Conecte-se agora

Plutão vai exigir profundas transformações no Acre em 2017

Publicado

em

unnamed

Quem olhar o céu nas primeiras horas de 2017 poderá ver Júpiter um pouco acima da linha do horizonte. É o que mostra a posição do mapa astrológico do novo ano para o estado do Acre. Isso significa otimismo e fé para o povo acreano. De fato, segundo a astróloga Ástrid Schein Bender, vai ser preciso muita disposição filosófica para atravessar os próximos 365 dias.

O ano vai sofrer influência do mercúrio retrogrado, que rege no simbolismo astrológico, as comunicações e os transportes. Ai, tudo que está ligado a esses fatores sofrem atrasos, transtornos, gera caos e causa grandes aborrecimentos. A papelada, os documentos e os eletroeletrônicos também entram no esquema. As atividades mentais ou intelectuais são prejudicadas. Também não é um período favorável às crianças e jovens.

“Não é só na comunicação direta de eu dizer uma coisa e você entender outra. É no relacionamento de pais e filhos, do casal, no trabalho, entre professores e alunos. O aprendizado é um tema de mercúrio. A sociedade precisa estar preparada para essa tendência do mal entendido”, observa a astróloga.

Ela aconselha o “ouvir muito e falar pouco”, que cada um faça uma interiorização de si mesmo, ouvir a voz interior e conhecer mais seus próprios pensamentos. A receita é dada pelos astros para quem deseja passar o ano com menos dificuldades.

Quadratura entre Urano e Plutão fez as máscaras caírem em 2016

astridA astróloga explica que muitas das máscaras que caíram no campo político em 2016 [a reportagem citou como exemplo a Operação Lava Jato], sofreram influências planetárias da chamada quadratura entre Urano e Plutão.

“Essa quadratura tem muito a ver com a queda das máscaras no campo político e com problemas muito fortes que apareceram em todo o planeta”, cita Ástrid.

Esse fenômeno termina em 2017, por plutão ser símbolo de transformação, pode reger bombardeios como a descoberta de uma nova vacina ou fazer mudanças pela violência, pelo despojamento, pela confrontação com o lado sombrio da vida. Ou simplesmente uma revisão de valores profunda. Urano também é símbolo de transformação e ambos são associados a movimentos coletivos como aqueles que ocorreram no Brasil, o movimento “vem pra rua”.

2017 será regido por Saturno – Após 36 anos regida pelo Sol, a humanidade passará a ser governada por Saturno. Se a força do sol e das influências planetárias fizeram muitas máscaras caírem, na gestão de Saturno será o tempo dos “limites”.

“Uma vibração conjunta vai pedir que algo aconteça para impor limites. Saturno é o senhor do tempo, tanto a colheita positiva como a negativa, será cobrada por Saturno. Será um tempo de recompensa em todos os aspectos, principalmente no trabalho”.

Posição do mapa do ano novo do Acre aponta para transformações

Tendo libra como ascendente, segundo Ástrid, 2017 mostra uma disposição para o concílio, a harmonia e o equilíbrio. “Vai estar no ar entre as pessoas”, confirmou. Libra, segundo a astróloga, também tem a ver com o “olhar a beleza”, o que para ela é outro aspecto positivo para o estado.

unnamed-2

Júpiter também se apresenta no mapa do ano novo para o Acre, isso, segundo a astrologia, significa uma proteção especial ou uma benção, algo bom que se expande. Ele está em libra, exatamente na linha do ascendente no momento em que o ano novo nasce.

“Quer dizer ele vai estar bem na linha do horizonte e depois vai subir e poder ser visto pelas pessoas. Isso traz muitas coisas boas, entre elas, otimismo e fé. O povo acreano quer olhar para as coisas boas da vida. Vai ajudar as coisas se desenvolverem”, detalhou Ástrid.

Ainda de acordo o mapa do ano novo apresentado pela astrologia, Urano na casa 7 significa parcerias, sociedade de negócios e amizades intimas. “Essas relações no Acre precisam respirar, ter um pouco de liberdade para fluir facilmente”, analisou Ástrid. Ela afirma que onde não ocorre liberdade, “Urano entra quebrando, fazendo rupturas” voltou a analisar.

Uma onda forte de planetas que caem na casa 5 do mapa, revela pedido de criatividade. Ástrid acredita que a influência tem tudo a ver com a crise financeira que assola no país, em especial no mapa do Acre.

“Quer dizer que o acreano não está conformado, tá querendo algo melhor, embelezar, acreditar e precisando criar”, falou.

Os planetas que estão na casa 5 do mapa, segundo a astróloga,  estão nos signos de aquário e de peixes. Aquário, regido por Urano é o signo da liberdade, que olha para o futuro. Ainda segundo Ástrid, peixes no lado negativo está ligado às ilusões, mas positivamente quer dizer abertura para o divino.

“O convite é para criar com liberdade, independência e com a fonte divina acima de tudo. Levando para casa 11, dos grupos, da humanidade, para as pessoas, gerando um fluxo”, afirmou.

Plutão mexe com as raízes e vai exigir transformação para evitar implosão

Fechando sua análise para 2017, Ástrid afirmou que Plutão na casa 4 mostra que haverá profundas mudanças com relação ao que originou o estado. Além de envolver as comunidades indígenas, uma alquimia vai acontecer exigindo aprendizado de todos os habitantes do Acre.

“É muito importante que aconteça disposição para o aprendizado, principalmente dos governantes, tem que ter uma abertura de percepção para ver quando a lição for revelada. Quando a coisa é com plutão não adianta querer esconder ou tapar o problema. É preciso aprender, resolver e permitir a transformação”, destacou.

Se não permitir a transformação – embora não se saiba o que é – ela acontece de forma cataclísmica, segundo Ástrid, a palavra certa é a implosão. “É preciso desenvolver a capacidade de se comunicar mais em uma linguagem não verbal, perceber mais o outro”, concluiu.

Anúncios

Destaque 4

Polícia Civil do Acre diz ter 72% de elucidação de crimes contra a vida em 2020

Publicado

em

O balanço das ações realizadas pela Polícia Civil do Acre apresentado na manhã desta terça-feira, 29, aponta que de janeiro a este mês de setembro de 2020, a instituição já cumpriu 846 mandados de prisão e 398 mandados de busca e apreensão. As ordens de prisões mais recorrentes são para os crimes de roubo, tráfico de drogas, homicídios, pensão alimentícia e violência doméstica.

As ações desenvolvidas ao longo dos nove meses de 2020 resultaram, de acordo com os dados, em 757 quilos de drogas apreendidos, 1.959 munições e 134 armas de fogo também capturadas. Além dos inquéritos em andamento, a Polícia Civil do Acre instaurou outros 3.932 para apuração de infrações penais e sua autoria.

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP) garante ter instaurado e remetido ao Poder Judiciário 146 inquéritos, além de ter cumprido 53 mandados de prisão e 39 mandados de busca e apreensão, chegando à porcentagem de 72% de elucidação de crimes contra a vida, identificando os autores e colocando-os à disposição da Justiça.

Do total de mandados de prisões cumpridos, 128 foram executados pelo Núcleo de Captura da Polícia Civil (Necap), com 120 capturados do sexo masculino e oito do feminino.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Destaque 4

Justiça acreana nega habeas corpus a menor que ajudou matar mãe e filhos bolivianos

Publicado

em

A desembargadora Waldirene Cordeiro indeferiu o habeas corpus impetrado, com pedido de liminar, em favor de um menor de 17 anos de idade acusado pela prática de ato infracional análogo ao crime de homicídio. O menor está internado provisoriamente, por ordem do Juízo de Direito da Vara Criminal da Comarca de Acrelândia, por ser acusado de desferir disparos de arma de fogo contra cidadãos bolivianos.

O adolescente é acusado de tentar resgatar um familiar acusado de estupro, que ocorreu em 13 de setembro de 2020. De acordo com os autos, o menor utilizou-se de meios que dificultaram a defesa das vítimas, desferindo disparos de arma de fogo contra duas pessoas, sendo considerado um homicídio consumado e o outro uma tentativa de homicídio.

No pedido, a defesa alega padecer de ilegalidade a decisão que decretou a internação provisória do menor, a ensejar sua imediata soltura, por violação ao art. 108, parágrafo único do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A desembargadora ressalta sobre a questão da extraterritorialidade da lei penal brasileira, principalmente referente ao alcance também de ‘atos infracionais’ cometidos no exterior e diz existir indícios suficientes de autoria infracional praticada pelo menor e considerou um ilícito gravíssimo. “Ainda que seja o paciente primário, sua atuação no evento, segundo se extrai dos autos, apresentam uma escalada meteórica ao mundo do ‘crime’”, diz trecho da decisão.

Entenda o caso

O menor, segundo os autos, teria participação no resgate de um familiar acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos, em uma cidade boliviana, próximo dos municípios de Acrelândia e Plácido de Castro, na região de fronteira com a Bolívia. O acusado de estupro e outro membro da família trabalhavam com a retirada de madeira em uma propriedade boliviana.

O pai da menina, que é boliviano, flagrou o ato de estupro e amarrou o homem em um tronco de árvore enquanto se dirigia até o lado brasileiro para pedir ajuda da polícia. Nesse intervalo de tempo, o outro homem acreano que estava no local, soube do ocorrido e avisou aos outros familiares, que foram até a propriedade boliviana para resgatar o suspeito.

No local, os familiares do acusado de estupro mataram a mãe da adolescente, dois irmãos da vítima e ainda atiraram contra a menor. Os corpos foram jogados próximos a uma árvore, e a casa da família foi queimada. A vítima, mesmo feriada, conseguiu fugir.

Continuar lendo

Destaque 4

Do mais rico ao mais pobre: os bens dos candidatos a prefeito do município de Brasiléia

Publicado

em

Manoel Prete e Leila Galvão triplicaram patrimônio, enquanto Fernanda Hassem teve menor evolução

Com o maior eleitorado da regional do Alto Acre, o município de Brasiléia terá uma disputa de peso nessas eleições, que será marcada por embates entre velhos conhecidos.

A atual prefeita e candidata à reeleição, Fernanda Hassem, do PT, já foi assessora de comunicação da ex-petista Leila Galvão, hoje MDB, quando esta administrou o município.

O empresário Manoel Prete, do PSDB, foi um adversário duro para Fernanda Hassem na última eleição, em 2016, quando obteve 6.013 votos contra 6.819 da petista.

Se os bens patrimoniais declarados à Justiça Eleitoral fossem critério para um bom desempenho nas urnas, Prete estaria com larga vantagem sobre as duas adversárias.

Da declaração que fez em 2016 para a atual, o empresário triplicou o seu patrimônio, que passou de R$ 1.120.703,94 para R$ 3.455.380,03.

Entre os bens declarados, destacam-se áreas de terra rurais e lotes urbanos, além de capital aplicado na própria empresa. Ele declarou um terreno de R$ 500 mil e uma antena parabólica de R$ 1.040,97.

A ex-prefeita e ex-deputada estadual Leila Galvão também triplicou o seu patrimônio desde a declaração de bens que fez à Justiça Eleitoral quando foi eleita para administrar o município, em 2008.

Naquele ano, ela declarou R$ 340.164,76 que evoluíram para R$ 504.110,53 quando foi eleita deputada estadual, em 2014, e para R$ 914.685,22, quando não conseguiu se reeleger, em 2018. Na atual declaração, ela cadastrou R$ 921.788,61 em bens.

Entre os bens declarados por Galvão, estão três propriedades rurais avaliadas em R$ 296 mil, um lote de terra urbano avaliado em R$ 219 mil, além de prédio comercial, casa residencial e veículos.

Já a atual gestora, Fernanda Hassem, tinha R$ 178.500,00 quando foi eleita vereadora, em 2012, evoluiu para R$ 366.595,00, em 2016, quando se elegeu prefeita, e decaiu para R$ 341.925,90 na atual declaração de bens.

O patrimônio declarado por Hassem consta de uma casa com terreno, avaliados em R$ 250.000,00, e um carro Honda FIT – Cor Preta – Ano 2018/2019 financiado, no valor R$ 71 mil, além de investimentos e aplicações bancárias.

Vale lembrar que o valor dos imóveis declarados nem sempre significa o que valem hoje. Normalmente se declara o quanto se pagou pelo imóvel na época da compra – ou no máximo se adiciona ao valor da compra o que foi gasto com obras e reformas.

Evolução patrimonial dos candidatos em Brasiléia

Fernanda Hassem (PT)

2012 – R$178.500,00

2016 – R$ 366.595,00

2020 – R$ 341.925,90

Manoel Prete (PSDB)

2016 – R$ 1.120.703,94

2020 – R$ 3.455.380,03

Leila Galvão (MDB)

2008 – R$ 340.164,76

2014 – R$ 504.110,53

2018 – R$ 914.685,22

2020 – R$ 921.788,61

Continuar lendo

Destaque 4

Mailza parabeniza Cruzeiro do Sul e fala dos mais de R$ 6 milhões enviados para o município

Publicado

em

A parlamentar destinou mais de R$ 6 milhões em emendas; R$ 2, 5 milhões já foram pagos à saúde

No dia que Cruzeiro do Sul completa 116 anos, a senadora Mailza Gomes (Progressistas-AC) usou as redes sociais para falar do seu trabalho pelo município e destacar seu comprometimento com a população cruzeirense. Ao todo, Mailza destinou mais de R$ 6 milhões para a saúde, assistência social e pesca.

Desse total, R$ 2,5 milhões (dois milhões e quinhentos mil) já foram pagos para a saúde, distribuídos assim: R$ 1,2 (um milhão e duzentos mil) foi para humanização e acolhimento da Maternidade e Hospital do Juruá; a segunda, no valor de R$ 1 milhão, para combate ao coronavírus e outra de R$ 350 mil para a Ufac – Campus Floresta fabricar máscaras e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Esse montante já pago se soma aos mais de R$ 4 milhões destinados pela parlamentar para as áreas da assistência social, combate a violência contra mulher e pesca, sendo R$ 1,6 (um milhão e R$ 600 mil) para construção da Casa da Mulher Brasileira, R$ 1 milhão para construção de casas populares; R$ 250 mil para Casa de Acolhimento Lar Ester Cameli, R$ 220 mil para compra de um veículo para Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cruzeiro do Sul (APAE); R$ 200 mil, compra de um veículo e custeio Lar Vicentino e R$ 100 mil para Casa Abrigo do Juruá.

Já a Colônia de Pescadores de Cruzeiro foi contemplada com R$ 150 mil para compra de uma camionete e R$ 260 mil, compra de uma fábrica de gelo.

“Ano passado estive presente numa uma linda festa, cheia de energia, junto com a população. Quero dizer que nesse momento de dificuldade que ainda estamos passando, temos procurado ajudar por que Cruzeiro mora no meu coração. Sinto uma felicidade imensa saber que contribuo diariamente no Senado para a melhoria da vida das pessoas. Passo aqui para deixar meu abraço fraterno a cada cruzeirense, renovar meu compromisso de servir a população e dizer da honra e satisfação em contribuir com essa cidade, lugar de gente do bem, aconchegante, uma das mais lindas do Juruá”, disse a senadora Mailza.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas