Conecte-se agora

Falta bom senso aos ecoxiitas

Publicado

em

Nove parlamentares acrianos foram ao encontro do presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, para denunciar abusos cometidos por fiscais do órgão em autuações a moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes.

Há dez dias, o ac24horas narrou o drama dos produtores rurais que residem na colocação Maloca. Um deles foi multado duas vezes por fiscais do ICMBio. A primeira multa teve valor estipulado em R$ 520 mil. A segunda, em R$ 170 mil.

Não é de hoje que assistimos ao autoritarismo de fiscais que ignoram as condições em que vivem os produtores rurais acrianos, e lhes plicam multas impagáveis até mesmo para empresas de grande porte.

Relatos de truculência também já foram ouvidos outrora, protagonizados por medíocres funcionários de ONGs financiadas por organismos internacionais, cujos nomes são impronunciáveis, e completamente desconhecidas as causas que as motivam.

Vez por outra essa gente aterrissa por aqui, assumindo ares de paladinos do ambientalismo xiita, incapazes de enxergar o óbvio mais que ululante: os moradores da floresta, grande parte formada por pequenos produtores, são os grandes responsáveis pela preservação ambiental.

Puni-los com rigor excessivo é um desserviço que precisa ser denunciado não apenas ao presidente do ICMBio, como à imprensa e – por que não, se Lula, o intocável, fez o mesmo? – até à Organização das Nações Unidas (ONU).

Em contrapartida ao rigor de sua atuação em defesa da floresta, não se vê das ONGs um único esforço para que dotem as comunidades de condições técnicas, a partir das quais seus moradores possam abrir mão de métodos arcaicos de derrubada e queima, substituindo-os por técnicas de plantio capazes de otimizar a produção.

Dos senadores que foram ao encontro do presidente do ICMBio, compareceram Sérgio Petecão (PSD) e Gladson Cameli (PP), faltando o petista Jorge Viana. Dos deputados federais, apenas Major Rocha (PSDB) e Moisés Diniz (PCdoB). E dos 24 parlamentares estaduais, apenas quatro se fizeram presentes: Manoel Moraes (PSB), Antônio Pedro (DEM), Chagas Romão (PMDB) e Raimundinho da Saúde (PTN). Destaque ainda para o vereador Celso Garcia, o ‘Paraná’, do município de Xapuri.

Não causa espanto que não houvesse no encontro nenhum representante do Partido dos Trabalhadores, seja porque eles compactuam com os métodos empregados por institutos e ONGs cujos representantes aplicam multas milionárias em pobres moradores da floresta, seja por estarem mais ocupados em se refazer dos sucessivos golpes que têm levado da Justiça brasileira.

O planeta precisa de árvores, claro. Os moradores da floresta necessitam de alguns metros quadrados a mais onde possam produzir. Já os fiscais do xiismo ecológico – esses precisam ter, no mínimo, um pouco mais de bom senso.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas