Conecte-se agora

A polêmica do turbante e um assunto que ninguém quer enfrentar

Publicado

em

Tenho lido muitas coisas sobre a polêmica do turbante que ganhou força nos últimos dias, depois que Thauane Cordeiro, que tem leucemia mieloide aguda, levou uma bronca de uma ativista por usar o turbante para lidar com a queda de cabelos causada pelo tratamento de câncer.  Ela criou a hastag  #vaiterturbantesim e desde então o assunto está na pauta do maior hospício público do planeta, a internet. Já vi e li vários artigos sobre o assunto. Uns defendem, outros atacam. Todos tem suas razões e motivações. E não são poucos os que dizem que branco usar turbante é apropriação cultural.

OS DOIS LADOS
Um dos artigos mais pesados é duro e cruel e prefiro não me ater a ele. O que salta aos olhos, porém, é como as questões de raça em um país multiétnico como o Brasil ainda são delicadas e temerárias. Turbante é coisa de negro? Branco não deve usar? Sinceramente não consigo me ater apenas a isso. É muita pequenez reduzir algo tão grave como a segregação racial, a escravatura nunca debatida no Brasil, em artigos ou notas. Vamos debater o preconceito no Brasil? Opa, legal! Mas se for, vamos fazer direito, senhores. Um par de palavras em artigos não resolve o problema. Às vezes agrava.

POSSO OU NÃO POSSO?
O que visto ou uso de outra cultura não faz de mim uma pessoa que se apropria da cultura alheia, lhe roubando os signos. Calça jeans todo mundo pode usar, turbante não pode? Quibe todo mundo pode comer, mas se for comer acarajé, pera, não pode, pode? Chato isso, não? Então… com todo respeito aos leitores, a questão é muito complexa, merece uma profunda reflexão, mas questões tão complexas não podem ser tratadas de maneira tão simplista. Particularmente não gosto de turbante. Já os lenços, chador e alguns véus me gusta. Pera, lenço pode, burca não pode, né? Poxa, esqueci, desculpa aí. Burca não pode…

LUGAR
Mas só pra você saber, no meu caso, o chador, os lenços, não são apropriação cultural. Fazem parte da tradição familiar, uma vez que a origem da minha família é o Líbano e vovô nasceu muçulmano. E não é porque sou legalmente detentora, “em tese”, do direito de usar lenços, que vou proibir os demais de usar. Já pensou proibir uma pessoa com câncer de cobrir a cabeça com um véu, um lenço ou turbante porque fazendo isso tá usurpando a cultura de alguém?  Entendeu? Não? Complicado, né? Pois é…

RIO CHEIO, CIDADE BONITA
A cheia do Rio Acre sempre nos deixa com aquele nó de dúvida: me alegro com a beleza ou me compadeço com seus riscos? Somos moradores da margem do rio. Amazônidas típicos. O rio comanda nossas vidas. As alegrias, as dores e “olhar o rio”, ali na Gameleira e no Mercado, faz parte das nossas melhores tradições. Quando ele tá cheio é bonito de ver. Quando tá seco nem tanto, mas cheio, sabemos que significa também perda da produção e risco de alagação.

NOSSA NATUREZA
Mas contemplar o rio, nosso estranho rio, nos faz bem. E ontem foi um dos dias para observá-lo mais de perto com tranquilidade. Estava cheio para nos deixar feliz e nem tão cheio que possa desabrigar alguém. Infelizmente ainda vem muita água lá de cima.

Deputado Federal Alan Rick com a esposa Michele e a mãe Gorete, no almoço de ontem.
Aquela hora em que ficar com a família faz toda a diferença

MAKE
Um dos assuntos mais comentados do baile do Acre Solidário no final de semana não foi a máscara usada pelo governador (era um baile de carnaval, coisa normal usar uma fantasia, acho bobagem ficar tratando isso como assunto estado) e sim as máscaras feitas com maquiagem pela fada madrinha de 10 entre 10 mulheres bonitas e bem cuidadas de Rio Branco: Annie Isis Siqueira. O assunto bombou no Instagram e no Facebook.

QUALIDADE
Annie Isis usou produtos da marca Catarine Hill, conhecida no meio artístico por sua alta qualidade em maquiagem de efeitos. A própria foi com uma máscara pintada à mão que de tão bem-feita, muitos ficaram na dúvida: é de verdade? É maquiagem? Era maquiagem. E algumas das melhores produções da noite foram assinadas por ela. Pense num pincel poderoso!

Ainda bem que quando tenho que colocar a cara no sol, me jogo na paleta de cores da Annie. Nunca desaponta.

Robson Marreiro e a esposa Annie Isis Siqueira, maquiadora de excelência que brilhou – e muito –
no baile do Acre Solidário. Essa máscara dela é maquiagem pura. É muito glamour, meu povo!

CARNAVAL
A festa de momo começa na sexta (ou é no sábado?), mas já tem muita gente no ritmo do carnaval por aqui. Seja por conta do feriadão, seja por conta da festa, a animação é geral. E povo do projeto Rio ou Salvador 2017, começa a deixar a academia para correr atrás do trio elétrico. Tomara que o rio nos permita ter um carnaval tranquilo.

Jaluza Braga e Giovani Braungrotz, apaches impecáveis no
baile do Acre Solidário, registro de James Pequeno

LOGAN
Minha pessoa aguarda com grande expectativa a estreia no cinema local d Logan, décimo filme da série X-MEN, com base no personagem Wolverine da Marvel Comics. Vi um cartaz de Logan no Cine Araújo, o que nos faz ter esperança de que será exibido por aqui.

Marivaldo Gonçalves de Melo, presidente do Banco da Amazônia,
aproveita um raro momento de descanso em família

EM CARTAZ
Fãs de Keanu Reeves animai-vos! Já está em cartaz no Cine Araújo do Via Verde Shopping, o filme John Wick: Um Novo Dia Para Matar.

AMIGOS DE SENA
A residência dos professores Deusdeth e Nazaré Guedes Menezes foi palco de uma bonita festa no último sábado e que reuniu um grupo de amigos que nasceram em Sena Madureira e hoje estão espalhados Brasil afora, além de uma boa parte que reside aqui em Rio Branco. A animação seguiu com um tradicional R.O no domingo.

GRANDE ENCONTRO
Essa turma se reencontrou pelo WhatsApp e promete uma grande reunião em setembro, mês do aniversário da cidade. É tradição de todo bom madureirense aproveitar o 25 para visitar a terrinha. Até lá a turma vai fazendo pequenos reuniões aqui, em Manaus e em Belém, numa espécie de esquenta para a grande festa que nos aguarda. Sim, sou lá, sou do grupo e vou ao encontro.

Boa segunda, pessoas!!!

Propaganda

Charlene Carvalho

Poesias do cartunista Braga

Publicado

em

Continuar lendo

Charlene Carvalho

Se for preciso mudar, não deixe que a indecisão prepondere; siga em frente

Publicado

em

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.