fbpx
Conecte-se agora

Banda larga de 700 Mhz entra em experiência em Rio Branco, informa Anatel

Publicado

em

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), aprovou esta semana a entrada em operação do sinal de banda larga móvel na faixa de 700 MHz em Rio Branco e outras seis capitais.

Porém, Rio Branco e outras quatro capitais da lista estão atualmente em um período denominado “mitigação preventiva de interferências”. Neste período, o sinal da banda larga móvel é ativado de modo preliminar para ver se a população identifica interferências na TV. Em caso positivo, poderá contatar o site da TV Perfeita, que atuará para resolver o problema. Até o momento não foi confirmada nenhuma interferência da banda larga móvel operando na faixa de 700 MHz na TV aberta nos municípios onde já ocorre a convivência dos serviços.

O período de mitigação dura em média 30 dias, mas pode apresentar variações de acordo com a especificidade técnica de cada localidade. Após o término deste processo, a Anatel permitirá que a banda larga móvel na faixa de 700 MHz entre em operação definitiva nestas localidades. Além da capital do Acre o sistema está em experiência também em Boa Vista (RR), Fortaleza (CE), Macapá (AP), Natal (RN), Recife (PE), Maceió (AL), e em mais 67 cidades.

Durante toda a noite de terça-feira, 30, o sinal da banda larga ficou lento em grande parte da cidade de Rio Branco por conta exatamente dessas manobras.

Propaganda

Cotidiano

Justiça estabelece regras para participação de crianças e adolescentes no Carnaval

Publicado

em

FOTO: INTERNET

Quer curtir o carnaval e também levar sua família? Então os pais ou responsáveis devem ficar atentos às regras para o período carnavalesco. Segundo a Portaria Nº 244/2020, assinada pelo juiz José Wagner, da 2º Vara da infância e da Juventude da Comarca de Rio Branco, menores de 16 anos só podem participar do Carnaval, ensaios e demais espetáculos públicos até às 23h e se estiverem acompanhados de um dos pais ou responsável legal, que detenha a guarda ou a tutela judicial.

Já os adolescentes (16 e 17 anos) só participam acompanhados de um dos pais, responsáveis ou de um adulto a partir dos 18 anos completos, autorizado por escrito pelos pais. Esse responsável, os pais e o adolescente precisam estar com documento oficial com foto.

“É proibida a permanência de menores de 18 anos em locais, festas, bailes e eventos que promovam apresentações de cunho pornográfico, erótico ou inapropriados”, afirmou o juiz.

O juiz garante que o responsável pelo adolescente que tem entre 16 e 17 anos deve preencher o Termo de Responsabilidade e destacou que a obrigação do documento fica por conta do estabelecimento ou do organizador da festa. “Esse documento deve ser assinado antes da entrada no local”, afirmou. “Serão necessárias três vias, uma fica com o adolescente, outra com o responsável pelo menor e a outra com o promotor do evento”, acrescentou.

Por fim, o juiz determinou que os organizadores devem confeccionar e avisar em cartazes, pontos de venda de ingressos e em qualquer peça publicitária a advertência sobre a idade mínima de acesso, e também disponibilizar entrada exclusiva de adolescente nos locais.

“Além disso, os promotores necessitam providenciar pulseira diferenciada para os adolescentes que ingressarem nos eventos em três cores diferentes. Sendo uma cor para menores de 16 anos, outra para adolescentes que tenham entre 16 e 17 anos e a terceira para os maiores de idade. Todos os lugares precisam seguir o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente com relação à venda de bebida alcoólica e cigarros. A fiscalização da entrada de crianças e adolescente também é do organizador da festa”, determinou.

O juiz alerta que, caso as regras da portaria sejam desobedecidas, os agentes de proteção e outras autoridades públicas, quando verificarem mais de uma transgressão em um mesmo evento, ou em caso de situação de risco, podem determinar o encerramento da atividade.

Continuar lendo

Cotidiano

Acreana é presa pela Polícia Militar do Ceará com 7 kg de skunk, em Jericoacoara

Publicado

em

Policiais militares lotados no Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Ceará (PMCE), que atuam no Aeroporto de Jericoacoara, efetuaram a prisão de uma acreana por tráfico de drogas, nesse domingo (16). Na ação, os agentes apreenderam mais de sete quilos de skunk (maconha com maior potencial ofensiva).

O equipamento está situado no município de Cruz, na Área Integrada de Segurança 17 (AIS 17) do Ceará.

A ocorrência iniciou quando a composição foi informada pelos funcionários do aeroporto acerca de uma mala com um material suspeito em seu interior.

O objeto havia sido deixado no local com o nome da suposta passageira, natural de Rio Branco e sem passagens pela Polícia do Ceará. Por volta das 16 horas, a PMCE recebeu a informação que a proprietária havia retornado ao local, no intuito de reaver a mala.

Foi então que os policiais militares deram a voz de prisão à mulher e apreenderam os entorpecentes. O caso foi levado à Delegacia Municipal de Jijoca de Jericoacoara, onde a acreana foi autuada em flagrante por tráfico de drogas.

(Com Ascom SSDS/CE)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas