicóptero, já está tudo sob controle e a Polícia Civil e a Militar está no local”, afirmou.

Continuar lendo

Destaque 2

Videomaker do ac24horas dorme no presídio e mostra o encontro com Deus de 240 faccionados

Publicado

em

O vídeomaker do ac24horas, Kennedy Santos, acompanhou o primeiro Encontro com Deus realizado dentro de uma penitenciária do Acre.

Durantes três dias, 8, 9 e 10 de janeiro, O Pavilhão L da Penitenciária Francisco de Oliveira Conde foi o local onde cerca de 240 presos, entre eles assassinos, traficantes e assaltantes manifestaram o desejo de trilhar uma vida longe do crime por meio da conversão religiosa.

A preparação para o encontro teve orientação para que os presos não fizessem nenhum uso de entorpecente antes do cultos e também o compromisso de que não haveria qualquer tipo de ameaça aos religiosos ou qualquer retaliação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Assim que os pastores foram chegando no presídio, antes mesmo do início da programação, eram chamados pelos presos para gravar vídeos. Esse tipo de manifestação é a única maneira de abandonar as facções e receber o perdão dos líderes das organizações criminosas. Ao todo, nos três dias de encontro, 240 homens de todos os pavilhões foram desligados de facções.

Os cultos foram realizados pela manhã, tarde e noite no pátio, mesmo espaço onde todos dias eles tomam o banho de sol por horas.

A estrutura de som, iluminação e uma tenda foram montados sob acompanhamento da Polícia Penal.

O momento mais emocionante foi o anúncio surpresa da visita de familiares. Algumas famílias estavam afastadas há mais de 10 anos

Assista.

video

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas