Conecte-se agora

Vereador Juruna é condenado em 2ª Instância no TJ

Publicado

em

13592198_1619389815040326_8873415545473857096_n

Com a condenação à prisão do vereador Juruna (PSL) –foto – em segunda instância pelo Tribunal de Justiça do Acre a sua posição política na Câmara Municipal de Rio Branco ficará, praticamente, insustentável. Ainda que possa recorrer há todo um lado ético e jurídico envolvendo a questão. Ético porque fica difícil para a FPA defender a sua permanência no mandato com a condenação. Outro problema é que acontecerá uma forte reação da opinião pública e das redes sociais contra ficar no mandato. É o primeiro grande abacaxi a cair no colo da FPA. Como o vereador Juruna (PSL) é da base do prefeito Marcus Alexandre e esta tem maioria na Câmara Municipal, é um problemão interno que não poderá ser escamoteado. Um começo de legislatura complicado. É uma questão judicial da maior gravidade e com reflexos políticos por envolver um vereador eleito e empossado.

Questão de solidariedade
O presidente do PSL, Pedro Longo, me disse ontem que, em princípio, o partido é solidário e que colocará todo suporte jurídico a que recorra, embora ache a situação do vereador Juruna (PSL) complicada. O processo não vinha tendo o acompanhamento judicial pelo partido. Foi feita ligação para ouvir o vereador, mas este não retornou até o fechamento da coluna. Mas o espaço fica aberto.

José Afonso, a bola da vez
Caso venha a se configurar o afastamento do vereador Juruna (PSL) quem assumirá é o primeiro suplente José Afonso (PTB), que já foi vereador e entrou na campanha apenas como franco atirador. Não teve nenhuma estrutura lhe apoiando. Afonso integra a FPA.

Batalhas judiciais como resposta
Outro dado que vazou do tenso encontro entre o líder do prefeito da capital, vereador Eduardo Farias (PCdoB), e o vereador Roberto Duarte (PSDB), foi o aviso do peemedebista para compensar a minoria da oposição: vai ajuizar ações contra todos os projetos da base do prefeito Marcus Alexandre, com os quais a oposição não concorde. Batalhas judiciais à vista.

Posicionando bem no tabuleiro
O que dá para se prever da próxima legislatura da Câmara Municipal de Rio Branco, é que teremos vida parlamentar naquela casa e que o vereador Roberto Duarte (PMDB) está se posicionando no tabuleiro para ser o grande nome da oposição nos debates com os petistas.

Praticamente com os três
Já ficou bem claro que, dentro da bancada da oposição, apenas três vereadores exercerão um papel crítico duro à PMRB: Roberto Duarte (PMDB), N.Lima (DEM) e Lene Petecão (PSD).

Muito mais próximos
Os vereadores Clézio Moreira (PSDB) e Célio Gadelha (PSDB) são vistos pelo prefeito Marcus Alexandre como simpáticos e com os quais poderá vir a ter o apoio para aprovar seus projetos.

Precisa e não precisa
Na nova composição da Câmara Municipal de Rio Branco, na verdade o prefeito petista não precisa de nenhum voto da oposição, os votos da sua base são necessários para aprovar tudo.

Sem grandes novidades
A nova formação do secretariado do prefeito Marcus Alexandre não trouxe nenhuma surpresa, algo que possa ser visto como excepcional. Quem entrou são nomes petistas bem conhecidos.

PP pode dar presidência ao PCdoB
Por essa ninguém esperava: que o PCdoB com um vereador poderá ficar com a presidência da Câmara Municipal de Plácido de Castro. É que o vereador do PP juntou-se com o PT, o que levou o prefeito Gedeon Barros (PSDB) a negociar com o PCdoB, para o PSDB não ficar fora da mesa. Uma situação inusitada por o PP ser da oposição. A eleição será em 48 horas.

Derrota política
Não fazer a presidência da Câmara Municipal de Plácido de Castro pode ser apontado como a primeira derrota política do prefeito Gedeon Barros (PSDB), que mostrou inabilidade. Teve que contentar-se a ficar com a primeira secretaria e dar a presidência para o PCdoB. Ou nada terá.

Situação ruim para o PP
Caso a executiva regional do PP não determine que o seu vereador vote com a chapa do prefeito Gedeon Barros (PSDB) ficará ruim para o partido, que precisará do apoio do prefeito numa possível candidatura ao governo do senador Gladson Cameli (PP), em 2018.

Só olham para o PSDB?
O presidente do PSDB, deputado federal Major Rocha, confirmou à coluna que os vereadores do partido foram liberados a formar na chapa do PT para mesa diretora da Câmara Municipal de Rio Branco. E foi irônico: “o PP compôs com o PT, em Plácido de Castro, e ninguém fala?”

Tudo para reverter
Em 2017, não haverá desculpa para o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, não mudar o panorama da violência na capital. Viaturas e recursos estão garantidos para dar a virada e possibilitar a que as famílias de bem possam sentir-se seguras. A torcida é a favor.

Cortando na carne
O que se viu nas posses dos prefeitos pelo Brasil foi uma preocupação salutar em enxugar a máquina pública, diminuindo o número de secretarias e de cargos de confiança. No Acre, pelo menos até o momento, não foi divulgada nenhuma iniciativa a este respeito. Somos ricos. Né?

Bom articulador
Quem conduziu com maestria e habilidade a costura da chegada do vereador Manuel Marcos (PRB) à presidência da Câmara Municipal de Rio Branco, foi o dirigente Diego Rodrigues (PRB).

Cedo para julgamentos
São açodados os comentários de que o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, será um fracasso administrativo. Só pode ser avaliado depois dos primeiros cem dias de sua gestão. Não se pode racionar-se em cima de ilações e do achismo.

Avaliação mais importante
Não se pode medir a atuação de um partido pela composição das mesas diretoras da Assembléia Legislativa e Câmara Municipal de Rio Branco. Porque ninguém da oposição pode atirar a primeira pedra. A avaliação a ser medida é a atuação de cada parlamentar no plenário.

Nem por isso não farão oposição
Todos os deputados de oposição votaram na recondução do deputado Ney Amorim (PT) à presidência da Aleac. E nem por isso os deputados Luiz Gonzaga (PSDB), Jairo Carvalho (PSD), Eliane Sinhasique (PMDB), Chagas Romão (PMDB) e Gehlen Diniz (PP) deixarão de continuar fazendo uma oposição dura e incessante ao governo estadual. São fatos diferentes.

Gravidade seria se tivesse maioria
A gravidade está quando a oposição tem maioria e ainda assim faz uma composição com o poder para apoiar um adversário à presidência de uma casa legislativa. E não se aplica aos casos das mesas diretoras da Aleac e da Câmara Municipal de Rio Branco, onde é minoria.

Outra conversa
O que tem que ser observado na questão da Câmara Municipal de Rio Branco é se os vereadores Clésio Moreira (PSDB) e Célio Gadelha (PSDB) serão meros capachos do prefeito Marcus Alexandre nas votações. Se não forem, tudo bem. Se forem, ai é cobrar do PSDB.

Despreocupado
O prefeito André Hassem manda comentário dizendo que as observações do ex-vereador Carlos Portela sobre a sua administração não devem ser levadas a sério, porque não procedem, segundo ele. E que nem o prefeito Tião Flores (PSB) lhe dá credibilidade.

Situação difícil
Quem começa a legislatura com a adaga da cassação definitiva sobre a sua cabeça é o vereador Mario Jorge (PMDB-Brasiléia), que foi condenado por abuso do poder econômico pela justiça eleitoral. Recorreu, mas pode estar com os dias de mandato contados. Sua situação não é nada animadora.

 Esmagado pela cumpanherada
A direção regional do PT fez prevalecer a sua vontade. Na campanha jogou pesado para eleger Bené Damasceno (PROS) a prefeito, conseguiu, e aniquilou a candidatura do petista rebelde Zé Maria, que foi candidato sem o apoio da cúpula partidária.

Maioria esmagadora
O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (PMDB), começa a sua administração com a maioria esmagadora na Câmara Municipal, o que se prenuncia que não terá problemas para aprovar os seus projetos.

Dois candidatos
Estes dois, eu tenho ampla convicção de que, dificilmente, não serão candidatos ao Senado no próximo ano: Márcio Bittar e Major Rocha. Precavido com uma possível rifada no PSDB, onde Rocha dá as cartas, Bittar fez da mulher Márcia Bittar presidente do SOLIDARIEDADE.

Dinheiro em caixa
De falta de dinheiro não vai dar para os novos prefeitos reclamarem, porque além do FPM caiu nas suas contas neste início de ano, uma boa bolada vinda do dinheiro da repatriação, projeto que o presidente Temer conseguiu aprovar no Congresso. Se gastarem no prioritário, não saírem adoidados fazendo obras inócuas e eleitoreiras terão um início de gestão muito cômoda financeiramente. O problema da maioria dos gestores é ser perdulário. É bom lembrar aos gastadores afoitos que o dinheiro extra da repatriação acaba com esta parcela enviada. Depois disso é o tradicional feijão com arroz do FPM. Não esperem que 2017 seja um ano de fartura econômica. Como prometeram solução mágica para tudo, não poderão reclamar.

Anúncios

Blog do Crica

A que melhor refletiu a realidade 

Publicado

em

A ÚLTIMA pesquisa do IBOPE é a que melhor tem semelhança com o que se ouve de candidatos a vereadores, cabos-eleitorais, e políticos envolvidos na disputa eleitoral pela prefeitura de Rio Branco. O IBOPE registrou o que se escuta sempre no eleitorado, de que o candidato Tião Bocalom (PP) é uma candidatura em crescimento. Da pesquisa anterior do IBOPE para a divulgada ontem, o candidato Minoru Kinpara (PSDB) caiu 1 ponto. Tinha 29% e agora 28%. A prefeita Socorro Neri (PSB) caiu 3 pontos. Desceu dos 26% anteriores para 23%. Tião Bocalom (PP) foi quem mais cresceu no período entre as duas pesquisas. Na anterior apareceu com 16%, subiu 5 pontos percentuais, e hoje chegou aos 21%. O que favorece a candidatura do Tião Bocalom (PP) é de que cresceu na fase mais importante de uma campanha, que é na reta final da eleição. E deve se levar ainda em conta que é muito forte na zona rural, votos que a pesquisa não alcançou. Ninguém se admire se o Tião Bocalom (PP) chegar bem no segundo turno. Mas pelos números da pesquisa, levando em conta a margem de 4% de erro pode-se dizer que, nenhum dos três deve ser considerado como fora do jogo. Há tendências, mas ainda temos duas semanas decisivas para que os candidatos pontuem para cima ou para baixo. Não vejo nenhum com nome além dos três, na disputa do segundo turno.

CANDIDATURA ESTAGNADA

UMA CANDIDATURA que permanece estagnada na quarta colocação é a do deputado Roberto Duarte (MDB), que não consegue subir e chegar no andar de cima da disputa. Falta ao Duarte, perfil para cargo majoritário.

LEMBRA MUITO A SINHASIQUE

A CANDIDATURA do deputado Roberto Duarte (MDB) tem muita semelhança com a candidatura da ex-deputada Eliane Sinhasique (MDB) a prefeita. Como Roberto, Eliane foi uma boa deputada, mas não decolou.

EXIGE ALGO MAIS

PARA UMA CANDIDATURA  majoritária, como a de prefeito, se exige algo mais de quem postula o cargo. O candidato tem de conquistar a simpatia do eleitorado. Pode ter  grande estrutura de campanha, se não conseguir a empatia com o eleitor ao longo da disputa, não adianta,  não decola.

NÃO FOI CONDENADO

NINGUÉM pode apontar o dedo de culpado para quem não foi julgado pela justiça em sentença definitiva. O deputado Nicolau Junior (PP), nem denunciado ainda foi, não é réu, e aplica-se a ele a presunção constitucional de inocência. Não antecipo julgamento de ninguém no BLOG.

O MESMO ACONTECE

A MESMA REGRA aplica-se aos deputados Manoel Moraes (PSB) e Antônia Sales (MDB).Todos vão ter antes amplo direito de defesa, assim dita a lei.

PEDRA CANTADA

A ÚLTIMA PESQUISA para a prefeitura de Cruzeiro do Sul só veio confirmar o que este BLOG publicou, de que a candidatura do sargento Adônis (PSL) iria estagnar, ante a arrancada dos adversários na reta final da campanha.

NÃO É QUESTÃO DE GOSTO

NÃO SE TRATA de gostar ou não do ex-prefeito Vagner Sales (MDB), mas ninguém pode desconsiderar de que é um craque em ganhar a eleição. O fato do filho Fagner Sales (MDB) liderar a corrida para a prefeitura é uma prova. E falta computar ainda, os votos não pesquisados da área rural.

GRANDE DIFERENCIAL

VOTO SE FIDELIZA, a vantagem do ex-prefeito Vagner Sales é a de que, ele se mostra presente nas suas bases o ano todo, não aparece apenas na época de campanha para pedir votos. Por isso, é um ganhador de eleições.

JOGO EMBOLADO

O VERADOR Joelson Pontes (PP) disse ontem ao BLOG que, não tem favorito na eleição para a prefeitura de Brasiléia, e que, o que mostram as ruas difere totalmente das pesquisas. Acha que a disputa será acirrada entre a deputada Leila Galvão (MDB) e a prefeita Fernanda Hassem (PT).

DISPUTA POLARIZADA

EM EPITACIOLÂNDIA as candidaturas do Delegado Sérgio Lopes (PSB) e de Everton Soares (PSL) chegaram na reta final emboladas na aceitação do eleitor. Só um ponto fora da curva porá o prefeito Tião Flores (PP) no jogo.

CHEGAM COMO FAVORITOS

DOIS PREFEITOS estão chegando nas duas últimas semanas da eleição como amplos favoritos á reeleição. O Tanízio de Sá (MDB), em Manuel Urbano; e, o prefeito Mazinho Serafim (MDB), em Sena Madureira.

PULOU PARA A DISPUTA

TODAS AS INFORMAÇÕES que chegam ao BLOG apontam na direção do professor Camilo (PSD) ser quem está na disputa com o prefeito Gedeon Barros(PSDB). Camilo deu uma arrancada e emparelhou com o prefeito.

ATROPELOU NA CHEGADA

A CANDIDATURA do professor Camilo (PSD) conseguiu, segundo informações de Plácido Castro, tirar o ex-prefeito Francisco Tavares (MDB) da polarização com o prefeito Gedeon Barros (PSDB), agora na chegada.

OTIMISMO COM SEGUNDO TURNO

O SENADOR SÉRGIO PETECÃO (PSD) tem a convicção de que o candidato Tião Bocalom (PP) está no segundo turno, e na frente. Petecão diz que sente ter o Bocalom caído na graça do povo. “Sinto onde ando”, diz ele.

SITUAÇÃO DIFÍCIL

O PT está numa situação difícil na disputa de vagas para a Câmara Municipal de Rio Branco. Tem um chapa de apenas 11 candidatos, e se for bem olhada, de destaque há apenas o vereador Rodrigo Forneck (PT).

QUADRO DIFERENTE

É UM QUADRO diferente da última eleição municipal. O PT pode ganhar nesta eleição no máximo uma vaga na Câmara Municipal de Rio Branco. Na eleição passada o PT elegeu quatro vereadores. Dará uma encolhida.

DOMÍNIO DE VÍDEO

NA SABATINA de ontem do ac24horas o candidato a prefeito Jamyl Asfury (PSC), foi um dos que melhor usou seu tempo, conseguindo ser conciso na explanação de suas metas. É um dos candidatos mais preparados á PMRB.

VALORES DA FAMÍLIA

JAMIL ASFURY (PSC) se apresenta como defensor dos valores da família.

EM HIPÓTESE ALGUMA

DEIXOU claro na sabatina de que está totalmente descartado um apoio á prefeita Socorro Neri (PSB), caso esta chegue ao segundo turno e ele não. Para ele, seria incoerência apoiar uma gestora com a qual não concorda.

CHEGA AOS DOIS DÍGITOS

O CANDIDATO á PMRB, deputado Daniel Zen (PT), que sempre apareceu com 3%, despontou agora no IBOPE com 7%, com crescimento de quatro pontos percentuais. O Zen vai chegar aos dois dígitos no fim da eleição.

FRASE MARCANTE

“É MELHOR manter o lobo do lado de fora do que tentar arrancar o seus dentes e garras depois que ele entrou”.

Continuar lendo

Blog do Crica

Ribamar, a escolha certa

Publicado

em

A ESCOLHA do chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, para ser o novo Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado foi um ato acertado e de justiça do governador Gladson Cameli. Acertado, por ser o Ribamar altamente competente, já foi assessor da instituição, além de preencher todos os requisitos legais para o cargo. E ato de justiça, porque Ribamar há 14 anos assessora o governador, e esteve ao seu lado em todas as campanhas políticas, não tendo neste período nada que abalasse as suas relações profissionais. Ribamar é hoje a figura dentro do Governo Gladson que representa segurança para a gestão, porque sempre resistiu ás pressões políticas para tomar medidas nada republicanas. O TCE vai ganhar um Conselheiro preparado, e o governo vai perder sem dúvida, o seu mais competente assessor direto. Ribamar sempre foi um guardião do CPF do governador Gladson Cameli, para que não cometesse ato falho.

FIM DE CONVERSA

O envio do projeto á ALEAC que só permitirá ao vice-governador Rocha assumir o governo depois de 15 dias da ausência do governador Gladson, é um recado claro que as relações entre ambos estão de vez rompidas.

CURIOSIDADE

A CURIOSIDADE fica por conta de como votarão os deputados do PSDB, do MDB e do PSB. Uma matéria que vai gerar um debate forte na ALEAC.

MANDA QUEM TEM A CANETA

NUM GOVERNO manda quem tem a caneta, e quem tem a caneta é quem foi eleito para isso, no caso o Gladson. O Major Rocha se esqueceu disso.

MUITO SEGURA

A PREFEITA SOCORRO NERI foi segura na sua entrevista na sabatina de ontem no ac24horas, não fugiu aos temas polêmicos e discorreu bem sobre as suas conquistas nos dois anos de administração na PMRB.

PROVA DE PRESTÍGIO

SOCORRO NERI foi prestigiada com as presenças do governador Gladson; do chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade e da secretária de Comunicação, Silvânia Pinheiro. O que mostra o empenho do Gladson e sua equipe para levar a Socorro ao segundo turno da eleição.

JAMYL ASFURY

O ENTREVISTADO de hoje na sabatina do ac24horas é o candidato a prefeito Jamyl Asfury (PSC). A entrevista se inicia ás 19.30 horas.

MOMENTO CERTO

É DE EUFORIA o clima dentro da campanha da candidata a prefeita de Senador Guiomard, Rosana Gomes (PP), porque conseguiu chegar em alta no clímax da disputa, que são os últimos 15 dias para a eleição.

BAQUE SENTIDO

JÁ NÃO SE FALA mais com entusiasmo como no início da campanha, na candidatura do Francisco Tavares (MDB). Os nomes comentados hoje na disputa da prefeitura de Plácido de Castro são os do prefeito Gedeon (PSDB) e do professor Camilo (PSD). Quem sai na frente, costuma cansar.

CERTO DO APOIO

O CANDIDATO a prefeito da capital, Roberto Duarte (MDB), não tem escondido de ninguém que teve a promessa pessoal de que, caso a prefeita Socorro Neri não chegue ao segundo turno e ele chegue, ele terá o apoio do governador. O problema é conseguir essa virada na reta final.

NADA FAVORÁVEIS

AS PESQUISAS até aqui não têm se mostrado nada favoráveis à candidatura do Roberto Duarte (MDB) á prefeitura de Rio Branco.

DIVISOR DE ÁGUAS

PELO PANORAMA do fechamento da eleição esta campanha poderá ser um divisor na credibilidade de alguns institutos de pesquisas. Se não houver um ponto fora da curva, poderá ir um nome não bem avaliado para o segundo turno.

TRABALHO DE PROFISSIONAL

O PRESIDENTE do AVANTE, Manoel Roque, tem feito um trabalho profissional na condução da chapa de candidatos a vereador de Rio Branco. Na sua contabilidade, uma vaga é certa e pode emplacar duas.

ESTRUTURAS PESAM

NA DISPUTA da prefeitura de Cruzeiro do Sul, a informação que chega é de que a candidatura do sargento Adonis (PSL) a prefeito foi desidratada pelas fortes estruturas dos candidatos Zequinha (PP) e Fagner Sales (MDB). É natural que as maiores estruturas se imponham na chegada.

MAIS EMPENHO

O DEPUTADO Nicolau Júnior (PP), um dos mentores da formatação de uma aliança com 12 partidos para apoiar a candidatura do Zequinha (PP) a prefeito, quer o governador Gladson Cameli mais envolvido na campanha.

FORA DAS BRIGAS

UM FATO passou despercebido na entrevista do candidato a prefeito de Rio Branco, Minoru Kinpara (PSDB): disse que se for eleito, a primeira visita será ao governador Gladson Cameli para pedir uma parceria. Ou seja, quer passar ao largo da briga entre o governador e seu vice.

NINGUÉM SE ADMIRE

TERMINADA a eleição municipal, ninguém se admire se o governador Gladson Cameli procurar o MDB do Flaviano Melo, e o PSD do senador Petecão (PSD), para uma conversa política e uma coalizão no governo.

FORA DO CONTEXTO

NESTES 18 dias que faltam para a eleição, se não acontecer um fato novo que possa influir no sentimento popular, a tendência é a do prefeito Mazinho (MDB) se reeleger para mais um mandato em Sena Madureira.

FATO NOTADO

UM FATO vem sendo notado na campanha do PT à prefeitura de Rio Branco, o não engajamento direto do ex-senador Jorge Viana  do ex-prefeito Angelim. Por suas lideranças, eram para estar na linha de frente.

HERANÇA PESADA

O CANDIDATO Á PMRB, deputado Daniel Zen (PT) é um dos melhores quadros do PT, o problema é que a sua candidatura ainda vem com o rescaldo na opinião pública, que foi a derrota da sigla na última eleição.

O CLIMA É SENTIDO

PARA quem está acompanhando de perto a evolução das campanhas para as prefeituras, nas duas últimas semanas dá para sentir quem tem mais chance de vencer. O chamado voto útil começa a aflorar neste momento.

NÃO ARREDA O PÉ

ATÉ o dia da eleição o senador Sérgio Petecão (PSD) promete não arredar o pé de Rio Branco. Quer comandar pessoalmente a arrancada do candidato Tião Bocalom (PP) nesta reta final da campanha pela PMRB.

MAIOR VOLUME DE CAMPANHA

EM BRASILÉIA, quem chega nos últimos 15 dias com um maior volume de campanha é a prefeita Fernanda Hassem (PT). Ainda que enfrentando uma candidata que sempre foi forte, a ex-deputada Leila Galvão (MDB).

NÃO NOMEIA NINGUÉM

O GOVERNADOR Gladson não vai nomear ninguém por enquanto para chefiar o gabinete civil, com a ida do titular Ribamar Trindade para o TCE. Tem dito que, será o chefe de gabinete dele mesmo. Este não é só um cargo  de confiança, mas da mais alta confiança de quem governa.

NÃO SE VÊ NINGUÉM

E TEM MAIS um motivo para o Gladson deixar o cargo vago, não há entre os seus assessores nenhum com o perfil para ocupar o gabinete civil. 

FRASE MARCANTE

“FAZER absolutamente nada é a coisa mais difícil e intelectual do mundo”. Ocar Wilde.

Continuar lendo

Blog do Crica

O rio não esteve para mandi no Juruá 

Publicado

em

O SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB)  demonstrou todo o seu descontentamento político com o governador Gladson Cameli, em discurso no último comício do candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul, Fagner Sales (MDB). Foi incisivo na crítica ao fato do governador estar no palanque do candidato a prefeito Zequinha (PP), onde também estão dirigentes do PT e PCdoB, ressaltando que o eleitorado cruzeirense não é puxado por “cabresto” de ninguém. Gladson tinha lhe prometido que, apoiaria a candidatura do Fagner. Bittar também enfatizou ao candidato do MDB, Fagner Sales, para não se preocupar em ter o apoio do governo, porque como Relator do Orçamento da União, terá condições de alocar recursos extras para a prefeitura, caso venha a ser eleito. O comportamento de Bittar não foi surpresa, já vinha manifestando a amigos o seu descontentamento político com o Gladson, a quem tentou uma aproximação com o MDB, mas fracassou nesta sua tentativa.

MDB BEM LONGE

O governador Gladson vem demonstrando por atos que, não quer aproximação com o MDB, que continua fora da sua administração. Deixou o MDB de lado em Tarauacá, e foi apoiar o candidato a prefeito Abdias da Farmácia (DEM), atendendo pedido do deputado federal Alan Rick (DEM).

NENHUM COMPROMISSO

O QUE TENHO ouvido de dirigentes do MDB é que, querem  alcançar a meta da sigla sair da eleição municipal fortalecida, elegendo entre seis a oito prefeitos, para estar mais forte na eleição de 2022, livre para alianças.

CONVERSA DEMORADA

O BLOG TEVE A INFORMAÇÃO de que o vice-governador Rocha e o senador Márcio Bittar (MDB) tiveram uma longa conversa, que pode findar numa aliança para as eleições ao Senado e Governo, em 2022.

CAMPANHA AO GOVERNO

QUEM MAIS tem ido aos municípios nesta campanha é o senador Petecão (PSD), para apoiar os candidatos a prefeito do partido, e de chapas em que indicou o vice. Petecão, não se enganem: mira o governo em 2022.

DE FORMA CLARA

O QUE SE TEM NOTADO, e isso está refletido na pesquisa que aterrizou ontem no meu bunker é que, em que pese o governador Gladson Cameli estar muito bem avaliado, não consegue transferir votos à sua candidata.

ARTE DIFÍCIL

A TRANSFERÊNCIA DE VOTOS é a arte mais difícil da política. Você vota no candidato, mas geralmente, não necessariamente vota em quem indicar.

BALANÇOU ACRELÂNDIA

O candidato á reeleição para a prefeitura de Acrelândia, Ederaldo Cetano, mostrou força ao realizar ontem a maior carreata da campanha no município. Caetano difere dos anteriores, não encenou escândalos na sua gestão.

A EMPATIA É PESSOAL

A EMPATIA numa eleição é algo pessoal e tem que ser conquistada pelo próprio candidato majoritário. E tem que ser buscada junto ao eleitor.

PESQUISAS NO CABIDE

TRÊS PESQUISAS foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral do Acre e deverão estar disponíveis para publicação até o fim de semana. Entre elas se encontra a última rodada do IBOPE no primeiro turno. É aguardar.

TUDO NA DIREÇÃO

PELO QUE TENHO ESCUTADO de quem se encontra na campanha nos bairros pode acontecer o que não era esperado como desfecho, de candidatura que vinha nas cabeças, ficar de fora. Ao não ser que um fato novo extraordinário venha a acontecer e seja um ponto fora da curva.

SERENIDADE E CONFIANÇA

O CANDIDATO a prefeito Minoru Kinpara (PSDB) mostrou domínio de vídeo na sabatina de ontem no ac24horas, que está disponível no site. Sereno, Minoru dialogou com o telespectador, e vendeu bem o peixe.

O QUE VENHO ESCUTANDO

A PESQUISA que foi divulgada ontem de um instituto de fora mostra o mesmo quadro que tenho ouvido dos candidatos a vereadores, sobre as candidaturas a prefeito de Rio Branco. Especialmente, no topo da disputa.

O JOGO SEGUE

A SABATINADA de hoje no ac24horas, ás 19.30horas, será a candidata Socorro Neri, que disputa mais um mandato. Até aqui participaram os candidatos Roberto Duarte (MDB) e Minoru Kinpara (PSDB). O jogo segue.   

BELA OPORTUNIDADE

A SABATINA tem sido um espaço generoso para os candidatos exporem os seus planos para governar Rio Branco, assistida por milhares de internautas, e também, para serem questionados, num jogo sem censura.

USO DO CACHIMBO

NÃO ADIANTA, por mais que seus apoiadores peçam para esquecer de falar da sua gestão em Acrelândia, o candidato a prefeito da capital, Bocalom (PP), vez por outra fala. O uso do cachimbo deixou a boca torta.

BOCA FECHADA

O VICE-GOVERNADOR Major Rocha decidiu ficar calado até o fim da eleição, se meter em brigas políticas sem sentido respingavam no candidato Minoru Kinpara(PSDB). Em boca fechada não entra mosca.

PESQUISA PARA VEREADOR

PESQUISA para vereador não tem base científica, devido ao grande número de candidatos. Mas o candidato que é citado de maneira espontânea é um indicador que o seu nome está na rua. Estava dando uma olhada na pesquisa que me chegou, e mostra nomes já falados.

PARA VALER

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) ligou ontem para dizer que, a partir de agora montou acampamento na campanha do candidato à PMRB, Tião Bocalon (PP). Na sua avaliação, o Bocalon cresceu e está crescendo muito na reta de chegada, que é quando o candidato tem de crescer.

FRASE MARCANTE

“Liberdade significa responsabilidade. É por isso que tanta gente tem medo dela”. Bernard Shaw,

Continuar lendo

Blog do Crica

Quebrando o tabu

Publicado

em

A ELEIÇÃO para PMRB está caminhando para quebrar o tabu de que só a força do poder é capaz de eleger um candidato. É o que tenho notado no acesso às pesquisas internas e na opinião de candidatos a vereador.

FATO NOVO

AO NÃO SER que apareça um fato novo relevante nestes poucos dias que faltam para o fim da campanha, o desenho do segundo turno está feito.

SAIRÁ MAIS FORTE

Independente do resultado da eleição para prefeito de Cruzeiro do Sul, o deputado Nicolau Júnior (PP) sairá do processo fortalecido como uma nova liderança regional. Conseguiu montar uma aliança de 12 partidos para apoiar a candidatura do professor Zequinha (PP) para prefeito.

BASE PARA 2022

O DEPUTADO Nicolau Junior sairá desta eleição municipal para disputar a reeleição em 2022, com uma forte base eleitoral, em Cruzeiro do Sul.

MAIS FACILITADO

EM MARECHAL THAUMATURGO, com a retirada da candidatura do ex-prefeito Itamar de Sá (PT) do páreo, o caminho para a reeleição do prefeito Isaac Pianko (PSD) ficou mais aberto. Itamar seria parada dura.

EXERCENDO A DEMOCRACIA

O AC24HORAS abriu ontem com o candidato Roberto Duarte (MDB) a série de entrevistas com os que estão disputando a prefeitura de Rio Branco. O Duarte se saiu muito bem, soube ocupar os espaços.

DURO NAS CRÍTICAS

O CANDIDATO Roberto Duarte (MDB) foi duro com o governador Gladson Cameli e com a prefeita Socorro Neri. Acusou o primeiro de entupir o governo de quem foi adversário na campanha, e chamou o asfalto colocado pela prefeita de “asfalto sonrisal”, que a água dissolve.

DEBATE POLÍTICO

A SABATINA é isso mesmo. Os demais candidatos terão o mesmo espaço de tempo para expor os seus projetos, criticar, rebater críticas, porque é assim que é o jogo democrático. Quem entra na chuva tem de se molhar.

JOGO SUJO

O QUE ESTÃO FAZENDO com o casal Gladson Cameli-Ana Paula nas redes sociais é jogo sujo. Você pode não concordar com ambos, mas não tem o direito de partir para o ataque à honra das pessoas com o uso de fake news. Assessores do governo dizem saber de onde veio o sujo ataque.

BEM REDIGIDO

O TEXTO bem redigido não foi feito por nenhum amador em redação.

PF NO CASO

A INFORMAÇÃO que o BLOG tem é que, o Gladson já acionou a justiça. Não é nada difícil o setor de inteligência policial chegar à autoria. 

MINORU NA SABATINA

AS ENTREVISTAS serão sempre ás 19.30 horas ao vivo. Hoje será a vez do candidato à PMRB, Minoru Kinpara (PSDB), ser o entrevistado, no ac24horas.

DIZENDO E REPETINDO

FALEI ONTEM com seis candidatos a vereador da capital. E vou bisar o que que tenho posto no BLOG, o Tião Bocalom (PP) está no jogo. Ninguém melhor que os candidatos a vereador para ter o termômetro dos bairros.

PASSEATA DE QUEM ESTÁ VIVO

O EX-PREFEITO VAGNER fez no fim último fim de semana para o candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul, Fagner Sales (MDB), uma passeata gigante, mostrando força política. É um erro subestimar a força do grupo Sales.

OPINIÃO DE UMA RAPOSA

UMA VELHA RAPOSA política do Juruá fez ontem a previsão de que, nesta reta final, pelas estruturas, pela presença de políticos experientes nas duas coligações, o candidato Adonis (PSL) tende ser atropelado pela força das candidaturas do Fagner Sales (MDB) e do Zequinha (PP).

AFUNILOU EM TRÊS

LIGUEI ONTEM a amigos em Tarauacá para sondar opiniões diversas sobre a eleição para prefeito do município. Acham que os candidatos Abdias da Farmácia (DEM), Junior Feitosa (MDB) e Néia (PDT) estão embolados.

DECISÃO POR DETALHES

NÃO OUVI até aqui nenhuma opinião sobre a eleição de Tarauacá que não seja pelo equilíbrio da disputa. É uma eleição que deve ser definida por detalhes na reta final da campanha. Por isso, não dá para apontar favorito.

PESA A MÁQUINA

DEFENSORES da candidatura do Faraó Francimar Fernandes (MDB), acreditam que, ele pode ser a grande surpresa da eleição, atropelando o prefeito Kieffer. Não será fácil. O Kiefer está na máquina e se mexe bem.

DISPUTA PARELHA

VAMOS CAMINHANDO para os últimos dias de campanha e em Epitaciolândia a briga continua polarizada entre os candidatos Delegado Sérgio Lopes (PSDB) e Everton Soares (PSL), pela disputa da prefeitura.

SERIA UMA ZEBRA

QUEM ACOMPANHA a eleição de Epitaciolândia de perto avalia que, a vitória de um outro candidato fora os dois, seria uma grande zebra.

ME ENGANA QUE EU GOSTO

NUMA CIDADE pequena como Rio Branco, de muros baixos e humores conhecidos, se engana com pesquisas que andam saindo se quiser ser enganado. O crescimento das candidaturas, afloram nas conversas.

COMO JOGAR PENAS

A PREFEITA SOCORRO NERI correu atrás para consertar a falta de bom senso do Rapa da prefeitura, em destruir uma banquinha de um vendedor de frutas. Fez o gesto certo. Mas sempre a primeira imagem é a que fica. É como jogar penas de um avião, nunca vai se conseguir juntar todas.

BATEU A EUFORIA

ONTEM, bateu a euforia entre os apoiadores da candidatura do Minoru Kinpara (PSDB), com o resultado da última pesquisa interna, que o mostra como consolidado. Registro com reserva. Não sei como ela foi feita.

CAMPANHA NOS EIXOS

COMO CANDIDATO a prefeito de Rio Branco pela oposição, o empresário Jarbas Soster (AVANTE), faz uma campanha nos eixos. Estranho seria se aparecesse no horário eleitoral dizendo estar a cidade às mil maravilhas.

DESGASTE DESNECESSÁRIO

O GOVERNADOR Gladson Cameli está se desgastando de graça com os que lhe ajudaram a se eleger, nomeando para cargos de confiança na sua administração, as pessoas que forem seus algozes na última campanha.

FRASE MARCANTE

“Milhões viram a maçã cair, mas foi Newton que perguntou por quê”. Bernard Baruch.

LEVA VANTAGEM

UM AMIGO que conhece palmo a palmo o meio comentou ontem ao BLOG de que, o Tião Bocalom (PP) é o que deve ter mais votos na comunidade evangélica. Não sei até que ponto vai a força dos Pastores.

NADA QUE OFENDA A HONRA

A JUSTIÇA ELEITORAL agiu certo ao negar Direito de Resposta ao vice-governador Major Rocha. O alegado, de que o candidato a prefeito Minoru Kinpara (PSDB) foi chamado de “marionete” do Rocha, foi uma força de expressão do candidato Roberto Duarte (MDB). E segue o jogo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.