fbpx
Conecte-se agora

Acre tem 4.520 pessoas foragidas da Justiça, diz Conselho Nacional de Justiça

Publicado

em

*Por Celso Martins

O estado do Acre tem 4.520 pessoas que constam no Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Só em Rio Branco são 2.654 ordens de prisões expedidas pelo Tribunal de Justiça do Acre e Justiça Federal que não foram cumpridas pela polícia. Todas essas pessoas são consideradas foragidas da Justiça.

Cruzeiro do Sul aparece no segundo lugar na lista com 361 mandados de prisões em aberto, seguido por Feijó com 349. Sena Madureira tem 203 mandados e Brasileia totaliza 95. Os números foram obtidos com exclusividade pelo ac24horas junto ao CNJ.

Os números do CNJ incluem presos que fugiram das cadeias, condenados pela Justiça que não foram localizados, além dos autores de crimes que mesmo antes de serem condenados tiveram as prisões decretadas.

Dos 2.654 foragidos de Rio Branco, 295 são de processos da Vara de Delitos de Drogas e Acidentes de Trânsito. Os mandados da 1ª Vara do Tribunal do Júri da capital totalizam 114. Referentes aos crimes de violência doméstica, Rio Branco tem 78 pessoas consideradas foragidas.

Os números do CNJ revelam que o estado de São Paulo tem 207.659 foragidos, seguido por Minas Gerais com 47.494. O sistema é atualizado on-line pelos tribunais de todo o país. Segundo o advogado Enir Lemos, especialista em processos criminais, o número de mandados de prisões em aberto é quase igual ao número de presos.

“Isso ocorre por falta de efetivo das polícias Federal, Civil e Militar para localizar essas pessoas. Falta ainda espaço nas cadeias, motivo de a polícia priorizar a localização dos autores de crimes mais violentos”, explicou.

Acesse aqui a lista completa de foragidos

*Celso Martins é colaborador do ac24horas e é autor do Tudo Viagem

 

 

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas