fbpx
Conecte-se agora

Jorge Viana e Ciro Nogueira torram milhares de reais em refeições custeadas pelo Senado

Publicado

em

É claro que o valor nem se aproxima do jantar do ex-deputado Eduardo Cunha, no exterior – US$ 1,2 no Restaurante Joes Stone Crab em um único jantar – , mas segundo o jornalista Maurício Lima, da coluna Radar, os senadores Jorge Viana, do PT do Acre e Ciro Nogueiro, do PP do Piaui, “torram milhares de reais em refeições custeadas pelo Senado”.

O jornalista revela que Viana e Nogueira são responsáveis pela 10 refeições mais caras custeadas pelo senado, e claro, pagas pelos contribuintes.

DIZ A NOTA – Nogueira desembolsou nada menos que 5.581 reais em apenas seis refeições, sendo que a mais cara, de 976 reais, aconteceu na Churrascaria Rodeio.

Já Viana pagou mais de 3.000 reais em quatro idas ao restaurante. Na mais cara delas, desembolsou 831 reais num banquete do Bistrô D’Amazônia, badalado point gastronômico de Rio Branco.

A reportagem tentou contato o senador Jorge Viana via WhatsAppcom, mas ele não respondeu. Por volta das 12h desta sexta-feira, a assessoria de Viana encaminhou nota sobre o caso. “Sobre nota citando o Senador Jorge Viana e fazendo referência a 4 notas fiscais totalizando R$ 3 mil com despesas de alimentação em atividades do mandato, na cidade de Rio Branco, ao longo do ano de 2016, esclarecemos que o Senador procura ser bem rigoroso nos gastos de verbas de gabinete. Todos os gastos, inclusive esse, são feitos cumprindo a Instrução Normativa do Senado Federal e vinculados ao trabalho e atividade do parlamentar”, diz o comunicado.

Propaganda

Destaque 2

Ex-miss Acre é recusada na vaga de deficiente para o curso de medicina da Ufac

Publicado

em

Acabou a polêmica mostrada em primeira mão pelo ac24horas, sobre a ex-miss Acre 2018, Hyalina Lins Farias, que concorria a uma vaga no curso de medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC) destinada a pessoas portadores de deficiência e renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salários mínimos.

No início da noite desta quarta-feira, 19, a UFAC, por meio da Coordenadoria de Admissão e Matrícula, publicou a relação de matrículas indeferidas.

Segundo a publicação, Hyalina não comprovou a existência de deficiência elegível para a política de ação afirmativa.

Desde que o nome da bela jovem surgiu como candidata à vaga, uma polêmica se instalou nas redes sociais com muitos internautas acusando Hyalina de não ser de baixa renda e não possuir deficiência.

Consultada pela reportagem, a ex-miss afirmou ter baixa visão desde os 5 anos e que suas viagens, que costuma compartilhar nas redes sociais, são bancadas pelo namorado, que é cirurgião plástico.

 

Continuar lendo

Destaque 2

Exportações de milho no Acre superam a de carne e derivados bovinos em janeiro de 2020

Publicado

em

Uma recente pesquisa divulgada pelo Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre sobre o comércio exterior aponta o saldo de janeiro de 2020 com relação às exportações e importações do estado. A balança comercial indica que o total acumulado no último mês com as exportações foi de R$ 15.842.749,02 e R$ 937.75 referentes às importações. A tabela ainda atesta que, até agora, o milho foi o terceiro produto mais exportado este ano, ficando a frente, inclusive, da carne bovina.

Os valores significam que as exportações aumentaram 27,9% em janeiro deste ano em comparação ao mês anterior, dezembro de 2019 . No entanto, também indicam que caíram 2,7% com relação ao mesmo período do ano anterior (janeiro de 2019). Se tratando das importações, também houve uma redução de 2,4% em relação a dezembro do ano passado e um saldo negativo de 39,4% se comparado a janeiro do ano anterior.

Os quatro principais países de destino e participação das exportações do Acre nesse último mês de janeiro foram Peru, Bolívia, China e Hong Kong. Peru teve 29,5% do total de exportações do estado. Bolívia foi o segundo país que mais consumiu produtos locais, ficando com 26,1% das exportações. Em terceiro ficou a China, que arrecadou 10,3% do total de exportações em janeiro. O quarto país, Hong Kong, obteve 9,7% do total de exportações até então.

Os produtos mais exportados do Acre em janeiro de 2020 foram madeira, carvão vegetal, obras de madeira, castanha-do-Brasil, milho e carnes e derivados bovinos e outros alimentos. A surpresa nesse mês veio com a colocação do milho, terceiro produto mais exportado, mais até que a própria carne bovina. A madeira, carvão vegetal e obras de madeira foram os materiais mais exportados do Acre, representando 27, 9 % do total.

A castanha- do- Brasil (com casca e sem casca) foi o segundo produto mais comprado por outros países, totalizando 26,4% do todo. O milho exportou 15,6%. Já as carnes e miudezas e outros comestíveis somaram apenas 9,7% das exportações.

As exportações do milho cresceram 229,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O fato superou o valor das exportações de carne e derivados de bovinos, que mostraram um crescimento de apenas 10,2% no período de um ano. Já os principais países de origem e participação no total das importações nesse mês de janeiro de 2020 foram China, Índia, Argentina e Peru. China importou 43,0% de produtos para o Acre; a Índia 30,5% do todo; Argentina importou 15,2% do total e Peru 6,6%.

Entre os produtos mais importados em janeiro estão: pneus e outros pneumáticos (30,8%); sulfatos (30,5%); farinha de trigo (15,2%) e policloreto de vinila (11, 4%).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas