Conecte-se conosco
Fechar

Estudante Bruno Borges relatou a amigo experiência espiritual antes de desaparecer em Rio Branco

Publicado

em

O estudante Bruno Borges conversou com um amigo sobre uma experiência de projeciologia (quando o espírito sai do corpo) que teve antes de desaparecer em Rio Branco no dia 27 de março. “Eu saí do corpo. Fazia tempo que não saia do corpo de uma maneira tão real”, disse ele ao amigo, segundo áudio divulgado neste domingo, 16, pelo Fantástico.
A polícia comunicou o desaparecimento à policia internacional acreditando que o rapaz possa ter viajado ao exterior.

Bruno lia muito –algo em torno de quinze livros por mês. Em parte, utilizou a escrita Heiki para codificar sua obra. Os símbolos escritos do Reiki são Cho Ku Rei, Sei He Ki e o Hon Sha Ze Sho Nen. Uma avaliadora mostrada pelo Fantástico observou alguns erros na escrita.

De acordo com a reportagem, Bruno teve um amigo imaginário na infância –o Tomate –e a família o levou para um médico que disse ser normal uma criança adotar um amigo assim. Outro médico, José Medeiros, é fundador de vários centros espíritas em Rio Branco e foi procurado por Bruno. Para o médico, o rapaz não apresentou em momento nenhum algum sinal de transtorno mental.

Segundo se apurou, Bruno ficou em seu quarto de 1º a 25 de março escrevendo textos codificados nas paredes, piso e teto. Um amigo com quem Bruno conversava disse que a obra de Bruno busca responder três questões: quem sou eu? Qual sentido da vida? Há um Deus?.

Veja o vídeo com a reportagem sobre Bruno:

Continuar lendo

Cotidiano

Quatro pessoas ficaram feridas após tiroteio na tarde desta terça-feira, no bairro 6 de Agosto, na capital

Publicado

em

Na tarde desta terça-feira (17), quatro pessoas ficaram feridas, entre elas uma mulher e uma criança de 2 anos, após tiros no bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito de Rio Branco.

De acordo com informações coletadas pela equipe policial, um veículo preto se aproximou do grupo e armados os ocupantes efetuaram pelo menos 10 disparos.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado e três viaturas prestaram apoio a ocorrência. A mulher, a criança e dois homens foram encaminhados ao Pronto Socorro. A menor levou um tiro de raspão e não corre riscos de morte

A Polícia Militar, após a coleta de informações, saiu a procura dos suspeitos que se evadiram tomando rumo ignorado após o crime de tentativa de homicídio.

Continuar lendo

Cotidiano

Após denúncia, BOPE prende homem de 37 anos com fuzil e outras armas no bairro Calafate, em Rio Branco

Publicado

em

Um homem de 37 anos foi preso na tarde desta terça-feira (17), em flagrante com um fuzil em uma residência localizada na Rua Madureira, bairro Novo Calafate, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia, a prisão só foi possível após uma denúncia anônima que dava conta de que na residência havia homens armados. Ao chegarem ao local, o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), encontraram a arma de fogo de grosso calibre, uma AR-15, com 21 munições, de uma pistola 9 milímetros, 14 munições de 556, usadas em outro tipo de fuzil, droga, celulares, dinheiro e material para embalagem do entorpecente.

Na casa no momento do flagrante só havia Cleber José da Silva Bezerra, que alegou ter comprado a arma pelo valor de R$ 28 mil no pais vizinho, a Bolívia. O homem foi levado a Delegacia de Flagrantes (Defla), e deverá retornar ao regime fechado já que estava sendo monitorado em regime semi aberto. Desta vez, deverá responder pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas.

Continuar lendo

Destaque 5

Acadêmicos de medicina em Cobija estão sendo proibidos de entrar em sala de aula

Publicado

em

Os alunos brasileiros que cursam medicina na Universidade Técnica Privada Cosmos, localizada na cidade de Cobija, capital de Pando/Bolívia, fronteira com o Acre (Brasil) foram surpreendidos pela direção da instituição ao serem notificados da proibição de ingresso em sala de aula por não quitação de débitos.

Segundo denuncia feita pelos alunos, que pediram para não serem identificados por temerem represálias, a direção da instituição de ensino boliviana colocou um funcionário com acesso aos dados para que fosse verificado nomes e possíveis atrasos na mensalidade.

A direção ainda fixou um aviso informando que caso não fosse efetuado o pagamento, os estudantes não poderiam ter acesso as provas e boletins.

Os estudantes afirmam estar cientes que mediante atraso de parcela não podem fazer as provas, mas, o acesso à sala de aula não poderia ser negado.

“Estamos passando constrangimento. Esperamos que a direção geral em Cochabamba possa tomar alguma atitude, pois, quase 100% dos alunos são brasileiros e mantém a faculdade. Já tivemos um caso como esse e haviam suspendido esse tratamento e voltaram”, reclamou um dos acadêmicos.

Anteriormente foi realizado reuniões com autoridades dos dois países para tratar desse tipo de assunto, uma vez que estrangeiros vem grandes investimentos nas instituições de ensino, além de aquecer o mercado em várias áreas.

Continuar lendo
Publicidade

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.