Conecte-se agora

Criança é baleada; família é feita refém em assalto, e várias tentativas de homicídios e mortes

Publicado

em

O fim de semana no Acre foi novamente de muita violência. Várias tentativas de homicídios foram registradas, além de mortes, uma criança baleada e um assalto a uma família que foi feita refém.

Domingo
Neste domingo (18) o Centro Integrado em Operações em Segurança Pública (CIOSP) registrou pelo menos três tentativas de homicídio somente em Rio Branco e em uma delas, a vítima acabou morrendo durante atendimento no Pronto Socorro de Rio Branco.

Segundo o CIOSP, nos três casos as vítimas foram alvejadas por disparos de arma de fogo. O primeiro fato aconteceu no bairro Eldorado por volta das 16h.

A vítima, Marcos Vinicius Araújo Souza, de 18 anos foi baleado no braço e no pescoço. O jovem foi socorrido por populares que disseram apenas terem escutado o barulho dos tiros e, em seguida, já encontraram o jovem caído pedindo socorro.

Criança baleada
Os militares foram acionados para atenderem a uma situação envolvendo uma criança de 9 anos que foi baleada por homens armados em um veiculo modelo Siena de cor prata. A criança soltava pipa no momento do crime e foi atingida na região do joelho.

A vítima, Isaac Silva da Conceição, de 22 anos, foi alvejada com pelo menos três tiros em uma residência localizada na Rua Castanheira, no Portal da Amazônia. Ele morreu durante atendimento no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

Segundo populares, um carro passou com pelo menos três pessoas em seu interior, pararam em frente a residência e dispararam diversas vezes em direção a vítima.

Família refém
Criminosos invadiram e anunciaram um assalto a uma residência localizada no bairro Airton Sena. A família ficou refém dos assaltantes por aproximadamente 2 horas. O proprietário da casa foi agredido pelos homens que fugiram levando uma TV, aparelhos celulares e um veículo modelo Siena.

Em todos os casos os militares apesar de coletarem informações e realizarem buscas nas áreas e regiões adjacentes aos crimes, não conseguiram localizar os suspeitos. Os casos já estão sendo investigados pela Polícia Civil que devem apurar se existe algum tipo de relação com facções criminosas ou se os casos tratam de crimes por razões individuais.

Sexta-feira e sábado
Durante o sábado (17), foram registrados tiroteios nos bairros Taquari e na região da Baixada da Sobral.
Na sexta-feira (16), deram entrada no Instituto Médico Legal (IML) os corpos de Orismildo Santos de Araújo, 52 anos, vítima de espancamento, Evam Silva Dosa dos Santos, 42 anos, vítima de ferimentos por arma branca, Alexamyr Pereira da Silva, 32 anos, e Paulo Roger Bezerra, 20 anos, vítimas de disparos de arma de fogo. Ainda sexta-feira um policial militar foi baleado com um tiro na cabeça ao reagir a um assalto na rua Isaura Parente, em Rio Branco.

Execução em Capixaba
Um homem identificado como Erivan de Oliveira Guedes, 43 anos, foi executado com vários tiros dentro do próprio carro, no bairro Quixadá, na em Capixaba. De acordo com informações passadas pela Polícia Militar, os tiros foram efetuados à queima-roupa. Dentro do carro da vítima foram encontrados tabletes de maconha.

Troca de tiros com a polícia
Uma quadrilha trocou tiros com a polícia na AC-10, estrada que liga Rio Branco ao município de Porto Acre. Um homem levou um tiro no peito, efetuado pelo grupo.

O grupo estava em um carro roubado e tentaram passar por uma barreira da polícia, mas foram pegos. Houve troca de tiros. O motorista do veículo perdeu o controle e saiu da pista.

Um adolescente de 16 anos foi ferido com um tiro no braço que transfixou e atingiu os órgãos internos. Ele foi encaminhado pela ambulância do Samu ao Huerb recebeu atendimento médico e não corre risco de morte.

Maurício Silva de Almeida, 30 anos, Lucas Costa da Silva e Fábio Lopes de Paula, 20 anos, foram presos. Com eles foram encontrado três escopetas e cerca de 40 munições intactas, além de um papelote de cocaína e dois tabletes de maconha

Os homens juntamente com as armas e drogas apreendidas foram levados para a Delegacia de Flagrantes (DEFLA), onde foram postos à disposição da Justiça.

Adolescente morto em Marechal Thaumaturgo
Em Marechal Thaumaturgo, um adolescente de 14 anos foi encontrado morto. Ele foi encontrado estrangulado em uma calça jeans e uma cinta. A família suspeita de suicídio. A Polícia Civil deve investigar o caso.

Anúncios

Acre

Rio Branco continua com falta de Ivermectina e Azitromicina

Publicado

em

O Boletim nº 07, referente à aquisição, armazenamento, distribuição e dispensação de medicamentos para o tratamento da Covid-19, em Rio Branco, divulgado nesta terça-feira, 22, pelo Departamento de Assistência Farmacêutica, informa que os medicamentos Ivermectina 6mg e Azitromicina 500mg, permanecem em falta nas farmácias do município.

Segundo a secretaria de saúde de Rio Branco, ambos são substituídos por medicamento em suspensão. Os demais medicamentos estão com distribuição regular nas unidades de saúde de Rio Branco: Paracetamol, Prednisolona, Fosfato Sódico, Prednisona, Vitamina C e Vitamina C gotas, além do Tamiflu.

Os medicamentos utilizados na pandemia do novo coronavírus são entregues aos pacientes mediante apresentação da receita atualizada, em 2 vias, Cartão SUS ou número do GMUS, Identidade (no caso de medicamento sujeito a controle especial). Para retirada de Cloroquina, além do receituário de controle especial em 2 vias, é necessário apresentar Documento de identidade e Termo de consentimento assinado pelo médico e paciente.

Os pacientes ou seus familiares podem receber mais informações pelo fone (68) 3227-1239.

Continuar lendo

Acre

Salários atrasados: terceirizados fazem protesto na Educação

Publicado

em

Inconformados com o atraso de salários, funcionários da empresa terceirizada Maia Pimentel realizaram uma manifestação na manhã desta terça-feira, 22, na sede da Secretaria Estadual de Educação do Acre, em Rio Branco. A empresa é contratada para prestar serviços de limpeza e dezenas de escolas na capital acreana.

Agora em setembro, os servidores irão para o terceiro mês sem ver a cor de seus salários. “Eles sempre pagam a gente atrasado. É sempre assim, pagam um mês e deixa dois dentro. Isso não é justo. Nós somos trabalhadores que ganhamos um salário mínimo. Ninguém merece ver um filho pedindo algo e você não poder comprar tendo dinheiro para receber”, diz uma das servidoras que prefere não se identificar.

A informação dada aos funcionários é de que a Secretaria de Educação garantiu que não há atraso e os repasses para empresa estão em dia. De acordo com os manifestantes, são cerca de 80 profissionais com os salários em atraso.

“Tem uma moça que trabalha comigo que foi despejada porque não conseguia manter o aluguel em dia. Pagava um mês e atrasava outro. A gente não tá pedindo favor, só queremos receber em dia, que eu acredito ser um direito do trabalhador”, diz outro funcionário da empresa.

A Maia Pimentel foi procurada, mas o ac24horas não conseguiu contato com seus representantes. O espaço está aberto para posicionamento da empresa.

Continuar lendo

Acre

Gerlen rebate Edvaldo: “sua choradeira não tem argumento”

Publicado

em

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Gerlen Diniz (Progressista) condenou a postura do deputado do PCdoB, Edvaldo Magalhães, quanto à nomeação do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

O progressista elencou os passos dados para a decisão da Assembleia Legislativa quanto à rejeição de Maria de Jesus para ocupar a vaga no TCE. “Essa sua reclamação não tem fundamento”, disse Diniz.

“Pare de atribuir a nós parlamentares qualquer culpa. Que saia justa é essa? Estamos aqui aguardando um nome indicado pelo Poder Executivo iremos avaliá-lo mais uma vez”, explicou. “Sua choradeira não tem fundamento” frisou Diniz.

O comentário do líder foi referente ao comentário de Magalhães que afirmou que a Aleac passa por uma saia justa ao ter rejeitado o nome de Maria de Jesus para vaga de conselheira.

Decisão

A desembargadora Regina Ferrari, do Tribunal de Justiça do Acre, deferiu parcialmente o pedido de liminar do mandado de segurança coletivo impetrado pela Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) que pleiteava a suspensão dos efeitos do decreto legislativo e também de proibir a indicação de qualquer pessoa estranha para o cargo de Conselheiro por parte do Governador Gladson Cameli e da Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

Em sua decisão interlocutória na tarde desta segunda-feira, 21, a magistrada determina que a Assembleia Legislativa do Acre não realize qualquer aprovação de candidato, atual ou futura, para ocupar a 6ª vaga de cargo de Conselheiro junto ao Tribunal de Contas do Estado do Acre, até a análise meritória Colegiada, que deverá ser analisada pelo Pleno do Tribunal de Justiça, composto por 12 desembargadores.

Continuar lendo

Acre

Edvaldo diz que Aleac vive saia justa por causa da vaga do TCE

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) usou o grande expediente da sessão virtual da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 22, para fazer referência à decisão da desembargadora Regina Ferrari, quanto a escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado.

“Isso não pode passar como se nada tivesse ocorrido. Só para lembrar: o TCE tomou uma decisão por unanimidade em torno do nome da conselheira Maria de Jesus para ocupar a vaga de José Augusto. Encaminhou sua decisão ao governador do Estado, que concordou e remeteu o pedido para a Aleac apreciar”, comentou Magalhães, completando que na hora da apreciação houve um “cavalo de pau” político no entendimento do poder e uma série de mobilizações foram feitas na véspera da votação e no dia da apreciação a maioria absoluta votou pela rejeição do nome da conselheira.

Segundo o comunista, a situação põe a “Aleac em uma saia justa”, pois segundo a decisão da magistrada, o Poder Legislativo não pode decidir nada até que o Pleno do TJAC julgue o mérito da ação.

Decisão

A desembargadora Regina Ferrari, do Tribunal de Justiça do Acre, deferiu parcialmente o pedido de liminar do mandado de segurança coletivo impetrado pela Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) que pleiteava a suspensão dos efeitos do decreto legislativo e também de proibir a indicação de qualquer pessoa estranha para o cargo de Conselheiro por parte do Governador Gladson Cameli e da Assembleia Legislativa do Estado do Acre.

Em sua decisão interlocutória na tarde desta segunda-feira, 21, a magistrada determina que a Assembleia Legislativa do Acre não realize qualquer aprovação de candidato, atual ou futura, para ocupar a 6ª vaga de cargo de Conselheiro junto ao Tribunal de Contas do Estado do Acre, até a análise meritória Colegiada, que deverá ser analisada pelo Pleno do Tribunal de Justiça, composto por 12 desembargadores.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas