Conecte-se conosco
Fechar

Não dá voto, mas dá dignidade

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Quem assiste ás sessões da Assembléia Legislativa nota num canto do plenário, pessoas que se revezam transmitindo os debates em sinais de libra para a TV- ALEAC, o que permite que os surdos possam ter acesso sobre o que pensam e o que defendem os deputados em que votaram. Isso acontece graças a um projeto de autoria da deputada Juliana Rodrigues (PRB). São projetos como este da parlamentar do PRB que, na maioria das vezes são ignorados pela imprensa, mas que são fortes socialmente, porque são inclusivos para os que têm insuficiência auditiva. A deputada Juliana (foto) pode até não conquistar muitos votos com a sua iniciativa, mas com certeza estará dando dignidade a uma camada de excluídos da sociedade.

Projetos de inclusão
Outros dois belos projetos: de inclusão dos que sofrem de autismo e de síndrome de Dow, que foram aprovados e estão sendo colocados em prática na Aleac. Têm como autores os deputados Daniel Zen (PT) e Ney Amorim (PT), respectivamente. Ambos de extrema importância. Sinto-me bem divulgando atos como estes, do que muito besteirol que rola na “Casa do Povo”.

Agora é para valer
O senador Sérgio Petecão (PSD) reuniu as principais figuras do seu partido, no Acre, no último sábado, na capital, e apresentou de maneira oficial, o presidente do BASA, Marivaldo Melo, como candidato do PSD a deputado federal. Deverá repetir o gesto nesta segunda-feira, em Brasiléia.

Nasce competitiva
A candidatura de Marivaldo Melo nasce competitiva, porque terá uma estrutura partidária a lhe apoiar de Marechal Taumaturgo á Assis Brasil. Além da pesada estrutura de campanha.

Disputa em igualdade
Não vou votar nela, o que me deixa mais cômodo para fazer a afirmação de que, a deputada Leila Galvão (PT) será reeleita e ficará entre os três nomes primeiros mais votados à Aleac.

Diversão do casal
Não conheço ninguém que goste mais de política que, a deputada Leila Galvão (PT) e o marido Nelson Moreira, cuja diversão é de quinta-feira à segunda-feira  fazer reuniões na área rural.

Sem adversário à altura
E ainda mais que o seu principal adversário em todas as disputas políticas, o ex-prefeito Aldemir Lopes (PMDB), está impossibilitado juridicamente de coordenar a campanha da oposição. No último confronto entre ambos, Aldemir elegeu Everaldo Melo a prefeito.

Ganha o direito
O vereador Emerson Jarude (PSL) deverá ganhar na justiça o direito de participar na Câmara Municipal de Rio Branco da comissão da CPI dos Transportes, por ter o amparo do Regimento Interno. Jarude foi sacado por uma decisão equivocado da mesa diretora da casa.

Só ou louco político
A Reforma da Previdência que está em discussão precisa ser aprimorada em alguns pontos, como na questão das aposentadorias das mulheres e do homem do campo, mas só louco desvairado consegue achar que não deve ter nenhuma reforma e deixar quebrar o sistema.

Deputada distrital
A deputada federal Jéssica Sales (PMDB) na prática já atua como se fosse uma parlamentar distrital, as suas emendas parlamentares são centradas no Juruá, principalmente, para Cruzeiro do Sul, aonde se concentra o grosso da base eleitoral da família.

Na canoa da oposição
Quem voltará a ser candidato a deputado estadual na eleição do próximo ano é o ex-deputado Walter Prado, que integrou a base de apoio do governo Tião Viana na Aleac. Walter estará em 2018, no palanque do candidato ao governo pela oposição, senador Gladson Cameli (PP).

Malandragem de cardeal
Muitos dos que estão hoje no Congresso Nacional serão apeados pelas urnas. Por isso, a malandragem dos cardeais; em querer aprovar o “voto em lista”, nessa balbúrdia que é hoje o sistema eleitoral brasileiro. Com o “voto em lista” podem ter esperança de escapar da degola, pelo simples fatos que se elegerão os que estarão na cabeça da relação dos candidatos de cada partido.

Uma eleição diferente
É de uma tolice sem tamanho de que a eleição para o governo estadual será decidida por debates. O que decide uma eleição majoritária, até mais que a estrutura de campanha é a empatia do eleitor com o candidato, que quando acontece é como água de morro abaixo, ninguém segura. Eleição não é uma disputa acadêmica, mas popular, acordem para isso.

Pode vir mais bombas
Por enquanto foi divulgada apenas a ponta do iceberg da “Lista de Janot”, novos nomes podem surgir quando for quebrado todo o sigilo. O pacote chega hoje às mãos do Ministro Fachin, no STF, que pode autorizar a divulgação completa dos que serão investigados.

Chapa proposta
O advogado Edinei Muniz (sem partido) está propondo duas candidaturas ao governo. Uma seria puxada por Tião Bocalon (DEM) para governador e para senador ele e o deputado federal Major Rocha (PSDB). Tese idêntica é defendida para o governo pelo advogado Valdir Perazzo.

Pesquisas nas ruas
A oposição está colocando nas ruas duas pesquisas para governador e senador, a primeira avaliação do quadro, mas muito longe de ser definitivo, porque a eleição é somente em abril do próximo ano. Servirá apenas para se ter um tira-gosto do quadro aos pré-candidatos.

Não é imbatível, mas não será fácil batê-lo
O senador Jorge Viana (PT) não dá mais autógrafo como no início de carreira. Não é imbatível, porque na política ninguém é em definitivo, mas não será fácil tomar a vaga do senador Jorge Viana (PT), que terá toda uma aliança partidária direcionando o apoio à sua reeleição.

Papo de aniversário
Numa roda eclética em um aniversário no último fim de semana, o assunto era a eleição para o governo, no próximo ano. E foi unanimidade de que, se o PT não quer começar a campanha se despedindo do poder tem que lançar o prefeito Marcus Alexandre (PT) ao governo.

Resultado da denúncia
Surtiu efeito a denúncia da deputada Eliane Sinhasique (PMDB) das péssimas condições da cozinha do Pronto Socorro, a recuperação total já foi anunciada pelo secretário de Saúde, Gemil Junior. O Gemil tem um perfil positivo, o de acatar as críticas e procurar dar soluções.

Levaram uma surra
Não adiantou o boca de urna dos secretários Gemil Junior e Pedro Longo na eleição para a presidência da Associação dos Moradores do Esperança. O candidato do presidente do PHS, Manoel Roque, o Arivaldo Mendes, deu uma surra no candidato apoiado por petistas e aliados.

Clamando ao vento
Uma cena interessante foi divulgada na rede social, a do deputado federal Moisés Diniz (PCdoB), clamando só numa esquina de Cruzeiro do Sul contra a Reforma da Previdência. Não basta ser contra, o antagonismo tem de vir acompanhado de soluções alternativas. Claro! Ou não, Cacique?

Não pensem que não terá punição
Não pensem que, a ação da PF para apurar o sumiço de toneladas de milho de Silos, no Alto Acre, ficará por isso mesmo, podem esperar que vem bomba no caso estourando a caminho.

Cometendo um equívoco
Não tirem de tempo. Alguns erroneamente tiram de tempo o deputado Lourival Marques (PT), quando se trata de reeleição. Remember que, elegeu o Mamede Dankar (PT) a vereador de Rio Branco e continua a ter fortes laços na área rural. Disputa sim a reeleição com boa chance de sucesso.

Ninguém deve ser obrigado
Fecho com o projeto do senador Sérgio Petecão (PSD) de que ninguém seja obrigado a se sindicalizar e pagar o tal dízimo sindical. Deve ficar á pessoa fazer a opção de entrar ou não num sindicato.

Único que disputa
Marcus Alexandre é o único nome da FPA que poderá causar trabalho ao candidato ao governo pela oposição, senador Gladson Cameli (PP). Marcus continua num ritmo de trabalho, como se estivesse no início de gestão e bem avaliado na capital. A questão de buracos nas ruas, ele resolve de uma talagada no verão. O problema é que está na sua cabeça levar o seu mandato até o final. Não digo que a sua decisão é irreversível, mas em política não é bom trocar o certo pelo duvidoso. Enfrentaria uma eleição duríssima se resolvesse ser candidato.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Bestene: “O PP terá chapas próprias para federal e estadual”

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

DEM manda coronel cantar em outra freguesia

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo

Blog do Crica

PMDB trabalha uma coligação com PSDB e DEM

Luis Carlos Moreira Jorge

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.