Conecte-se agora

Prefeitos de todas as cidades do Acre se reúnem para tratar de meio ambiente

Publicado

em

unnamed-2

Com o objetivo de informar os gestores e construir parcerias nos municípios acreanos, na busca pela otimização de recursos técnicos, financeiros e logísticos, além de garantir a abrangência da política de recursos hídricos, os prefeitos eleitos e os futuros secretários municipais de meio ambiente participam durante todo dia desta sexta-feira, 09, do seminário Políticas Públicas Ambientais e Gestão de Recursos Hídricos no Estado do Acre: Desafios Para a Integração Intersetorial, na sede da AMAC (Associação dos Municípios do Acre).

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Edegard de Deus, no encontro serão apresentadas aos prefeitos as políticas públicas ambientais desenvolvidas pelo Estado e os meios de acessa-las. “Vamos tratar dos resíduos sólidos, da arborização das cidades e principalmente dos recursos hídricos”, relata.

Anfitrião do evento, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, destacou a importância dos temas abordados, como o Licenciamento Ambiental, e colocou a AMAC à disposição dos novos gestores.

Ele citou que foi a equipe da AMAC quem elaborou os projetos das cidades acreanas para a desativação dos lixões e instalação de Unidades de Tratamento e Destino Final de Resíduos Sólidos Urbanos. De acordo com Marcus Alexandre, os prefeitos devem agora buscar apoio da bancada federal para viabilizar os recursos necessários para a instalação dos aterros nos municípios e para a compra de caminhões coletores de lixo, o que pode ser feito em forma de consórcio entre cidades próximas, como no caso de Feijó e Tarauacá.

“A AMAC está à disposição dos prefeitos para buscar essas parcerias que resultem em avanços para as cidades com relação ao meio ambiente”, finalizou Marcus Alexandre.

O prefeito eleito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Pianko, diz que o maior desafio de sua gestão será justamente o de acabar com o lixão do município. “Ficamos satisfeitos com essa retaguarda dada pela AMAC e esperamos resolver esse grande problema do lixão e instalar em nossa cidade, em curto prazo, um aterro controlado e seguir avançando. Queremos também aumentar a captação e distribuição da água tratada em Marechal Taumaturgo, que hoje é de cerca de 60 por cento.”

Anúncios

Cotidiano

Membros do CV no Acre soltam fogos pela morte de Elias Maluco; polícia investiga caso

Publicado

em

Enlutados com a morte do fundador da organização criminosa Comando Vermelho, Elias Maluco, encontrado morto em uma cela do presídio federal de Catanduvas, na região oeste do Paraná na terça-feira, 22, membros da facção em todo Estado do Acre soltaram centenas de fogos na noite desta quarta-feira, 23, como uma forma de homenagem ao líder. A PF (Polícia Federal) diz que o caso indica suicídio, mas irá aguardar o resultado da perícia.

Em nota lançada nas redes sociais, os líderes da facção convocaram todos faccionados para soltar os fogos nos municípios e bairros “onde a semente de Elias Maluco foi plantada”. O ato de despedida dos membros da organização criminosa iniciou-se por volta das 19h e vários moradores escutaram as rajadas de fogos que em alguns bairros de Rio Branco chegou a durar cerca de 5 minutos.

O Segundo Distrito de Rio Branco inteiro ouviu os fogos, de acordo com relatos de internautas. Na região do Calafate, Mocinha Magalhães, Irineu Serra e Baixada da Sobral também foram relatados queima de fogos.

Em Cruzeiro do Sul, os fogos foram ouvidos por cerca de 10 minutos em pelo menos 10 bairros como o Remanso, Cobal, Telegrafo, Cohab, Saboeiro, Cruzeirinho Novo, Miritizal, 25 de Agosto, São José e Lagoa. Em Rodrigues Alves e Mâncio também foram relatados os estouros.

O ac24horas procurou o delegado-geral de Polícia Civil, Josemar Portes, para confirmar se de fato a queima de fogos ouvida em todo o Acre era fruto de uma homenagem a um dos bandidos mais perigosos do país, mas o chefe de polícia não reconheceu. “De maneira alguma não reconhecemos. Não temos comprovação, nós trabalhamos com comprovação técnica derivada de uma investigação. Não temos essa comprovação. Repito, temos inquéritos, temos investigações em curso que apontam para atuação desses grupos, mas isso não é fato novo, mas os integrantes que estão atuando serão identificados e em breve os apresentaremos ao poder judiciário”, argumentou.

Continuar lendo

Destaque 6

Por 69 a 0, Alerj aprova continuidade do impeachment de Witzel

Publicado

em

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) deu nesta quarta-feira (23) mais um passo no processo que pede o impeachment Wilson Witzel (PSC). Os deputados aprovaram, por unanimidade (69 a 0), o projeto que autoriza a abertura de um processo de crime de responsabilidade contra o governador afastado.

Agora, o caso vai para um Tribunal Misto formado por cinco deputados e cinco desembargadores do Tribunal de Justiça, onde será julgado.

Num primeiro momento, o tribunal define se Witzel deve ser afastado do cargo. Depois, se ele cometeu crime de responsabilidade e se deve perder os direitos políticos.

Independentemente da decisão do Tribunal Misto, Witzel já está afastado do cargo por decisão do ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O ministro diz que o Ministério Público Federal (MPF) descobriu uma “sofisticada organização criminosa, composta por pelo menos três grupos de poder, encabeçada pelo governador Wilson Witzel”.

O projeto de resolução aprovado é baseado no relatório do relator Rodrigo Bacelar (Solidariedade) que defendia a continuidade da ação, e recebeu 24 dos 25 votos dos integrantes da comissão do impeachment. O único parlamentar que não votou está com Covid-19 e licenciado.

Próximos passos

– quinta-feira (25): publicação da decisão no Diário Oficial

– sexta-feira (26): deputados lançam candidatura para participar do Tribunal Misto

– terça-feira (29): eleição na Alerj para escolher os 5 deputados membros do Tribunal Misto

– em até 5 dias: TJ sorteia os 5 desembargadores do Tribunal Misto

– em até 120 dias: conclusão do processo de crime de responsabilidade

Witzel desistiu de se defender pessoalmente

Witzel era esperado para se defender pessoalmente na votação desta quarta-feira (23), mas ele fez a defesa por videoconferência.

“Eu não me importo de ser julgado e submetido a julgamento nenhum porque tenho a convicção de que jamais cometi um ato ilícito”, disse, em discurso inflamado.

Em sua fala, Wiztel também atacou deputados, se emocionou ao falar da mulher e demonstrou ter certeza de que a votação seria pelo prosseguimento do processo.

“Esta casa está em vias de aceitar, pelo visto, né, já é unanimidade, todo mundo já falou, então para que eu vou aqui tentar me defender? Não posso me defender quando os juízes já previamente se manifestaram que vão votar sim no meu processo, a minha denúncia. Que julgamento é esse? Eu jamais, como magistrado, manifestei previamente meu juízo de admissibilidade numa denúncia ou numa sentença. Porque várias vezes ao final do processo eu absolvi o réu”, disse.

O que diz a denúncia

O pedido de impeachment se baseou em suposta improbidade administrativa e mau uso do dinheiro público na Saúde em meio à pandemia do coronavírus, com base nas operações Placebo e Favorito.

Ambas as ações investigavam denúncias de desvio de verba da pasta e tiveram como desdobramento a Operação Tris in Idem, que afastou Witzel do cargo por suspeitas de corrupção.

Ele é acusado de receber propina das empresas ligadas ao esquema através de contratos falsos firmados com o escritório da primeira-dama Helena Witzel. O governador afastado, que nega as acusações, teria recebido pelo menos R$ 554,2 mil.

A Procuradoria Geral da República (PGR) revelou o suposto esquema depois de apurar irregularidades em contratos dos hospitais de campanha, respiradores e medicamentos.

Segundo os procuradores, o governador tem “participação ativa no conhecimento e comando das contratações com as empresas investigadas”. Troca de e-mails comprovariam as suspeitas.

Continuar lendo

Destaque 7

IDAF alerta a população do Acre sobre o recebimento de sementes de origem desconhecida

Publicado

em

No Brasil, assim como nos Estados Unidos e no Canadá, os órgãos de Defesa Agropecuária estão em alerta após constatarem o recebimento de embalagens contendo sementes de espécies misteriosas e de procedência desconhecida.

Estas sementes chegam através dos correios como “brindes”, juntamente com produtos adquiridos pela internet e sem identificação de qualidade e de procedência.

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (IDAF), por meio da Coordenação de Fiscalização de Sementes e Mudas, está alertando a população acreana sobre os eventuais riscos que esses produtos podem causar a saúde, ao meio ambiente e à agricultura.

“Produtos vegetais de origem incerta e importados sem a aprovação do Ministério da agricultura são considerados como de grande risco a introdução e disseminação de novas pragas agrícolas ou de pragas já erradicadas, além da possibilidade de causarem sérios prejuízos econômicos e danos do ponto de vista da Defesa Sanitária Vegetal”, informa Ligiane Amorim, coordenadora de Fiscalização de Sementes e Mudas do IDAF.

A orientação do IDAF é que, caso as pessoas recebam esses pacotes suspeitos, não os abram, não os plantem e nem os descartem, devendo entrar imediatamente em contato com um escritório do órgão ou do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) mais próximo para que as embalagens e materiais vegetais sejam recolhidos de maneira segura, enviadas para análise laboratorial e descartados adequadamente.

O serviço de Defesa Sanitária Vegetal do IDAF afirma ainda que conta com a colaboração de toda a população e disponibiliza para qualquer informação, denúncia ou esclarecimento, o telefone (68) 3221-0724 e o e-mail: [email protected]

Continuar lendo

Cotidiano

Colisão entre bicicletas deixa ciclista gravemente ferido no Centro de Rio Branco

Publicado

em

Uma colisão entre duas bicicletas deixou o ciclista José Flávio Leite dos Reis, gravemente ferido na noite desta quarta-feira, 23. O acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Getúlio Vargas com rua Epaminondas Jácome, no Centro de Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram o acidente, um ciclista trafegava na Getúlio Vargas com destino a ponte Juscelino Kubitschek (ponte de metálica) e outro seguia na rua Epaminondas Jácome, quando colidiram. Com impacto, José foi arremessado, bateu a cabeça e desmaiou. O outro ciclista sofreu apenas escoriações.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada, os paramédicos prestaram os primeiros atendimentos e conduziram José ao Pronto-Socorro de Rio Branco. Segundo o Médico do SAMU, Guilherme Piassa, o paciente sofreu um traumatismo craniano e seu estado de saúde é grave.

A área foi isolada pelos Policiais do Batalhão de Trânsito (BPtrans) para os trabalhos de perícia. A bicicleta foi removida e encaminhada ao pátio do Departamento de Trânsito.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas