Conecte-se agora

Mais uma vítima cai no ‘golpe do sequestro’ no Acre; depósito foi de quase R$ 5mil

Publicado

em

15542275_10154882833661385_5211057474140480328_n

Clemaura Pessoa é mulher do pró-reitor de Extensão da Universidade Federal do Acre (Ufac) e professor de psicologia, Enock Pessoa.

O famoso ‘golpe do sequestro’, onde bandidos ligam informando que algum familiar está sequestrado e pede alto valor em dinheiro para resgate, fez mais uma vítima em Rio Branco. Nesta segunda-feira (12), por voltas das 16h, a vítima foi a mulher do pró-reitor de Extensão da Universidade Federal do Acre (Ufac) e professor de psicologia, Enock Pessoa.

Clemaura Pessoa recebeu uma ligação por volta das 16 horas informando que sua filha havia sido sequestrada e estava em poder de bandidos. Para a filha ser liberta, Clemaura teria de depositar R$ R$ 2 mil na conta informada.

A vítima estava no centro de Rio Branco quando recebeu a ligação e saiu desesperada a procura de fazer a transferência bancária. De primeira, ela transferiu R$ 2 mil, segundo familiares contactados pelo site ac24horas.
Porém, os bandidos não desistiram da tortura psicológica e pediram que Clemaura ficasse em um hotel sem comunicação com conhecidos para transferir mais dinheiro pelo resgate da filha.

A vítima foi encontrada em um hotel no centro da capital após rastreamento por meio de aplicativo do banco. Ela tem conta conjunta com o marido e, cada vez que fazia alguma transação bancária, chegavam informações do local e o valor gasto.

“Ela transferiu uns R$ 4 mil, mas foi encontrada e passa bem. Ficou nervosa, mas agora já passou”, disse um familiar que agradeceu a ajuda dos internautas nas redes sociais para localizar a vítima.

Delegado pede mais atenção e fala sobre “senha familiar”

Recentemente o delegado Pedro Rezende, da 4ª Regional da Polícia Civil, se pronunciou sobre o assunto quando um vendedor também recebeu o trote onde os bandidos pediram R$ 10 mil pelo resgate da filha, porém, o vendedor não tinha filhos do gênero feminino e logo desconfiou que o telefonema seria um golpe.

O delegado pediu que as pessoas tenham mais atenção quando receberem esse tipo de ligação e, se possível, que mantenham a calma e sem falar, em hipótese alguma, o nome de alguma familiar.

“A pessoa deve procurar a delegacia registrar o boletim de ocorrência, trazer todas as informações e, com certeza, o serviço de inteligência da Polícia Civil vai investigar, se possível quebrar o sigilo telefônico e com certeza a Polícia Civil vai descobrir quem são os autores desse crime”, explica.

Pedro Rezende explicou ainda a importância da família de ter uma senha, para realmente saber se a pessoa de sua família foi sequestrada, pois, segundo ele, muitas pessoas perdem seus documentos e têm informações que possam levar o bandido ter vantagem sobre as vítimas.

Anúncios

Destaque 2

Em jantar fechado, Mourão se confraterniza com autoridades do Acre e é homenageado com hino do Flamengo

Publicado

em

O vice-presidente da república, general Hamilton Mourão, participou na noite desta segunda-feira, 22, de um jantar oferecido pelo governo do Acre no Pinheiro Palace Hotel, no centro de Rio Branco. Apesar de está hospedado no Gran Lumni Hotel, o chefe de Estado aceitou o convite do governador Gladson Cameli e do vice Major Rocha.

Participaram do encontro além do governador e do vice, a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Francisco Djalma e a chefe do Ministério Público do Acre, Katia Rejane. Apesar de está com assento garantido, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Júnior não compareceu à confraternização.

Cumprindo agenda oficial no Acre para conhecer o Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (Cigma), criado para integrar as informações e dados que norteiam as ações das equipes de fiscalização e combate aos ilícitos ambientais em campo, o general evitou formalidades e conversou sobre futebol, falou de sua paixão pelo Flamengo e ainda foi homenageado pela Banda da Polícia Militar que embalou o jantar com o hino do time do seu coração. Bem a vontade diante dos presentes, ele falou até mesmo da origem de seu pai e de sua mãe que são Amazonenses.

Animado, Mourão tomava whisky e degustava uma porco a pururuca preparado pelo buffet do hotel. Como o papo entre os homens da mesa foi norteado pelo futebol, as mulheres ficaram meio de escanteio. Apenas o governador Gladson Cameli levou a esposa para o evento.

Um forte esquema de segurança foi montada para garantir a integridade de Mourão e dos demais convidados. Um raio-x foi usado para revistar as pessoas que entravam no hotel. Dezenas de policiais federais e da guarda pessoal da vice-presidência ficaram espalhados a paisana pelo quatro cantos do estabelecimento.

Continuar lendo

Acre 01

Com queda de Juliana, Pedro Longo deve assumir cadeira na Aleac como “conciliador”

Publicado

em

O juiz aposentado Pedro Longo, de 56 anos, que foi candidato a deputada estadual pelo PV em 2018 e obteve 3.570, deverá assumir a vaga que será deixada pela deputada Juliana Rodrigues (Republicanos), que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral na noite desta terça-feira, 22.

Com os votos de Juliana anulados pela corte superior, o Tribunal Regional Eleitoral do Acre deverá confirmar o magistrado aposentado na vaga.

Ao ac24horas, Longo afirmou que nesse primeiro momento o processo burocrático de cassação e posse deverá perdurar por poucos dias, mas que se coloca no parlamento para trabalhar dobrado. “Eu vou trabalhar dobrado. Quase 2 anos de legislatura se passaram, mas acredito que posso render bons frutos na casa com projetos e propostas viáveis. Quero poder ajudar o meu estado, principalmente nesse período da pandemia. Precisamos de ideias novas”, disse.

Se colocando como um “conciliador”, Pedro afirmou que esse será o tom que tocará seu trabalho na Aleac. “Eu respeito o governador Gladson, a prefeita Socorro, somos parceiros e entendo que o melhor para o Acre nesse momento é a união. Espero poder fazer um bom trabalho e representar bem o eleitorado”, justificou.

Continuar lendo

Acre 01

Léo do PT deve assumir vaga de Manuel Marcos: “vou ser oposição a Bolsonaro e Gladson”

Publicado

em

O ex-deputado federal e advogado Léo de Brito (PT) deverá assumir a cadeira de deputado federal que ficará vaga com a cassação do deputado federal Manuel Marcos (Republicanos) confirmada na noite desta terça-feira, 22, pelo Tribunal Superior Eleitoral. O petista de 39 anos que teve 14.881 votos nas eleições de 2018 e ficou na primeira suplência da chapa da Frente Popular foi beneficiado pela decisão dos ministros da Corte Superior que entenderam que os votos do parlamentar da Igreja Universal deveriam anulados. O Tribunal Regional Eleitoral deverá notificá-lo nos próximos dias para que tome posse do cargo.

Ao ac24horas, Léo do PT, como é mais conhecido, confirmou que pelos cálculos do partido e com a decisão confirmada pelo TSE, ele deverá assumir a cadeira. Atuando na advocacia e como professor universitário desde que deixou Brasília em 2019, Léo se disse surpreso pela decisão célere e afirmou que deverá mudar todo o contexto de sua vida. “Eu estava advogando, dando aula, seguindo minha vida normalmente sem pensar nisso. Evitei não interferir no processo. Evitei dar declarações. Deixei nas mãos da justiça e isso foi resolvido sem eu ficar esperando. Agora é esperar e tentar fazer o melhor melhor trabalho possível em Brasília.

Léo de Brito afirmou que após a decisão do TSE já conversou com a liderança do PT na Câmara e se colocou a disposição. “Vou ser oposição ao governo Bolsonaro, quero ajudar o Brasil. Vou ser oposição ao governo de Gladson Cameli, mas quero ajudar o Acre, independente de cor partidária. Estamos vivendo tempos difíceis, a miséria bateu na porta e queremos ajudar com o nosso mandato”, disse.

Brito ressaltou também que com mandato poderá ajudar mais efetivamente o PT nestas eleições. “É um momento novo, mas creio que poderei ajudar ainda mais nossos candidatos a vereadores e prefeitos. Fico feliz com a oportunidade”, frisou.

Continuar lendo

Na rede

Igreja de Cruzeiro do Sul faz política partidária e abençoa candidatos

Publicado

em

A Igreja Assembleia de Deus Ministério Madureira em Cruzeiro do Sul realizou nessa segunda-feira, 21, uma reunião extraordinária “para se posicionar politicamente”. Na ocasião, as pré-candidaturas de Zequinha Lima para prefeito de Cruzeiro do Sul e do vereador Elenilson da Pesca, ambos do PP, foram abençoadas pelo pastor Samuel.

Tudo foi postado na página oficial da Igreja no Facebook. Nas fotografias, durante e depois do culto, Zequinha aparece sem o pré-candidato à vice, Henrique Afonso (PSD), que é pastor da Igreja Presbiteriana.

Nos comentários da postagem no Facebook, muitos internautas publicaram críticas à igreja e ao pastor, por misturar política partidária com religião.

O Ministério Público Eleitoral de Cruzeiro do Sul está de olho em situações como essa. O promotor Fernando Henrique Terra disse que vai avaliar se o fato requer uma atuação do MP.

Terra destaca que denúncias sobre irregularidades em pré-campanhas e campanhas eleitorais devem ser feitas ao Ministério Público por meio dos telefones 33224165, 99993-5071 e do e-mail: [email protected]

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas