Conecte-se agora

Hilux: Caminhonete de luxo virou “jóia” para o crime organizado no Acre na conexão com o tráfico de drogas entre Bolívia e Peru

Publicado

em

Um modelo específico de caminhonetes tem sido alvo de bandidos em Rio Branco para trocar por drogas na Bolívia ou no Peru. A preferência dos criminosos é pela Hilux SW4. Os veículos são subtraídos em Rio Branco e levados para a fronteira por estradas vicinais da região entre as cidades de Plácido de Castro, Capixaba, Xapuri, Epitaciolândia, Brasileia e Assis Brasil. A BR-364, sentido Rondônia, também é rota de fuga para este tipo de crime. A Polícia Civil não informou o total de caminhonetes roubadas em 2016, mas há informações de fontes de dentro do comando de segurança – com base em depoimentos de bandidos presos por roubos de veículos – da encomenda de pelo menos 200 caminhonetes pelo tráfico internacional de drogas.

caminhonetes

Outra linha de investigação do serviço reservado das policias militar e civil tenta desvendar sucatões que estão sendo utilizados como fachadas para “desmanches” desses veículos. Além da Hilux SW4, outros tipos de caminhonetes como L-200 e a nova S-10, também estão na lista de preferência do crime organizado. Muitas das ordens de roubo e escolha de vítimas partem de ligações feitas de dentro dos presídios.

Há um ano atrás, neste mesmo período, cinco caminhonetes foram alvos da ação de bandidos em apenas 22 dias. Esse número aumentou para quatorze em fevereiro e de lá pra cá, a coisa parece ter saído do controle. Se é que um dia existiu controle.

26 de maio de 2016 – O servidor público Manoel Roque de Lima, de 37 anos, teve a casa invadida por cinco homens no Residencial Jardim Europa, em Rio Branco. Na ação, os suspeitos chegaram a fazer quatro pessoas como reféns. Televisores, faqueiros, roupas, dinheiro, produtos foram levados em sua caminhonete, recuperada horas depois pelo serviço reservado da Policia Militar.

26 de setembro de 2016 – Família que morava no bairro Eldorado, na cidade de Brasileia, foi surpreendida por uma quadrilha armada composta por três homens e uma mulher que rendeu todos no local e pediu as chaves de duas caminhonetes modelo S10.

A preferência pelo roubo está mudando a rotina dos proprietários desse tipo de veículo. Quem não se desfez do carro, está em alerta, com medo de que sejam a próxima vítima. A reportagem conversou com um empresário que tinha três caminhonetes Hilux. Ele aceitou conceder entrevista somente depois de assegurar a não publicação de sua imagem e identidade.

“Eu vendi todos os três veículos com medo de ser junto com minha família alvo desses bandidos. Se fosse apenas o carro que eles levassem, mas corremos risco de morte, sem contar com o pânico causado a nossas esposas e filhos”, disse o empresário.

Produto mais caro, fácil de negociar e fronteiras abertas, são ingredientes perfeitos para o crime organizado fazer festa com o roubo desses veículos. Vídeos são postados nas redes sociais onde as quadrilhas comemoram ações consideradas perfeitas que têm como alvo, as caminhonetes.

“Puxadores” contam com ajudinhas importantes do poder público

ac24horas percorreu cerca de 90 km para chegar a uma das fronteiras consideradas mais vulneráveis pelo serviço de inteligência: o município de Plácido de Castro. A cidade com quase 18 mil habitantes, limita-se ao sul com a Bolívia. É atendida via terrestre pela rodovia estadual AC 90, que embora seja antiga, oferece tráfego tranquilo em todas as estações do ano. O comércio realizado do lado boliviano, na Vila Evo Morales é a principal atração turística do município. mas nem todos preferem essa rota.

fronteira

Fronteira do tráfico – O itinerário do tráfico é conhecido, conforme revelou o Coronel Eliecyr, responsável pelo comando da Polícia Militar na região. É pelos ramais do 06, 08 e 10, a Rodovia 475 que liga as cidades de Plácido de Castro e Acrelândia e o rio Abunã e os igarapés Rapirrã, Visionário e Santa Helena, por onde passa a grande quantidade de drogas que vem da Bolívia. Um cenário perfeito para a troca de caminhonetes por produtos ilícitos. Além de drogas, armas que fortalecem as ações das facções passam pela rota.

rota-do-trafico

Saindo das rotas das calhas principais dos rios, a navegação noturna pelos igarapés que cortam a floresta amazônica nas cidades, ajuda os traficantes driblar a fiscalização que é feita pela Policia Federal e as polícias militar e civil, além da Policia Rodoviária Federal. O efetivo reduzido e a gigantesca fronteira contribui para que o tráfico de drogas e carros roubados ocorra sem muitas dificuldades.

coronelCom 30 anos de experiência na Policia Militar, Eliecyr afirma que apenas com recursos humanos o tráfico jamais será combatido na resposta exigida pela sociedade. Ele afirma que, entre os municípios de Acrelândia, Senador Guiomard e Plácido de Castro, pelo menos duas barreiras com policiamento 24 horas deveriam ser montadas.

“A verdade é que a fronteira não tem segurança, sem monitoramento e efetivo fazendo esse controle de entrada e saída, somente com ajuda de equipamentos tecnológicos a situação seria de mais segurança”, afirmou o oficial.

Com relação ao roubo de veículos, o coronel cita a necessidade de o estado adquirir e instalar um equipamento chamado Sinivem – um sistema de reconhecimento e identificação de veículos, através de uma solução de leitura automática de placas (LAP) – que não existe em nenhuma fronteira do Acre com os países da Bolívia e do Peru.

“O acordo bilateral entre Brasil e Bolívia facilita o suporte maior para recuperação de veículos. Obstamos a ação dos puxadores esse ano, mas o estado sem esse suporte 24 horas e o Sinivem, perde muito nesse controle”, acrescentou o coronel.

Eliecyr por medida de segurança evitou falar do número de militares e policiais civis existentes em Plácido de Castro. Mas nem precisa ser detalhista. Uma simples visita à ponte internacional que liga as cidades de Plácido de Castro e a Vila Evo Morales já responde a tudo. O trânsito de pedestres e de veículos é feito sem nenhuma fiscalização.

 

Anúncios

Acre

Após suspensão de visitas, presos tentam nova fuga em massa

Publicado

em

Uma nova tentativa de fuga em massa foi registrada no Complexo Penitenciário de Rio Branco neste sábado, em Rio Branco. Ao menos 11 presos, sendo 3 do pavilhão “B” da Unidade de Recolhimento Provisório, tiveram a tentativa de fuga frustrada por policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN).

De acordo com a direção da unidade, a equipe de plantão foi acionada pelos policiais que fazem a monitoração por vídeo, que perceberam a movimentação estranha no solário do pavilhão B. No local se encontravam três presos da cela 5 que haviam saído por meio de um buraco feito no forro.

A ação rápida dos policiais possibilitou a captura dos detentos antes que estes alcançassem a área externa do pavilhão.

Os 11 presos da cela 5 do pavilhão “B” foram conduzidos ao isolamento preventivo e responderão a procedimento disciplinar para apurar a falta cometida.

Continuar lendo

Acre 01

Acusado de matar garota de programa estrangulada é preso no Tancredo Neves

Publicado

em

A Polícia Civil por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu um mandado de prisão e prendeu na manhã deste sábado, 26, o foragido Rodrigo Duarte Gomes, principal suspeito de matar estrangulada a garota de programa identificada como Rosiane Martins Cavalcante, de 26 anos, mais conhecida pelo nome social de Vitória Ramos. Ela foi encontrada despida com o corpo em estado de decomposição na manhã do dia 06 de setembro, dentro de uma cisterna numa residência localizada na rua JK, no bairro Vitória em Rio Branco.

As primeiras investigações foram realizadas ainda no local do crime, sendo possível coletar vários elementos que demonstravam como os fatos aconteceram. A prisão do foragido aconteceu durante uma operação nos bairros Tancredo Neves e Jarbas Passarinho na capital, onde foi recuperado vários objetos da vítima.

Segundo informações da polícia, Rodrigo estava foragido da polícia desde o dia 10 de maio deste ano, quando três detentos fizeram um buraco na parede da cela 16 do pavilhão “P” do presídio Francisco de Oliveira Conde. Durante a fuga, dois detentos foram presos e somente Rodrigo conseguiu fugir.

O criminoso foi encaminhado a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e voltará a penitenciária.

Entenda o caso

A Polícia Militar foi acionada e quando chegaram ao local encontraram Vitória sem roupa e com marcas de asfixia mecânica. A vítima foi estrangulada por um fio elétrico e em seguida jogada na cisterna que estava sem água.

Ainda de acordo com a polícia, Vitória Ramos estava morando com um foragido da justiça, que não aceitava a condição de garota de programa da companheira. Segundo a família, a última vez que Rosiane foi vista, foi na última sexta-feira, dia 04 de setembro.

Continuar lendo

Cotidiano

Colisão entre carro e moto deixa motociclista ferido na Avenida Ceará

Publicado

em

Uma colisão ocorrida entre um carro e uma motocicleta deixou o motociclista Carmilson Tenoro Guimarães, de 30 anos, ferido na tarde deste sábado, 26, na Avenida Ceará, próximo a Delegacia de Flagrantes, em Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram o acidente, Carmilson estava trafegando na moto quando, ao cruzar a Avenida Ceará com a rua Osmar Sabino, colidiu com um veículo. Com o impacto, Carmilson foi arremessado, bateu a cabeça no asfalto e desmaiou. O condutor do carro permaneceu no local.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e conduziram o motociclista ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável. Segundo o médico do SAMU, o paciente sofreu trauma no abdômen e tórax e uma fratura no pé.

Policiais Militares do Batalhão de Trânsito (BPTran) estiveram no local e isolaram a área para os trabalhos de perícia. A moto foi removida e encaminhada ao pátio do Departamento de Trânsito.

Continuar lendo

Acre 01

Mais duas mortes e 149 casos de Covid-19 são registrados no Acre neste sábado

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar - Secom

O Acre registrou neste sábado, 26, 149 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus. Assim, o número de infectados subiu de 27.710 para 27.859, nas últimas 24 horas.

Segundo o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), mais 2 óbitos foram registrados, 1 do sexo masculino e 1 do sexo feminino, ambos moradores de Rio Branco, fazendo com que o número oficial de mortos pela doença suba para 656 em todo o estado.

O Acre, até o momento, registra 71.451 notificações de contaminação pela doença, sendo que 43.587 casos foram descartados. Cinco testes de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 24.885 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 80 seguem hospitalizadas.

Óbito masculino:

R. C. C. B., de 88 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no dia 11 de setembro no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), e faleceu nesta sexta-feira, 25.

Óbito feminino:

S. M. S., de 59 anos. Moradora de Rio Branco, deu entrada no dia 4 de setembro no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), vindo a falecer nesta sexta-feira, 25.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas