Conecte-se agora

Vagner Sales, um prefeito que marcou história em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

prefeito_02


Dayana Maia

“Nenhum prefeito na história de Cruzeiro do Sul fez mais que eu”, disse o ex-prefeito Vagner Sales (PMDB), que deixou o mandato no último dia 31 de dezembro após oito anos à frente da prefeitura da segunda maior cidade do Acre. Os números da administração do peemedebista chegam a impressionar para um gestor que faz oposição ao governo do Acre. Sales informa que sua administração investiu mais de 180 milhões de reais em equipamentos e diversas obras espalhadas pelo município.

prefeito_03Vagner Sales afirma que recebeu a prefeitura em 2008, com pouco mais de 400 mil reais em projetos empenhados pela administração que o antecedeu. Atualmente, ele estaria deixando quase 50 milhões de reais em obras e recursos empenhados para o novo prefeito iniciar a gestão. Sales destaca que trabalhou para seu sucessor não passar pelos problemas para reestruturar o município para atender as demandas da população urbana e minimizar a desigualdade de investimentos na zona rural.

O ex-prefeito destaca que elaborou seu plano de governo colocando saúde, educação, agricultura, infraestrutura e esporte e lazer como pilares de sua administração, implantando todos os projetos sem esquecer os serviços básicos oferecidos à população de Cruzeiro do Sul. “Minha gestão foi pautada por inaugurações. Reestruturamos a rede de atendimento básico de saúde e educação, entregamos estações de tratamento de água, praças esportivas e muitas obras estruturantes”.

prefeito_04

EDUCAÇÃO

Segundo Sales, quando ele assumiu a prefeitura, o município oferecia 6.223 vagas, contava com um micro-ônibus e 28 barcos para atender a população ribeirinha. O peemedebista ampliou o número de vagas para 12.796 alunos, com 61 escolas em funcionamento, 11 ônibus escolares, 57 mil kits escolares, 62 barcos, 31 laboratórios de informática nas escolas, construção da escola municipal de informática que certificou mais de 5 mil alunos, educação inclusiva (56 cuidadores nas escolas municipais) e construção da sede da APAE no valor de 1,6 milhão de reais.

“Sempre fui movido pelos sonhos. Com a educação de Cruzeiro do Sul não foi diferente. Eu fui um menino que saiu das barrancas do Rio Juruá e sentou no banco de uma escola pela primeira vez aos 14 anos. Eu queria ser prefeito para mudar a realidade de muitos meninos que ainda não conheciam de perto uma escola. Hoje, tenho certeza, nosso município oferece oportunidade igualitária de ensino para nossas crianças que moram na cidade, nas vilas e nas comunidades ribeirinhas que contam com escolas com professores, merenda escolar e material didático”, enfatiza Sales.

prefeito_05

AGRICULTURA

O ex-prefeito fala com orgulho dos investimentos que realizou na agricultura. Para Vagner Sales, os agricultores precisavam mais que incentivo e apoio técnico para se manterem em suas propriedades, produzindo, abastecendo a população da cidade e garantido o sustento de suas famílias. Com objetivo de incentivar o setor produtivo, a prefeitura investiu na construção de novos mercados municipais para comercialização da produção, eliminando a figura do atravessador e garantido preço justo ao consumidor. Sales construiu ainda o Centro de Saúde do Produtor Rural.

O centro especializado para atendimento dos pequenos produtores foi destaque na publicação da revista paulista Agro S/A, que tem publicação mensal e tiragem média de 20 mil exemplares que divulga notícias sobre o mundo do agronegócio. “Em 2008, não tínhamos local adequado para venda da produção dos pequenos agricultores, ficando o produto nas mãos de marreteiros, tínhamos dificuldade no escoamento da produção da população ribeirinha e dos ramais, sem contar que o porto estava completamente destruído”, relembra o ex-prefeito Vagner Sales.

O cenário mudou nos últimos oito anos. Sales construiu a Central de Comercialização, onde circula semanalmente mais de 7 mil pessoas, comprou 11 caminhões e 24 barcos fazem o escoamento da produção e disponibilizou 18 tratores para aradagem e 30 micros tratores. Um novo porto foi construído, incluindo a rampa de acesso. Um projeto elaborado pela gestão municipal apoia os piscicultores e comprou 5 escavadeiras hidráulicas. A prefeitura construiu os mercados do peixe e da carne. Instalou 70 grupos que beneficiam 850 famílias ribeirinhas com energia elétrica.

prefeito_06

SAÚDE

Em 2008, Cruzeiro do Sul contava com apenas 17 postos de saúde e 17 equipes de saúde da família. De acordo com Vagner Sales, a maioria das unidades em péssimas condições de funcionamento. Sales ressalta que precisou investir mais de 30 milhões de reais para reestruturar as unidades existente e construir novas unidades básicas para atender as comunidades das vilas que precisavam se deslocar a cidade para receber atendimento e na maioria das vezes não conseguiam solução para os problemas, já que faltava estrutura e remédios na rede municipal.

A administração de Sales deixa 44 postos de saúde construídos e funcionando, um centro de diagnósticos fazendo 20 mil exames por mês, 200 mil atendimentos médicos e odontológicos por ano, unidade móvel (ônibus da saúde) para apoio às equipes de saúde e programas federais, unidade de saúde fluvial (barco da saúde) já realizou 120 mil atendimentos, 19 canoas de alumínio, 37 equipes da saúde da família, 05 equipes do NASF, programa “melhor em casa” realiza mais 10 mil atendimentos por ano, investimento de 1,5 milhão no combate à dengue – de 1.220 notificações por semana em 2014 foi reduzido 12 notificações por semana em 2016.

prefeito_08

INFRAESTRUTURA

Uma das áreas de investimento prioritário da administração Vagner Sales foi a infraestrutura. “Em 2008, as ruas estavam destruídas, sem calçamento, falta de água, lixo por toda parte, maquinário sucateado e praças destruídas. Precisei andar muito em Brasília para conseguir ajuda para aquisição de uma usina de asfalto para fazer recapeamento de ruas. Construímos mais de 15 km de calçadas, entregamos 22 sistemas de abastecimentos de água que atendem 20 mil pessoas”, enfatiza Sales.

O ex-prefeito desta ainda que comprou novos caminhões para fazer a coleta regular de lixo no município. Foram adquiridos três mini coletores e três caminhões coletores modernos. A prefeitura investiu 22 milhões de reais em máquinas e equipamentos, construiu sete praças e revitalizou de todos centros históricos, construiu três centros de multiuso, instalou de sinal de internet wi-fi na praça Orleir Cameli, Vila São Pedro, Vila Santa luzia e Vila Liberdade, promovendo a inclusão digital no município.

prefeito_09

ESPORTE E CULTURA

Há oito anos, Cruzeiro do Sul tinha apenas duas quadras esportivas, em péssimas condições de conservação, sendo Vagner Sales. Se o descaso com o esporte e lazer era latente, o mesmo acontecia com o apoio à cultura que não contava com inventivo por parte da prefeitura para desenvolver projetos que atendessem as necessidades de pessoas que trabalhavam para organizar espetáculos culturais como festivais, peças teatrais e festivais de música com artistas do município.

“Saio com a certeza do dever cumprido com nossos jovens e ativistas culturais do município. De duas quadras de esportes sucateadas, nós saltamos para 24 modernas praças esportivas, sendo que ainda temos três em fase de execução. Cruzeiro do Sul cumpriu todos os requisitos exigidos pelo Ministério da Cultura e lançamos o primeiro Edital de Incentivo à Cultura do Município de Cruzeiro do Sul para financiamento dos projetos culturais de pessoas e instituição”, destaca Vagner Sales.

SONHO REALIZADO

“Estou saindo do mandato de oito anos, e saio muito feliz. Porque o maior desejo de um político é governar seu município e seu Estado. Meu maior sonho era ser prefeito. Como deputado e vereador, nós víamos os problemas da população e não conseguíamos resolver. Saio feliz por ter sido prefeito e ter tido esta oportunidade de levar para todos os recantos deste município, os benefícios da prefeitura. Nenhum prefeito na história de Cruzeiro do Sul fez mais que eu. Tenho certeza que estamos deixando a prefeitura melhor que encontramos”, observa Vagner Sales.

O ex-prefeito agradeceu o apoio da bancada federal do Acre, que foi responsável pelo investimento de 180 milhões na contração de centros de saúde, escolas, aquisição de maquinas pesadas, construção de quadras de esporte. Sales acredita que o prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB) assume um mandato sem preocupações imediatas. “Se ele passar quatro anos sem trazer novos recursos, ele ainda vai estar passando um mandato inaugurando obras com recursos que nós vamos deixar”.

prefeito_10
Vagner Sales assegura que sua maior preocupação era fechar o ano, como homem público cumpridor de suas obrigações, cumprindo a legislação que pune o prefeito se deixar restos a pagar. “Estamos deixando o mandato sem dever servidores e fornecedores. Se tiver alguém que tenha algum débito pode trazer que a prefeitura vai pagar. Foi bom ser prefeito e sair da prefeitura tranquilo, já que passamos por diversos problemas. Quando fui candidato a primeira vez, eu tinha um programa de governo e minha preocupação era coloca-lo em execução. Tem muitas coisas para serem feitas em Cruzeiro do Sul. Se eu continuasse iria trabalhar muito na área de recapeamento da cidade. Estamos deixando dois milhões para este trabalho. Estamos deixando em andamento o Centro de Formação Esportiva. Eu fiz mais do que me propus dentro do programa que eu tinha para atender a população”, assegura.

FUTURO POLÍTICO

prefeito_11Questionado sobre seu futuro após deixar a prefeitura, Vagner Sales diz que não se vê fora dos debates políticos. “O futuro? Deus proverá. Sou um homem público preparado para assumir qualquer cargo neste Estado, com a minha experiência de vereador, dos mandatos de deputado e oito anos de prefeito. Naturalmente, os embates futuros vão vir. E nestes embates futuros eu quero ser uma peça. Eu quero está comtemplado dentro deste projeto. Pode ser o senado. Na verdade, eu vou ser bem franco, só tem dois cargos que eu disputaria na minha vida política, que é de governador e senador. Estes são os dois cargos que eu buscaria votos da população”.

Diante da resposta, a reportagem questionou ainda se ele entraria numa disputa pelo governo, ou mesmo se colocaria numa chapa como candidato a vice-governador. “Vice-governador nem de bengala eu aceitaria novamente. Para governador, eu tenho projeto. Meu projeto é fazer Gladson Cameli governador deste Estado. Estou com ele. Estou junto. Eu sou o maior cabo eleitoral dele, porque tenho certeza que ele vai fazer uma excelente administração. Naturalmente, eu ficaria com esta vaga de senador, mas ainda tenho que conversar com meu partido, com meu grupo político e com as lideranças para saber onde posso me encaixar em 2018”, finaliza Sales.

Propaganda

Acre

Operações do exército contra ilícitos ambientais apertam o cerco no Alto Acre

Publicado

em

A movimentação constante de veículos dos órgãos ambientais e de patrulhas motorizadas do exército na regional do Alto Acre nesta semana deixaram claro que o momento atual não é favorável para quem se encontra em situação de ilegalidade nas áreas protegidas ou praticando ilícitos ambientais no estado.

Apesar de as informações dos órgãos governamentais serem de que as operações são de rotina e que as ações voltadas para a regularização da ocupação das reservas extrativistas são contínuas, está bem claro que o aporte presidencial promovido pelo decreto de Garantia da Lei e da Ordem está colocando em pânico quem se encontra em situação de ilicitude.

Informações de ocupantes da Reserva Extrativista Chico Mendes dão conta de que são inúmeras as notificações feitas nas últimas semanas para a desocupação de ilegais e retirada de gado do interior da Resex. As fontes pedem sigilo de identidade e têm procurado o apoio de políticos na região.

Políticos, inclusive, constam entre aqueles que estão sob a mira do ICMBio e do Ministério Público Federal por terem posse, por meio de terceiros, de áreas dentro da Unidade de Conservação. Há muitos processos em andamento e outros em fase de notificação e execução de ordens judiciais.

No começo de outubro, preocupados com a movimentação dos órgãos ambientais e das forças federais, moradores da Resex acionaram vereadores de Brasiléia a buscar informações junto aos MP’s federal e estadual. Voltaram com a informação de que a regra é o cumprimento da lei.

O procurador da República no Acre, Joel Bogo, informou, segundo a Assessoria de Comunicação da Câmara de Brasiléia, que o Ministério do Meio Ambiente e órgãos ambientais federais têm recomendação para agir quanto a regularização da situação da Resex. A retirada de ocupantes ilegais e de gado estão entre as principais medidas recomendadas.

Operações em andamento

No fim de setembro, uma patrulha motorizada do Exército que percorria a Reserva Extrativista Chico Mendes verificou a existência de uma área desmatada, cercada e com mais de 100 cabeças de gado. O responsável foi notificado por agentes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que deram o prazo de dez dias, a contar de 27 de setembro, para a retirada do gado e de todo o material do local.

Também foram identificados três focos de incêndio em área desmatada, que foram apagados. A missão comandada pelo Comando de Fronteira do Acre/4º BIS – 4º Batalhão de Infantaria e Selva – contou com o apoio de agentes do ICMBio e do IMAC, além do Corpo de Bombeiros, de um técnico da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA) e de um agente da Defesa Civil.

As ações não se restringem, no entanto, à regional do Alto Acre. No dia 26 de setembro, militares do Exército Brasileiro realizaram uma etapa da Operação Verde Brasil na Floresta Estadual do Antimary para combater crimes ambientais naquela reserva. A operação ocorreu no âmbito da Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Nessa fase da operação, foram emitidos sete autos de infração ambiental e uma área de quase mil hectares foi embargada pela fiscalização ambiental. Mais de R$ 5 milhões em multas foram aplicadas durante a ação que contou com o uso de um helicóptero Pantera e cinco viaturas leves.

Nessa ação no Antimary, participaram militares do Comando de Fronteira Acre e 4° Batalhão de Infantaria de Selva com o apoio de órgãos governamentais e de segurança pública, como a Força Nacional, a Polícia Militar Ambiental, o Corpo de Bombeiros do Acre, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto de Meio Ambiente (IMAC), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Acre e a Defesa Civil. Na ocasião, foram realizados atendimentos médicos e sociais para a comunidade.

Já no mês de outubro, a Missão de Garantia da Lei e da Ordem, coordenada pelo Exército Brasileiro com o apoio do IBAMA, ICMBio e Imac, realizada desde o Rio Abunã até o município de Assis Brasil, esteve na região do seringal Espalha, próximo ao limite entre os municípios de Xapuri e Rio Branco onde encontrou um desmatamento de cerca de 300 hectares. Ninguém foi encontrado no local. O desmatamento está sendo apurado pelos órgãos ambientais no Acre, junto com o Exército, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal. Segundo o ICMBio, a princípio é um desmatamento ilegal e há a suspeita do envolvimento de extrativistas na ação.

A operação também retirou 6 ocupantes ilegais da Reserva Chico Mendes. O ICMBio não divulgou os nomes nem as localidades onde os invasores foram expulsos da Unidade de Conservação. A presença de pessoas que chegam de outros estados e adquirem “lotes” de colocações dentro da Resex vem sendo denunciada há algum tempo pela Associação de Moradores e Produtores da UC no município de Xapuri (AMOPREX).

Em ações mais recentes, nos dias 2 e 3 de outubro, foram realizadas patrulhas motorizadas para combater as queimadas e os crimes ambientais nas regiões de Assis Brasil, Plácido de Castro, Acrelândia, Senador Guiomard e Capixaba. Em Assis Brasil, as ações foram realizadas pelo 2º PEF, em conjunto com o Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC). Em área identificada no ramal do km 13, foi apreendido um trator D6D e aplicada uma multa, pelo IMAC, no valor de R$ 20 mil devido ao desmate de 3,7 hectares em área de reserva legal. A área foi embargada, sendo acrescida uma multa de R$ 13 mil, por 25,55 m² de madeira apreendida.

Já nas outras regiões citadas, as ações estiveram a cargo do 3º PEF, do IMAC e da Polícia Ambiental do Acre. Foram vistoriados quatro pontos de desmatamento descobertos por meio de imagens de satélites. O IMAC aplicou multas que atingiram o valor de R$ 159 mil pelo desmatamento de quase 30 hectares nas quatro áreas localizadas. Todas as áreas citadas foram embargadas e as multas entregues aos responsáveis.

Ajuda das forças federais na Amazônia

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) demostraram que as medidas tomadas pelo governo federal no mês de agosto, enviando apoio militar para o combate às queimadas na Amazônia ajudaram a reduzir em 19% os focos de incêndio no mês passado na comparação com setembro de 2018. O decreto presidencial que garante o reforço federal na região vigora até o próximo dia 23 de outubro.

Já o desmatamento subiu, de acordo com o Inpe. Os dados mostram que na Amazônia, em setembro deste ano, o desmatamento aumentou 96% em comparação ao mesmo mês do ano passado. A área sob alerta de desmatamento na Amazônia chegou a 1.447,4 km² neste mês. De janeiro a setembro, o Sistema de Detecção do Inpe (Deter), já emitiu alertas de desmatamento em áreas que somadas chegam a 7.853,9 km².

O objetivo do Deter não é medir precisamente a área desmatada, mas emitir alertas para a fiscalização. A comunidade científica reconhece que os dados apontam uma tendência que depois se confirma pelo sistema Prodes, que faz um levantamento anual do desmatamento. Os dados do Prodes devem sair em novembro.

Continuar lendo

Destaque 4

Socorro Neri entrega espaço “Parque Cidade das Crianças” à comunidade no Jarbas Passarinho

Publicado

em

Centenas de crianças acompanhadas pelos pais atenderam ao convite da prefeita Socorro Neri e fizeram uma verdadeira festa na inauguração do espaço público “Parque Cidade da Criança”. O final da tarde deste sábado, 12, no Conjunto Jarbas Passarinho, foi marcado por cores e muita alegria.

“Neste dia das crianças, nada mais justo que fazermos a entrega do espaço para às crianças, onde elas podem exercer o direito sagrado ao brincar, direito que deve ser estendido a todas às crianças da nossa cidade” ponderou a prefeita Socorro Neri que ressaltou ainda “estamos entregando este equipamento nesta comunidade porque trabalhamos para os que mais precisam do trabalho da Prefeitura”.

Bem coletivo

A prefeita recebeu o carinho das crianças e pediu aos moradores que junto ao presidente do Conjunto Jarbas Passarinho, Edilson Souza, cuidem do espaço e que zelem também pelas crianças. “Protejam, orientem nossas crianças. Elas precisam dos nossos cuidados, pois são as mensagens vivas mais importantes que nós podemos mandar para o futuro”.

A vereadora Elzinha Mendonça prestigou o evento e frisou “hoje, a gente comemora também o dia da inocência, da esperança e do futuro, porque é isso que as crianças representam. E esse espaço é um presente para comunidade”. Para o presidente do Jarbas Passarinho, Edilson Souza, “essa é uma oportunidade única que a prefeita está dando à comunidade, pois a estrutura é grande e permite muitas opções de programações”.

Comunidade em festa

A programação que iniciou às 16 horas foi diversificada e aconteceu em todo o espaço do Parque, inclusive na concha artística, contou com: perfomance no tecido acrobático, pintura facial, contação de histórias, animação da equipe do Centro de Multimeios, shows diversos, distribuição de pipoca, geladinhos e doces.

O Charleony e a esposa Daniele de Freitas aproveitaram a tarde na companhia das três filhas. “Só temos a agradecer a prefeita Socorro Neri por presentear nossa comunidade com um espaço desses. É muito bom ter um espaço assim para aproveitar em família” avaliou o mestre de obras.

A pequena Nicole Gabrielly, de cinco anos, adorou o espaço e curtiu o parque na companhia da avó Lucilene Fernandes. “Para criançada é magnífico ter um espaço assim, onde podem ser criança e conviver com outras crianças. A prefeita e todos os envolvidos estão de parabéns por entregar um espaço tão bonito”, acentuou a professora de dança.

Nem o sereno que caiu no início da noite impediu o Arlei Lima, monitor de futebol, e pai da Ana Carolina de aproveitar a programação do Centro de Multimeios junto à pequena. “Para mim e para meus filhos esse espaço é maravilhoso. Aqui temos um espaço, onde as crianças encontram uma alternativa longe das ruas. Só temos a agradecer à prefeita”, considerou.

A obra

Idealizado na gestão do ex-prefeito Marcus Alexandre, o equipamento oportuniza convívio social e brincadeiras lúdicas que possibilitam desde a educação no trânsito a atividades artísticas e recreação.

Destinada à comunidade em geral, o Parque Cidade da Criança compreende uma área de 4.172,54 m2 e recebeu o investimento de R$ 1.378.763,21 em recursos oriundos de emenda parlamentar do ex-deputado federal, Henrique Alonso, com a contrapartida do tesouro do Município.

A estrutura do espaço conta com quiosque duplo (tipo lanchonete), banheiro com acessibilidade, concha artística com arquibancada para eventos, espaço cultural, estacionamento, espaço lúdico infantil e traçado urbano da cidade, edificações em escala reduzida, retratando o convívio urbano e educação no trânsito, além de paisagismo.

Continuar lendo
Propaganda

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.