Conecte-se agora
Fechar

Justiça federal do RN desmente secretaria de Segurança sobre demora para transferência de presos

Publicado

em

A versão do secretário de Segurança Pública do Acre, Emylson Farias, em alegar demora de cinco meses para o juiz autorizar a transferência de alguns presos do Acre para o presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi desmentida pela Corregedoria da Penitenciária Federal de Mossoró. O secretário chegou a afirmar que foi preciso pedir a intervenção do ministro da Justiça para “sensibilizar” o juiz corregedor de Mossoró.

Em nota, a Justiça federal lamentou a postura do secretário. “Não há, em absoluto, que se falar em morosidade e muito menos que o pedido já tem cinco meses e está aguardando a decisão da Corregedoria Judicial do Presídio Federal em Mossoró/RN. (…) Há de se lamentar que, em meio à crise do sistema prisional, gestores estejam tentando transferir responsabilidades quando deveriam era responder e resolver os problemas inerentes às funções e cargos que ocupam”.

Na nota, a Corregedoria da Penitenciária Federal diz que no dia 3 de novembro foi feito um pedido por parte do Governo do Estado do Acre, através de e-mail enviado pelo Departamento Penitenciário Nacional, pedindo, inicialmente, a inclusão de 50 presos, depois reduzida para 36. No dia 4 de novembro de 2016 o processo foi decidido e foi aceita a transferência emergencial de apenas um preso. O juiz corregedor concedeu o prazo de 30 dias para que o Estado do Acre enviasse os documentos necessários e esclarecesse as contradições contidas no Relatório de Inteligência, mas o prazo não foi cumprido.

“Diante da inércia do Estado acreano, no dia 19 de dezembro foi proferida a sentença definitiva, tornando sem efeito a inclusão emergencial e indeferindo o pedido de inclusão dos 36 presos, pois não foi providenciada a instrução do processo no Juízo de origem nem muito menos foram prestadas as informações ou juntados os documentos pertinentes”, diz a nota.

De acordo com a Justiça Federal, no dia 9 de janeiro de 2017, o Estado do Acre ingressou com novo pedido de inclusão, solicitando a transferência de apenas 15 presos. O pedido emergencial foi decidido no mesmo dia. (Com informações da imprensa do RN).

Sesp voltou atrás diz que pedido foi feito há quase três meses

A Sesp, por meio da assessoria de imprensa, não chegou a negar as informações do juiz, mas informou que o processo de solicitação ocorre há quase três meses.

O processo, segundo a assessoria, ocorre desde o dia 21 de outubro, quando foi pedida a transferência de 36 presos e o juiz federal autorizou apenas um preso. Com isso, o mesmo pedido foi refeito dia 6 de janeiro de 2017. A confirmação da liberação foi dada na segunda-feira (9), porém a Sesp foi informada somente na terça-feira (10).
O dia da transferência dos presos não foi divulgado por questão de segurança.

Mais Informações

Acre

Analista judiciário é executado e o corpo é encontrado no Ramal da Zezé, no Belo Jardim

Publicado

em

O analista judiciário do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), Francisco das Chagas Farias de Abreu, foi encontraram na noite de sexta-feira (17), com marcas de tiros, no Ramal da Zezé, região do bairro Belo Jardim, Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações de peritos que atenderam a ocorrência, o analista foi assassinado com tiros na cabeça. Na cena do crime, a perícia coletou pelo menos seis cápsulas de arma calibre 380, objetos plásticos e documentos de uma caminhonete.

O caso foi registrado na delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (Dhpp), que investiga a hipótese de um crime de latrocínio, roubo seguido de morte já que a vítima tinha uma caminhonete e não foi encontrada no local. No Ramal, ninguém disse ter visto quem atirou no trabalhador.

Curiosamente, dias atrás, em seu Facebook, o analista havia sido alertado para tomar cuidado com a bandidagem”.

 

 

Continuar lendo

Acre

Estudantes da João Aguiar realizam protesto contra a falta de segurança na instituição

Publicado

em

Estudantes da escola João Batista Aguiar, no Manoel Julião, saíram pelas ruas do Conjunto neste sábado, 18, em protesto contra a falta de segurança no estabelecimento de ensino.

Eles usaram uma faixa e diversas cartolinas pedindo providências ao setor de Segurança Pública do Acre.  “Todo político que muito fala em segurança  é o que mais se compromete com a criminalidade”, dizia a faixa principal carregada pelos alunos.

Há meses que a escola vem sofrendo com roubos.  Nesta semana, por exemplo, criminosos  arrombaram portas e grades do prédio da instituição para entrar e levar bens.

Na ação, ele levaram um bebedouro, computadores e, ainda, parte da merenda escolar enviada à escola para a alimentação dos estudantes. Esse não foi o primeiro crime na escola. Vários registros já foram feitos na delegacia da região.

Continuar lendo

Acre

Há uma conversa adiantada para que o Livres apoie o Coronel Ulysses, diz Jarude

Publicado

em

Flertando com a pré-candidatura do coronel Ulysses ao governo do Acre, o Livres (antigo PSL), partido que tem como principal proposta o Estado mínimo e o incentivo à iniciativa privada e à livre concorrência, foi apresentado a um grupo fechado de empresários e políticos do Juruá, em evento na noite desta sexta-feira, 17, no Ponto Alto Bier & Wein, localizado na Rua Beijamin Constant, no Morro da Glória, na cidade de Cruzeiro do Sul.

O vereador Emerson Jarude, de Rio Branco, foi o palestrante da noite. Emerson deixou claro que, a priori, a legenda não levou o nome de nenhum nome majoritário ao município.

O objetivo foi lançar os ideais do Livres no Juruá, a partir de Cruzeiro do Sul. “Neste momento não. O foco é a construção da nominata municipal. Quanto ao nome ao Governo, faremos essa agenda em Cruzeiro do Sul novamente. Há uma conversa bem adiantada para que o Livres o apoie”, disse Jarude ao se referir ao nome de Ulysses Araújo.

O evento teve a participação de representantes do Livres em Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, além de pessoas de Cruzeiro.

Continuar lendo
Propaganda

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.