Conecte-se agora

Conheça a mãe que sonha com a ceia de natal: “não tenho nada para comer hoje!”

Publicado

em

video

Na véspera do natal- dia 24 de dezembro-, famílias se reúnem para celebrar, indiretamente, o nascimento de Jesus Cristo. Regado a banquetes, o encontro familiar ou de amigos é sempre motivo de regozijo. Na contramão disso, muitas famílias sofrem com a fome e o sonho de um dia sentarem à mesa e participar de um jantar farto e especial.

A reportagem do ac24horas conheceu a história de Alcione Andrade, de 37 anos, que vive na Cidade do Povo, em Rio Branco (AC). Acometida com pressão alta, e fazendo tratamento psiquiátrico, a dona de casa tem quatro filhos, e, nesse natal, diz que não terá muito a comemorar senão a vida e o amor que tem pelos filhos.

“Em todos esses anos, o meu maior sonho é sentar na mesa com meus filhos e comemorar o natal com uma janta. Ela pode ser simples, mas é o meu sonho. Esse ano, infelizmente, a gente não tem nada. Sabe o que é nada? Estou doente e não consigo realizar o sonho dos meus filhos. Isso me deixa muito, muito triste”, lamenta a mulher.

interna

Emocionada, Alcione diz que o ano de 2016 foi muito difícil. “Eu quase nem saio do quarto. Eu não posso andar muito. Não posso caminhar porque meus joelhos doem bastante por conta do meu peso. A gente fica aqui, sozinho, mas minha vontade era de estar com toda a minha família, unida com eles. Eu ia ter uma alegria sem explicação”, completa.

A dona de casa é conhecida na comunidade onde vive. Por conta dos problemas de saúde, sempre recebe ajuda dos vizinhos e amigos que, quando podem, doam mantimentos. Essa é uma história que contrasta com a dura realidade de vida de muitos moradores da Cidade do Povo. “Ela não é a única aqui, são muitos nessa situação. Alguém precisa ajudar a Alcione. Ela sofre muito. Passa até fome!”, revela a vizinha Maria das Graças Freitas.

Na geladeira da casa de Alcione só tinha água e um pouco de açúcar. Nas vasilhas em cima da mesa, farinha. Nas panelas sobre o fogão, um pouco de arroz. “Se alguém puder vir até minha casa, ver minha situação e quiser ajudar, que venha. Deus vai recompensar e muito essas pessoas. Eu confio que Deus tocará corações e que minha situação vai ser mudada”, diz a dona de casa.

Interessados em colaborar com o natal de Alcione podem entrar em contato com o vizinho dela, Robson, pelo telefone 9 9911-3002. Ela vive no setor dois da Cidade do Povo, no 2º Distrito de Rio Branco.

Anúncios

Destaque 2

Indicação de Ribamar para vaga de Conselheiro do TCE deve chegar na Aleac nos próximos dias

Publicado

em

Após o Tribunal de Justiça do Acre decidir por 9 votos a 2 que que a Conselheira-Substituta Maria de Jesus Carvalho de Souza não deverá ocupar o cargo de Conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Acre na 6ª vaga decorrente do falecimento do Conselheiro José Augusto Araújo de Faria por não cumprir o requisito objetivo de idade e ainda validar o decreto legislativo da Assembleia Legislativa do Acre que vetou o seu nome, o Palácio Rio Branco aguarda apenas que o acórdão da decisão do judiciário seja publicado para iniciar os trâmites de indicação do secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, para o cargo de Conselheiro da Corte de Contas.

O ac24horas apurou que o nome do principal homem de confiança do governador deverá ser encaminhado para a Assembleia Legislativa nos próximos e deverá ser analisado por uma Comissão Especial da casa. Assim que um parecer for emitido, a indicação de Trindade vai para análise em plenário dos 24 deputados. A tendência é que o nome seja aprovado pelo legislativo, porém uma vasta negociação deverá ser alinhada já que a base de sustentação do governo na casa anda insatisfeita, o que poderá causar turbulência.

Enquanto o governo deve correr para que o trâmite ocorra o mais rápido possível, a Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon), que representa Maria de Jesus, deverá levar o caso ao Superior Tribunal de Justiça em Brasília, em busca de uma liminar.

Continuar lendo

Destaque 2

Gladson nomeia membro da executiva do PSL ligado a Ulysses

Publicado

em

O governador Gladson Cameli nomeou nesta segunda-feira, 26, o membro da executiva municipal do PSL, Marcell Menezes Galvão, para ocupar cargo na Secretaria de Saúde do Estado do Acre (Sesacre) com CEC-4. A nomeação consta na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.

Marcell é sobrinho da candidata a vice-prefeita pelo Progressista, Marfisa Galvão, esposa do senador Sérgio Petecão, mas tem ligações políticas com o Coronel Ulysses Araújo, que recentemente declarou apoio a candidatura da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB).

Questionado por ac24horas se a nomeação de Marcell faria parte de algum acordo entre o grupo político do militar com o governo, Ulysses negou, “Isso não faz parte de acordo político nenhum. Meu apoio a prefeita está muito claro”, disse o ex-comandante da PM do Acre.

O presidente da executiva estadual do PSL, Pedro Valério, confirmou a reportagem que Marcell faz parte da executiva municipal do partido. “Ele é um vogal, um cargo sem relevância, não assinada nada, mas faz parte da discussão, mas ele tem cargo sim na executiva municipal. Eu não tava sabendo que ele tinha sido nomeado não, estou sabendo agora”, disse.

Valério reforçou que o alinhamento do PSL é com o candidato a prefeito Minoru Kinpara. “Nós temos inclusive o vice na chapa dele que é o Celestino. A nossa lealdade ao Minoru é extrema. Agora se o cara aceita um cargo desse ai, ele é livre para procurar as melhoras dele. Nós não podemos manter alguém no PSL acorrentado, amordaçado, oprimido. Fica no PSL quem quer. Se ele opta por algum caminho, é um direito dele, cabe a nós respeitarmos”, frisou.

Continuar lendo

Destaque 2

Marqueteiro responsável por vitórias de Gladson deixa campanha de Socorro Neri

Publicado

em

Faltando pouco mais de 30 dias para as eleições 2020, o marqueteiro goiano Wilson Rodrigues, considerado uma espécie de “guru” do governador Gladson Cameli e responsável pelas memoráveis estratégias de campanhas vitoriosas nas eleições de 2014 e 2018, não faz mais parte da equipe de campanha da candidata a reeleição, Socorro Neri (PSB). A baixa foi confirmada por assessores palacianos próximo ao governador e a atual prefeita de Rio Branco.

O ac24horas apurou que por problemas pessoais, Wilson pediu desligamento da campanha, mas teria prometido “supervisionar de longe” o andamento dos trabalhos, sem participar das decisões. Profissionais do Estado de Goiás, conhecidos de Wilson, foram escalados para substituí-lo.

Nos bastidores circulou um boato de que o profissional de confiança havia sido dispensado pela prefeita, o que não foi confirmado pela reportagem, que apurou ainda que Wilson deverá vir ao Acre nos próximos dias se reunir com o governador.

Continuar lendo

Destaque 2

1 contra todos

Publicado

em

O que se observa até agora na disputa pela prefeitura de Rio Branco é que os candidatos estão passando ao largo dos verdadeiros problemas que a população gostaria de ver enfrentados e solucionados.

Existem ruas que precisam ser melhoradas, o transporte coletivo deixa a desejar, os postos de saúde não oferecem atendimento eficaz, por exemplo.

Ainda assim, entre tantas outras deficiências que afligem a população e a própria municipalidade, os partidos e seus candidatos estão mais preocupados com a sucessão de Gladson Cameli em 2020, sendo a prefeitura a alavanca para este intento.

É necessário reconhecer que Gladson Cameli foi extremamente generoso com os partidos da coligação que o levou ao Palácio Rio Branco.

Todos, sem distinção, foram muito bem gratificados. Diferentemente do PT, que nunca aceitou indicação de partidos diversos para cargos importantes, Gladson Cameli abriu a mão e concedeu aos aliados participação jamais vista na história política do Acre.

Ocorre, todavia, que os indicados pelos partidos da coligação, além de não darem conta do recado, agiam, e alguns ainda agem, como peças de um governo paralelo, como se fossem independentes da estrutura e da autoridade governamental.

A rigor, os partidos tentaram fazer uma administração plurigovermental.

Talvez a causa principal dessa dispersão tenha sido os partidos supostamente aliados tentarem negar o protagonismo e a força de Gladson na definição do candidato oficial da coligação. Queriam tê-lo apenas como financiador e cabo eleitoral de um Mateus que não fora parido por ele.

Insatisfeitos com a habilidade política do governador em não aceitar o cabresto, todos se uniram para derrotá-lo e, dessa forma, enfraquecê-lo na busca de sua reeleição.

Ocorre que Gladson Cameli faz uma aposta muito mais ousada: no lugar de ficar na acabrunhado na janela, vendo a banda passar, decidiu turbinar a candidatura à reeleição da prefeita Socorro Neri.

Com chances reais de sucesso, Gladson Cameli pode antecipar a vitória de 2022, levando muita gente a concluir que de besta ele só tem o andado.


Luiz Calixto escreve todas às quartas-feiras no ac24horas. 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas